Translation

translation services

Esquina Urbana

14/6/2009 - IDÉIAS PARA BRASÍLIA

De quando em quando rumino algumas idéias que podem eventualmente contribuir para tornar a cidade em que resido mais humana. Vivemos uma época em que se valorizam as áreas privadas em detrimento dos espaços públicos. 

Uma cidade sem espaços públicos vibrantes e dinâmicos priva seus habitantes de atividades essenciais. É nesse sentido que julgo os imensos centros comerciais fechados como uma praga que esvazia a cidade de seus valores urbanos mais preciosos

Como não existe a possibilidade de implodir esses mega centros de consumo, julgo que seria importante forçá-los a um diálogo com a cidade. Estabelecer condições para seu funcionamento. Em algumas circunstâncias eles poderiam, quem sabe, até mesmo contribuir para humanizar a paisagem urbana.  

Tomemos o caso do Conjunto Nacional, um dos primeiros shoppings construídos em Brasília e projetado pelo arquiteto Nauro Esteves. Ele está estrategicamente localizado no coração da cidade e no conjunto da Rodoviária de Brasília. É dotado de um conjunto de magnifícas arcadas voltadas para uma praça concebida por Lúcio Costa e sua filha, Maria Elisa. Nessa praça também se localiza a mais importante casa de espetáculos da cidade: o Teatro Nacional.

A minha sugestão é bem simples. Por que não utilizar o espaço dessa arcada para nela instalar a praça de alimentação do shopping? Com isso se estabeleceria uma rica e saudável relação entre o espaço público da cidade e a área privada do centro comercial. Trocaria-se a anódina localização interna da atual praça de alimentação por uma área mais rica, interessante e aberta.    

Imaginem almoçar, jantar ou apenas tomar um simples lanche e ao mesmo tempo dispor de uma magnífica visão da Esplanada dos Ministérios. Esse uso das arcadas do Conjunto Nacional introduziria, sem dúvida, um forte fator de atração e valorização do local

Turistas, eventuais visitantes e frequentadores do shopping se beneficiariam com essa localização. Restaurantes, cafés, confeitarias e lanchonetes disporiam de um bom espaço (semi-público) para instalar mesas para sua clientela. 

Frequentadores do Teatro Nacional, após um concerto ou espetáculo teatral, ganhariam a opção de poder dar uma esticada para um papo, um chopp ou uma boa refeição. 

Um espaço que hoje, fora do horário comercial é praticamente morto, ganharia uma nova vida. A noite da cidade agradeceria.  

*

 

Postar um comentário!

17/6/2009 - CNB

Comentário por Anonymous
A idéia das arcadas do CNB é muito boa. Só que seriam necessárias medidas de correção e invasão dos espaços públicos. Vejo viabilidade e consistência. Sugiro encaminhar as sugestões parao GDf e órgãos afins. Cordialmente, Heriberto Sandler
Permalink

30/11/2013 - Comentário Sem Título

Comentário por Anonymous
A ideia é muito boa, Geraldo. Agrego aos seus argumentos a constatação de que as arcadas, estando a leste, ficam protegidas da insolação da tarde, o que favorece enormemente a permanência em bares, cafés e restaurantes.
José Roberto Bassul
Permalink

<- Última Página :: Próxima Página ->

Sobre Mim

Esquina Urbana é um ponto de encontro para quem gosta de urbanismo e de discutir as cidades. É um espaço para o encontro de idéias sobre os problemas, soluções e desafios do nosso tempo.

«  December 2017  »
MonTueWedThuFriSatSun
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Amigos