Conscientização para Crianças

Dia do combate as Drogas

10:03 PM, 8/2/2012 .. Postado em Fotos .. 0 comentários .. Link

 

Fonte: http://imagens.us/datas/combate-as-drogas/index.php?imagem=dia-do-combate-as-drogas%20%2815%29.gif



Charge da Cracolandia

09:48 PM, 8/2/2012 .. Postado em Fotos .. 0 comentários .. Link

Fonte: http://www.diariosp.com.br/blog/detalhe/3473/Menino+da+Cracolandia

 



Imagem

09:46 PM, 8/2/2012 .. Postado em Fotos .. 0 comentários .. Link

 

Fonte: http://www.google.com.br/imgres?q=depoimentos+de+crian%C3%A7as+usuarias+de+drogas&um=1&hl=pt-BR&sa=N&biw=1024&bih=578&tbm=isch&tbnid=aM2Eg-UrxP_MmM:&imgrefurl=http://serrolandianoticias.blogspot.com/2010_03_01_archive.html&docid=U3XGUfyENDxcnM&imgurl=http://2.bp.blogspot.com/_kRAmOGCcIBs/S6yHKCDzJkI/AAAAAAAAB-Y/GeAvn3SKETI/s400/drogas.jpg&w=321&h=331&ei=8QgzT6S2C-b50gHqj8XzBw&zoom=1&iact=hc&vpx=230&vpy=71&dur=2317&hovh=228&hovw=221&tx=86&ty=71&sig=108844698239105125464&page=3&tbnh=125&tbnw=121&start=38&ndsp=20&ved=1t:429,r:1,s:38



Depoimento de uma ex-usuária de drogas?

09:41 PM, 8/2/2012 .. Postado em Depoimentos .. 0 comentários .. Link

Tudo começou quando eu tinha uns 14 anos e um amigo chegou com aquele papo de 'experimenta, depois quando quiser é só parar'... e eu fui na dele. Primeiro, ele ofereceu coisa leve, disse que era 'de raiz', da terra, que não fazia mal e me deu um inofensivo disco do Chitãozinho e Xororó, seguido de um DVD do Calcinha Preta. Achei legal, uma coisa bem brasileira. Mas a parada foi ficando mais pesada, o consumo cada vez mais freqüente, comecei a chamar todo mundo de truta e acabei comprando pela primeira vez. Lembro que cheguei na loja e pedi: - 'me dá um CD do Zezé de Camargo e Luciano'! Era o princípio de tudo. Logo depois resolvi experimentar algo diferente e ele me ofereceu um cd de Axé. Dizia que era para relaxar, sabe, coisa leve...Banda Eva, Cheiro de Amor, Netinho, Aviões do Forró, etc. Com o tempo meu amigo foi me oferecendo coisas piores: O Tchan, Companhia do Pagode, Frank Aguiar e muito mais. Após o uso contínuo eu já não queria saber de coisas leves, queria algo mais pesado, mais desafiador, que me fizesse mexer os quadris como nunca havia feito antes. Então meu amigo me deu o que eu precisava: um cd do Harmonia do Samba. Minha bunda passou a ser o centro de minha existência, razão da minha vida. Pensava só nessa parte do corpo, respirava por ela, vivia por ela!

Mas depois de muito tempo de consumo a droga perde o efeito e você começa a querer cada vez mais, mais, mais...comecei a freqüentar o submundo e correr atrás das paradas. Foi a partir daí que começou minha decadência. Fui ao show do Alexandre Pires, do Bello e do grupo Karametade. Até comprei a revista Caras que trazia o Rodriguinho na capa. Quando dei por mim, já tinha feito chapinha e pintado o cabelo de louro. Dois piercings adornavam meu nariz e meu corpo parecia uma parede pichada, de tanta tatuagem; Lembro-me de um dia que entrei nas lojas Americanas e pedi a coletânea "As melhores do Molejo". Foi terrível! Eu já não pensava mais, ia mal na escola e trabalhava só pensando na sexta-feira. Meu senso crítico havia sido dissolvido pelas rimas miseráveis e letras pouco arrojadas. Meu cérebro estava travado, não pensava mais em nada! Mas a fase negra ainda estava por vir. Cheguei ao fundo do poço, no limiar da condição humana quando comecei a gostar de melancias, bondes, tigres, MC Serginho, Lacraias, Motinhas e Tapinhas. Comecei a ter delírios e a dizer coisas sem sentido. Quando saía à noite para as baladas pedia tapas na cara e fazia gestos obscenos. Fui cercada por outros drogados usuários das drogas mais estranhas que queriam me mostrar o caminho das pedras...Minha fraqueza era tanta que estive próximo de sucumbir aos radicais e ser dominada pela droga mais poderosa do mercado: Ki-Kokolexo.

Hoje estou internada em uma clínica. Meus verdadeiros amigos fizeram a única coisa que poderiam ter feito por mim. Meu tratamento está sendo muito duro, com doses cavalares de Bossa-Nova, livros e blues. Mas o médico falou que talvez tenha que recorrer ao Jazz e até mesmo Mozart, Beethoven e Bach. Queria aproveitar a oportunidade e aconselhar as pessoas a não se entregarem a esse tipo de droga. Os traficantes só pensam em dinheiro, não estão nem aí para sua saúde e por isso tapam sua visão para as coisas boas e te oferecem drogas. Se você não reagir, vai acabar drogado, alienado, inculto, manobrável, consumível, descartável, distante e burro. Vai perder as referências e definhar mentalmente. Em vez de encher a cabeça com porcaria, pratique esportes e, na dúvida, se não puder distinguir o que é droga ou não, faça o seguinte: - não ligue a TV no domingo à tarde. - não entre em carros com adesivos "Fui"... - se te oferecerem um CD verifique se o 'artista' foi ao programa da Hebe ou ao Domingo Legal do Gugu. Mulheres gritando histericamente são outro indício. - não compre CD que tenha mais de 6 pessoas na capa (essa é boa) - não vá a shows em que os suspeitos executem passos ensaiados. - não compre nenhum CD que tenha vendido mais de um milhão de cópias no Brasil, e - não escute nada que o autor não seja capaz de fazer uma concordância verbal mínima. Diga não às drogas! A vida é bela! Eu sei que você consegue!

Fonte: postado por visitante do fórum Braznet:
http://www.braznet.org




O Cigarro

09:39 PM, 8/2/2012 .. Postado em Textos .. 0 comentários .. Link

 

 
O cigarro é uma pequena porção de tabaco seco e picado, enrolado em papel fino. Em alguns cigarros, encontra-se o sistema de filtro, geralmente de esponja e papel. Sua industrialização iniciou-se em meados do século dezenove e se estendeu largamente desde então, tornando-se um dos produtos mais vendidos e consumidos do mundo. Contudo, a fabricação do cigarro envolve a adição de cerca de cinco mil substâncias químicas, como acetona, butano, monóxido de carbono, nicotina e alcatrão.
 
O cigarro já representa uma séria ameaça nos segundos inicias da primeira tragada. Segundo estudiosos, cerca de 10% dos fumantes que colocam o primeiro cigarro na boca já apresentam reações significativas no organismo que provocam a dependência por um período de até dois dias depois.
A nicotina presente em um só cigarro consegue aumentar a produção de hormônios receptores no lobo frontal do cérebro, no hipocampo e no cerebelo que envolve a memória em longo prazo. Dessa forma, dois dias após ter fumado um único cigarro um indivíduo passa a ter necessidades da droga no organismo. A manifestação da dependência à droga ocorre por causa das adaptações que o organismo faz para recebê-la na busca por manter seu equilíbrio químico e funcional.
.
 
 
Substâncias encontradas no cigarro.
 
 
.
Com o decorrer do tempo, as pessoas tendem a necessitar de um novo cigarro em um curto período, ou seja, em um prazo de duas horas o organismo já deixa o indivíduo inquieto, irritado e ansioso fazendo com que busque a calmaria no cigarro.
Segundo a Organização Mundial de Saúde, existem hoje cerca de 1,1 bilhões de fumantes. Dessa população de fumantes, 73% estão em países subdesenvolvidos. Um número realmente preocupante. E é exatamente por esse motivo que o cigarro torna-se o maior problema da saúde pública mundial.
Para efeitos de comparação, analisemos os casos de doenças cardiovasculares e o câncer de pulmão. Ambos são causas de grande número de mortes no Brasil. Apenas 6,7% dos casos de câncer de pulmão não estão relacionados direta ou indiretamente ao cigarro. Além disso, o próprio cigarro pode ser causa de outros problemas, como câncer de mama, deficiência auditiva, deficiência em fetos, asma, falha na memória, diabetes, depressão, entre outros.
Tem-se também os fumantes passivos, que por compartilharem o espaço que vivem com fumantes ativos (que praticam o ato de fumar), inalam a fumaça produzida e acabam sendo prejudicados também.

Pulmão de fumante e de não-fumante, respectivamente.

No entanto, uma dúvida é comum a todos. Por qual motivo as pessoas fumam? O ato de fumar é uma opção, que aparentemente, reduz a ansiedade e auxilia as pessoas a se socializarem. A fumaça do cigarro causa sensações desagradáveis no início, mas assim que a pessoa se vicia, o cigarro se torna uma necessidade. Existem casos absurdos, por exemplo, de pessoas que escolhem fumar para emagrecer, o que, na realidade, é um grande equívoco.
Além destes fatores, a mídia também exerce forte influência. No entanto, os comerciais de cigarro foram banidos da mídia e dos outdoors em várias partes do mundo, com o objetivo de evitar o estímulo ao fumo, vício considerado uma das maiores causas da mortalidade humana. O cigarro, que já esteve associado à imagem de sensualidade, poder e rebeldia, voltou a estar presente, e de forma cada vez mais freqüente, nas cenas de filmes contemporâneos. Desde a década de 1950, o cinema não mostrava tantas cenas com atores fumando. A conseqüência disso é o fato de adolescentes cada vez mais incentivados a dar a primeira tragada. Assista abaixo à uma antiga propaganda do Cigarro Dallas vinculada na televisão.

video

Antiga proganda de cigarro.
 

Algumas dicas para um fumante largar o vício podem ser úteis. Entre elas, exercícios aeróbicos, auxílio de amigos, estar preparado para armadilhas (como pessoas oferecendo), fugir da rotina, etc.
Entre as instituições que auxiliam na cura do vício, está a AAESP (Associação Antialcoólica do Estado de São Paulo) e a APADD (Associação de Prevenção e Assistência aos Dependentes de Drogas). Para banir totalmente o fumo de nossa sociedade, no entanto, ações drásticas devem ser tomadas, como a proibição de fumo de tabaco em locais públicos e de trabalho, aumento do preço de maços de cigarro, campanhas de informações eficazes, etc. Assista abaixo a um vídeo governamental contra o cigarro recentemente vinculada na mídia e sob o vídeo, veja exemplos de imagens inseridas atrás de embalagens de cigarros com efeito de conscientização.

video



Deixar de fumar, contudo, não é fácil. Segundo pesquisas, somente 3% dos fumantes conseguem abandonar o vício e o restante pode até conseguir parar durante um período, mas após esse volta a fumar. Acredita-se que a melhor forma para abandonar o vício é deixá-lo de uma só vez e não gradualmente como muitos fazem. Contudo, a melhor saída é prevenir o uso. Uma vez que um cigarro esteja na sua boca, maior será a dificuldade em retirá-lo.

Imagens criadas pelos alunos.

 

Fonte:http://drogasxsaude.blogspot.com/2008/11/blog-post.html



Drogas e Legislação

09:36 PM, 8/2/2012 .. Postado em Textos .. 0 comentários .. Link

 

O regime legal das drogas, em termos de prevenção e repressão, é disciplinado pela Lei nº 6.638, de 21 de outubro de 1976.

- Porte de droga.
É crime guardar ou trazer consigo droga para uso próprio (pena de seis meses a dois anos de detenção, art.16).

- Tráfico de droga.
É crime vender, entregar, produzir ou fabricar droga (pena de três a quinze anos de reclusão, art. 12). Veja a jurisprudência: “Crime contra a saúde pública. Tráfico de entorpecentes (Lei 6.368/76, art. 12). Agente que não nega a posse da droga apreendida, mas alega que serviu de “laranja” – Depoimentos de policiais que efetuaram a prisão em flagrante. Desclassificação para uso próprio (Lei 6.368/76, art. 16). Inviabilidade. Condenação mantida. Recurso não provido. Deve ser mantida a condenação nas penas do art. 12, da Lei 6.368, quando apreendida ponderável quantidade de maconha – 975 gramas-, em poder do agente, que alegando, contudo que serviu de “laranja” para real destinatário, em troca de pequena quantidade, que iria rachar com irmãos e amigos. Comete o crime previsto no art. 12 da Lei 6.368/76, quem, voluntariamente, traz consigo substância entorpecente e fornece a terceiro, ainda que gratuitamente. ”(Ap. Crim. 2001.005798-0, de Lages. Rel. Des. Irineu João da Silva, TJSC).

- Uso de droga.
A lei não pune o uso de droga. Aquele que é flagrado apenas sob o efeito da droga, sem a apreensão de quantidade alguma da substância, não pode ser processado criminalmente. Para isso, é necessária a apreensão de alguma quantidade de droga com a pessoa.

- Dependência da droga.
É isento de pena o dependente de droga que praticar crime sob o efeito da droga (art. 19). O fato de o indivíduo ser usuário de drogas não implica, necessariamente, que o mesmo seja dependente. Por isso, faz-se necessário conceituar que: dependente é aquele que precisa, necessariamente, da droga para sobreviver, faz da droga seu único objetivo, não tendo interesse por nenhuma outra atividade. Nestes casos, as alterações físicas são evidentes; são os chamados toxicômanos; usuário é aquele que utiliza substâncias ilícitas habitualmente por diversão, refúgio ou influência. “Basta que, em razão da dependência ou sob o efeito de drogas(s), o agente, ao tempo da ação, ou tivesse suprimida a capacidade de entender o caráter ilícito do fato, ou que não fosse capaz de determinar-se de acordo com o seu entendimento, de forma que a inimputabilidade pode decorrer da incapacidade de entendimento ou da incapacidade de subordinar a vontade ao mandamento legal. É de observar-se que o reconhecimento da inimputabilidade do réu conduz o juiz à decretação de sua absolvição.

- Quantidade de droga.
Não é a quantidade de droga apreendida que estabelece o enquadramento legal da conduta criminosa como tráfico ou porte de droga. O que importa é a destinação que a pessoa pretende dar ao produto: se for para uso próprio, é porte; se for para terceiros, é tráfico. Portanto, é perfeitamente possível que alguém seja condenado por tráfico de 100 gramas de maconha, porque vendeu a terceiros. Por outro lado, alguém pode ser condenado por porte de 200 gramas de maconha, se for comprovado que a droga era para seu uso pessoal. A determinação legal do que é droga compete ao Ministério da Saúde, que define quais substâncias devem ser enquadradas no conceito de droga ilícita.

Fonte: http://drogasxsaude.blogspot.com/2008/11/drogas-e-legislao.html



Drogas: Definição

09:34 PM, 8/2/2012 .. Postado em Textos .. 0 comentários .. Link

 



Intitula-se “droga” qualquer substância ou ingrediente utilizado em laboratórios, farmácias, tinturarias, etc., desde um pequeno comprimido para aliviar uma dor de cabeça ou até mesmo uma inflamação, é uma droga. Contudo, o termo é comumente empregado a produtos alucinógenos ou qualquer outra substância tóxica que leva à dependência como o cigarro, e o álcool, que por sua vez têm sido sinônimo de entorpecente. As drogas psicoativas são substâncias naturais ou sintéticas que ao serem penetradas no organismo humano, independente da forma (ingerida, injetada, inalada ou absorvida pela pele), entram na corrente sanguínea e atingem o cérebro alterando todo seu equilíbrio, podendo levar o usuário a reações agressivas.

Fonte:http://drogasxsaude.blogspot.com/2008/11/drogas-definio.html



Drogas e Jovens

09:33 PM, 8/2/2012 .. Postado em Textos .. 0 comentários .. Link

Nas escolas, diariamente são feitas palestras, lembretes e distribuição de panfletos, alertando os jovens de hoje sobre o uso d drogas. Mas parece que de certo modo, não adianta. Quando vamos a festas e shows, continuamos a ver uma enorme quantidade de adolescentes fumando e bebendo. Mas se o mundo está tão cheio de informação, como os jovens entram neste mundo?
Alguns pensam que a adolescência é feita apenas de alegria, mas quando estamos nessa fase, passamos por muitas outras situações, e é então que percebemos que o mundo é feito de escolhas.
As amizades são muito importantes, pois nesta fase, damos valor à opinião dos outros em detrimentos à dos nossos pais e essa influência é essencialmente forte. Jovens usam drogas para mostrarem-se superiores e descolados e geralmente são influenciados por um amigo, que sendo usuário de drogas, insiste que as experimente. Temendo recusá-la para não exibir a imagem de medroso, o jovem acaba aceitando-a sem tomar ciência das conseqüências futuras.
Brigas com a família em casa, notas ruins na escola, brigas com o namorado(a) são frutos das drogas. Alguns chegam ao ponto de vender os pertences pessoais para poder desfrutar do vício.
O jovem, por passar muito tempo fora de casa e conhecer muitas pessoas, está exposto a esse perigo diariamente, e cabe aos pais e a escola passar as informações adequadas para as escolhas certas que o filho terá que fazer.
Engana-se quem pensa que os usos mais abusivos de drogas vêm de periferias e dos jovens com menos condições econômicas, visto que os jornais noticiam freqüentemente casos de jovens ricos, que dirigem drogados e bêbados. A droga pode estar em qualquer lugar, e hoje é muito fácil de ser encontrada. Como se costuma dizer, nunca faltam pessoas nos oferecendo coisas ruins.
Portanto, caso você esteja passando por algum conflito, não busque uma solução nas drogas. No momento em que a droga é usada, ela causa certo prazer, que certamente desaparecerá em minutos. Nos próximos dias, o cigarro e a maconha não irão te satisfazer, e seu corpo exigirá drogas mais poderosas, como a cocaína e o crack. Mais tarde, virão drogas injetáveis, que trazem alto riso de contaminação de AIDS.
Pense na escolha certa. Não use drogas.


Autoria: Marcela Franzoni, Mariana Carvalho, Larissa Jorge, Ana Carolina Camargo, Victória Scussel e Vitória Massini.

 

Fonte: http://drogasxsaude.blogspot.com/2008/11/drogas-e-jovens.html



Depoimento de Ex-Usuários

09:31 PM, 8/2/2012 .. Postado em Depoimentos .. 0 comentários .. Link

 

"Faço uso de vários tipos de drogas. Já usei até mesmo o crack, mas como notei que era muito prejudicial parei. Agora uso maconha, LSD, ecstasy, haxixe e às vezes, cocaína misturada com maconha. Todos notaram minha mudança de humor e minha tendência depressiva atual. Além de alguns espasmos, às vezes mexo partes do meu corpo sem estar consciente. Sem contar nas constantes faltas de ar e crises de asma.”
“Sou um alcoólatra. Comecei a beber com 13 anos, mas adquiri o vício com mais ou menos 16 anos. Logo, minha mãe percebeu o vício e tentou me ajudar levando ao AA (Alcoólatras Anônimos). No início, estava com medo. Não sabia com era. Após três meses de tratamento, acreditei estar curado e pensei que já poderia voltar a beber socialmente com amigos. Estava enganado. Tive uma recaída, voltei ao tratamento e descobri que o alcoolismo não tem cura. Tenho 23 anos e já fazem 6 que não bebo bebidas alcoólicas. Hoje, estou com minha família formada, esposa e filha, tenho um emprego, sou voluntário do AA de minha cidade e amo minha vida. Espero que possa ajudar alguém com meu depoimento. Obrigado.”
 

Todos os nomes presentes abaixo, sem exceção, foram trocados com a finalidade de preservar a identidade dos entrevistados.
 

Alexandre Costa, 15 anos, afirma ter começado a beber com 14 anos apenas por curiosidade. O adolescente comenta que acredita que os amigos possam ter o influenciado a entrar nesse mundo e ainda ressalta que apesar de não consumir cerveja, costuma beber batidas e vodcas. “Costumo beber em casas noturnas e em casas de amigos” diz. “Já cheguei a ficar bêbado várias vezes. Em uma delas, não me lembrei do que havia feito. Apenas me recordo de ter passado mal. Mas em todas as outras vezes eu me lembro bem.” Alexandre ainda afirma que no dia posterior ao que ficou bêbado, sentiu tontura, dores de cabeça e no estômago mesmo sem se lembrar muito bem do acontecido. “Nunca desmaiei, nem tive passagens pelo hospital” ressalta.
 

Júlio Rodrigues está com 18 anos e também passou por situações semelhantes à de Alexandre. O jovem costuma beber desde os 15 anos e ressalta que seu primeiro contato com o álcool aconteceu para tornar-se mais sociável com as garotas. Júlio ainda afirma que não recebeu influências, mas sempre teve certa curiosidade em experimentar bebidas alcoólicas. O jovem comenta que costuma ingerir bebidas variadas, como menina veneno, caipirinha, cuba e vinho, em locais como casas noturnas, clubes e até em motéis. “Comecei a beber fora de casa. Lembro que a primeira bebida que coloquei na boca foi mijo de égua (Fanta® com vodca)” afirma . “Minha mãe sempre soube. Ela me diz para não exagerar para não ter que me ver muito bêbado algum dia. Caso contrário, ela até me ameaçou desconsiderar. Sempre penso nela antes de beber muito.” Júlio ainda ressalta que bebe exageradamente durantes as sextas e aos fins-de-semana e nos dias restantes sempre costuma beber em doses menos elevadas. Ainda afirma que nunca desmaiou ou teve que ir até o hospital, mas já passou por situações constrangedoras causadas pelo álcool como entrar em banheiro errado, urinar em si próprio, cumprimentar alguém acreditando ser outra pessoa, envolver-se em brigas, etc.
 
Fonte: http://drogasxsaude.blogspot.com/2008/11/depoimentos-de-ex-usurios.html



Drogas (Práticas Efetivas)

09:27 PM, 8/2/2012 .. Postado em Slides .. 0 comentários .. Link

http://www.google.com.br/url?sa=t&rct=j&q=slides%20sobre%20drogas%20na%20infancia&source=web&cd=6&ved=0CEsQFjAF&url=http%3A%2F%2Fwww.mp.pe.gov.br%2Fuploads%2FNNrX671K4eLFspXnLD9DSg%2FcIJywusT7z_YkNXyPi-uEw%2FTUAD_na_Infncia_e_na_Adolescncia_UNICAP_ABEAD_2008_para_enviar.ppt&ei=mQMzT5nRNKXI0AGA49jVBw&usg=AFQjCNGodn5iJJJJGGWynbvDo4PMoIsNJw&cad=rja



Slide sobre drogas na Infância

09:24 PM, 8/2/2012 .. Postado em Slides .. 0 comentários .. Link

http://www.google.com.br/url?sa=t&rct=j&q=slides%20sobre%20drogas%20na%20infancia&source=web&cd=5&ved=0CEUQFjAE&url=http%3A%2F%2Fwww.cep.pr.gov.br%2Farquivos%2FFile%2Fdiscutindo_com_os_jovens_do_ensino_medio_e_profissional.pps&ei=mQMzT5nRNKXI0AGA49jVBw&usg=AFQjCNHjBFNrUCCbGYQrc4hX7nG6g8jxgA&cad=rja



08:32 PM, 8/2/2012 .. Postado em Slides .. 0 comentários .. Link

 


http://www.movpelavida.com.br/Dependencia%20Quimica%20-%20PPT/Drogas%20Palestras.ppt



A Ação das Drogas na Vida dos Jovens

08:31 PM, 8/2/2012 .. Postado em Depoimentos .. 0 comentários .. Link

 

 

“Eu tinha 12 anos quando fumei maconha pela primeira vez com uns amigos da rua”.


Não gostei, mas aqui, na favela, é como uma febre, em qualquer esquina tem. Eu fumava até no terraço da escola. Para comprar, comecei a roubar uns gringos em Copacabana.


No primeiro assalto, consegui 500R$. Com tanto dinheiro, para que estudar? Tinha 15 anos quando voltei a estudar por pressão da família. Não durou. Fui preso varias vezes e, na ultima, mo fim do ano passado, decidi me matricular no colégio de novo.


Na época, eu era casado, minha mulher perdeu o bebê e minha mãe teve um problema no coração – tudo por minha causa. Não quero mais entristecer a família. “Desde fevereiro não roubo, mais ainda sinto vontade de fumar quando penso que preciso de emprego.”


 


Entre os 14 e 15 anos, experimentei cocaína, crack, cola e mesclado. Flávio 22 anos, 3 filhos, desempregado.






No começo, era só curiosidade. Comecei a fumar maconha com 13 anos, no fim da 6ª série, com um colega da escola publica. Gostei tanto que passei a fumar umas quatro vezes por semana. Quando mudei para uma escola privada, na 7ª série, as notas pioraram. A coordenadora soube que eu usava drogas e tentou falar comigo. Minha mãe também. Não adiantou e fui reprovado. Saí de São Paulo, vim morar com meu pai no interior e fui para outro colégio particular. Mais uma vez repeti a 7ª série. Eu vivia disperso, não tinha menor ânimo. Se pudesse, fumava o dia inteiro. Me dei conta do que estava acontecendo e diminui o consumo. Já vi muita gente se drogar, tanto na escola publica como na particular, e o que sei é que não adianta dizer “não sei”. Adriano - 16 anos - aluno da 8º série.
 
Pretextos para quem não quer enfrentar a realidade e a vida , dura como ela é, não faltam. Oportunidades para entrar em um mundo que pode "livrar sua cabeça" desses problemas que perseguem sua vida, também não faltam. A única coisa que falta mesmo, é inteligência e ombridade para entrentar aquelas situações que encomodam a quem recorre ao uso de drogas, pois as vezes , como mostram até mesmo estatísticas, há muitas pessoas que não precisam de motivos para entrar no mundo das drogas, apenas, a vontade e a falta extrema de juízo e discernimento do que é bom ou ruim. O que precisamos combater, é aqueles que perseguem aqueles que não querem entrar para essa vida (traficantes) e, aqueles que se mostram a fim de entrar em uma vida que depois só traz arrependimento , dor e sofrimento à todos que lhe rodeiam. Chega, vamos tirar de campo quem tira o sono de nossos jovens , dando CARTÂO VERMELHO ÀS DROGAS!
 


Vício Não Escolhe Idade. Converse com Seus Filhos Sobre Drogas

08:27 PM, 8/2/2012 .. Postado em Apostilas .. 0 comentários .. Link


 

Crianças e adolescentes apresentam mais comumente transtorno de abuso que dependência e menos provavelmente necessitarão iniciar e permanecer em tratamento. A avaliação e o tratamento devem levar em consideração os níveis de desenvolvimento cognitivo. social e psicológico do paciente e o possível papel do transtorno decorrente do uso de drogas em impedir os estágios adequados de desenvolvimento, incluindo autonomia, habilidade de estabelecer relações interpessoais e integração geral na sociedade. A avaliação deve enfatizar particularmente as áreas de funcionamento adaptativo do adolescente, como progresso acadêmico, comportamento e comparecimento escolar e funcionamento social com companheiros e familiares.

 

Alguns adolescentes com transtornos decorrentes do uso de drogas também apresentam condições psiquiátricas comórbidas, como distúrbios de conduta, transtorno da hiperatividade com déficit de atenção, transtornos ansiosos (incluindo fobia social e distúrbio de estresse pós-traumático), transtornos afetivos, dificuldades de aprendizado e distúrbios alimentares. Além disso, as crianças convivem em ambientes familiares nos quais outros membros da família abusam ou são dependentes de álcool e de outras substâncias, e também apresentam risco elevado de abuso sexual e físico e podem apresentar como conseqüências sequelas psicológicas e comportamentais (incluindo o abuso de drogas).

 

Em geral a faixa de modalidades terapêuticas usadas com adultos pode ser usada também em adolescentes. Essas modalidades incluem abordagens comportamentais cognitivas, psicodinâmicas/interpessoais (individuais, em grupo e familiares), grupos de auto-ajuda e medicamentos.

 

Como falar aos jovens sobre drogas  

 

O adolescente recebe um bombardeio de informações através dos meios de comunicação, que o deixam inteirado de tudo o que se passa ao seu redor. Ao se falar em droga, certamente vamos despertar sua curiosidade, que deve ser utilizada para a formação de conceitos sadios e exatos sobre as drogas e as desvantagens de seu uso. Pais e professores, devem, através de orientação segura e sem nenhum alarme, criar a condição necessária para que o adolescente se torne refratário aos assédios de maus amigos e traficantes.

 

É na adolescência, ou pré-adolescência, que se deve dar maior destaque a um programa de caráter educativo preventivo.

Devemos observar

que os traficantes, sabedores que nesta fase se consegue o viciado certo de amanhã, nos dias de hoje, estão levando para o mundo das drogas meninos e meninas de até 9 anos, portanto, o quanto antes iniciarmos nossa conscientização, não estaremos cometendo exagero algum.

 

A família é a estrutura do caráter da pessoa, se a família dá suporte ao caráter da criança, orientando, cuidando, acalmando e observando, com certeza, esta criança, no futuro não se desviará. É importante a presença dos pais, da família na orientação contra as coisas que podem lhe prejudicar. As drogas, É um inimigo terrível que, sem sombra de dúvida tem de ser combatido, o mais cedo possível.



Primeiro Contato Com Drogas Ocorre Dos Sete Aos Doze Anos

08:22 PM, 8/2/2012 .. Postado em Apostilas .. 0 comentários .. Link

Primeiro Contato Com Drogas Ocorre Dos Sete Aos Doze Anos

Segundo a psicóloga Valéria Moron Perri Gimenes (FOTO) , os adolescentes e pré-adolescentes que são atendidos pelo Centro de Atenção Psicossocial/Álcool e Drogas, (Caps/AD) chegam dependentes. “Eu estou à disposição das crianças de 0 a 12 anos no Caps Infantil, que tenham contato com álcool e droga. Mas não tenho nenhum paciente. A partir dos 12 anos, trabalho no Caps AD. A dificuldade que temos é pelo fato que eles já chegam usuários”, revela.

“Temos problema neste meio do caminho. Esses adolescentes não nos procuram na infância, no começo do consumo de bebidas ou uso de drogas. Quando chegam, já são dependentes. Talvez o grande problema seja não conseguirmos suprir esse buraco entre os 7, 8 e 9 anos, quando eles começam a experimentar, é que os pais não percebem”, complementa a psicóloga.

Quanto mais cedo os jovens passam a consumidor drogas, maiores as chances de adquirirem dependência química. Por isso, Valéria explica que os pais precisam ficar atento se os filhos não têm interesse na escola ou apresentam comportamentos disfuncionais como agressividade, isolamento e irritabilidade. Essas são algumas atitudes inerentes ao envolvimento com essas substâncias.

“Além disso, a criança apresenta mudanças no comportamento do sono, ou dorme o dia todo ou tem insônia. Nenhum dos dois sintomas é comum entre crianças de 8 a 12 anos. Também podem ter modificações na alimentação, uma hora comer demais e depois ficar sem comer. É possível perceber as variações em coisas básicas" diz psícóloga.
 
Não há melhor tipo de tratamento, que a prevenção. Os cuidados com o filho não se restringem apenas a tomar conta , ou simplesmente tratar deles, quando estão em enfermo ou quando ocorre algo ruim. É notar a criança, mostrar o caminho certo, e acima de tudo estar atentos à cada mudança ou até mesmo estar prontos para lidar com situações adversas, para que o filho não se perca e entre em um caminho que, muitas vezes não tem volta. Faça parte da vida dos seus filhos, vigiar também é cuidar. E sob qualquer suspeita de incitação para o uso de drogas , denuncie, ligue para o número da Polícia Federal - (45) 3224-5152

TIRE OS TRAFICANTES DE JOGO. DÊ ESTE CARTÃO VERMELHO PARA AS ROGAS !

Cada Vez Mais Cedo

08:18 PM, 8/2/2012 .. Postado em Apostilas .. 0 comentários .. Link

Definitivamente, não há mais nenhum limite quando se trata de dependência química no Brasil. O triste quadro é o seguinte: Cada vez mais cedo, pessoas vão entrando no mundo das drogas devido aos fatores sociais que desfavorecem àqueles que, infelizmente, não enxergam outro caminho que não seja ao mundo da criminalidade e da dependência química. Estes fatores, são aqueles que mostram, em uma mesma rua, alguém que passa com carro importado sem ao menos se importar com aquela criança do outro lado, explorada e com um futuro amargo e duro pela frente. Esta mesma criança se vê sufocada, porém, cada vez mais cedo, ela vê oportunidades de entrar em um mundo que ofereça, não o trabalho escravo, ou a fome, mas sim, o tráfico de drogas infantil, as más companhias que as levam para um caminho, que no futuro , só podem levá-las à ruína. 

Então é assim, cada vez mais cedo, mais pessoas vão se perdendo, mais sonhos vão se quebrando, mais famílias vão se desesperando graças ao vício. Talvez seja o quadro mais triste na vida de um familiar, ver o fliho, como na foto acima, com apenas 9 anos, usando drogas. Chegando em casa, já não sendo a mesma pessoa, passando dias fora, e voltando com uma postura agressiva, e quando em abstinência, depressiva.


Precisamos combater isso, precisamos dar o cartão vermelho para às drogas, expulsando assim, milhares de traficantes que sujam a honra de nossa pátria, expulsando à aqueles que desvirtuam nossos meninos e comprometem o futuro de uma sociedade mais limpa e justa, que é o que todos nós queremos. Sozinhos, nunca faremos nada, mas caminhando juntos, denunciando os traficantes pelo número da polícia federal (45) 32245152, podemos SIM, melhorar este quadro que assola nossos irmãos, e suas famílias.



08:14 PM, 8/2/2012 .. Postado em Fotos .. 0 comentários .. Link

 



Sobre Mim

Home
Perfil
Arquivos
Amigos
Álbum de Fotos

Links


Categorias

Apostilas
Depoimentos
Fotos
Introdução
Slides
TCC
Textos
Videos

Últimos Posts

Dia do combate as Drogas
Charge da Cracolandia
Imagem
Depoimento de uma ex-usuária de drogas?
O Cigarro

Amigos