mundodapelota

Copa de 1938

02:53 AM, 14/6/2013 .. 0 comentários .. Link

 

 

 

Prenuncio de uma nova era nos mundiais o Brasil consegue alcançar seu melhor posicionamento na competição que foi disputada por 15 seleções de 04 de junho a 19 de junho, contendo 18 jogos, e 84 gols, o artilheiro foi Leônidas da Silva com 7 gols.

 

Com as nuvens da guerra fechando o tempo sobre a Europa, a terceira Copa do Mundo da FIFA aconteceu em meio a muita tensão. Mesmo assim, o futebol proporcionou momentos de alegria aos torcedores em um festival que durou 15 dias. O Brasil encantou o mundo com um estilo exuberante, mas foi a Itália que se sagrou campeã graças à sua força e regularidade.

 

Além do técnico Vittorio Pozzo, somente quatro campeões mundiais em 1934 voltaram a defender a Itália na competição em solo francês. Dois deles, os meio-campistas Giuseppe Meazza e Giovanni Ferrari, tiveram participações decisivas ao lado do atacante Silvio Piola, que marcou dois gols na vitória por 4 a 2 sobre a Hungria na decisão. Com o resultado, a Itália foi a primeira seleção da história a conquistar um bicampeonato consecutivo da Copa do Mundo da FIFA, feito que só viria a ser igualado pelo Brasil 28 anos depois.

 

A competição em 1938 foi o último grande evento esportivo antes da guerra no ano seguinte. A Espanha já sofria com a guerra civil e não pôde viajar até a vizinha França. Já a anexação da Áustria pela Alemanha reduziu o número de participantes de 16 para 15. Na verdade, diversos jogadores austríacos apareceram na seleção alemã. Entre os sul-americanos, a Argentina (que queria ter feito o torneio em casa) e o Uruguai resolveram não participar, enquanto o Brasil viajou à Europa para fazer em uma encharcada Estrasburgo um dos jogos mais emocionantes de toda a história da Copa do Mundo da FIFA.

 

Leônidas faz sete

O atacante brasileiro Leônidas da Silva marcou três gols na vitória brasileira por 6 a 5 sobre a Polônia na primeira fase do torneio, mas quem entrou mesmo para os livros de história foi o polonês Ernest Wilimowski. Ele foi o primeiro jogador a marcar quatro gols em uma partida da Copa do Mundo da FIFA. Os dois primeiros empataram um jogo que estava 3 a 1 para o Brasil e o terceiro garantiu o placar de 4 a 4 que levou a partida para a prorrogação. Mas Leônidas, que havia aberto o marcador, marcou mais dois no tempo extra e impôs uma vantagem que o quarto gol de Wilimowski não conseguiu igualar. Para Leônidas, era só o começo: ele foi o artilheiro da competição com sete gols.

 

Duas seleções tiveram a sua primeira e única participação no maior evento do futebol mundial. As Índias Orientais Holandesas (que viriam a se chamar Indonésia após a independência) voltaram para casa após levarem 6 a 0 da Hungria. Já Cuba empatou em 3 a 3 com a Romênia, forçou um jogo extra e chegou à segunda fase após derrotar os romenos por 2 a 1. Em ambas as partidas, os cubanos contaram com os gols de um jogador chamado Socorro. Pois esse mesmo deve ter sido o grito de desespero dos atletas caribenhos enquanto eram demolidos por 8 a 0 no confronto diante da Suécia na fase seguinte.

 

Outro destaque da primeira semana foi a vitória da Suíça sobre a Alemanha em jogo extra após um empate em 1 a 1. Os suíços saíram perdendo por dois gols, mas viraram e venceram por 4 a 2. A Alemanha era treinada por Sepp Herberger, que levaria a estreante Alemanha Ocidental ao título mundial na Suíça 16 anos depois. Mas foi o homem no outro banco, o austríaco Karl Rappan, que atraiu a atenção pelo uso de um líbero no sistema que ficou conhecido como o "ferrolho suíço".

 

Por causa do clima político, a presença das seleções da Alemanha e da Itália gerou protestos contra o fascismo. Enquanto os alemães foram para casa cedo, a Azzurra de Pozzo foi crescendo a cada partida, galvanizada pelo desejo de mostrar que a vitória em 1934 não havia acontecido somente pela vantagem de jogar em casa.

 

Itália elimina a anfitriã

Depois de superar a Noruega com um gol de Piola na prorrogação, a seleção medalha de ouro nas Olimpíadas de 1936 eliminou a França nas quartas-de-final diante de 59 mil espectadores no Estádio Olímpico de Colombes, na periferia de Paris. As duas primeiras edições da Copa do Mundo da FIFA haviam ficado com a nação anfitriã, mas a escrita chegou ao fim após Piola garantir com dois gols a vitória da Itália, que jogou de preto por ordem do ditador Benito Mussolini.

 

Aquela não foi a única polêmica das quartas-de-final. O encontro entre Brasil e Tchecoslováquia em Bordeaux acabou em confusão com três cartões vermelhos e dois membros fraturados no empate em 1 a 1. O goleiro tchecoslovaco František Plánička quebrou o braço, enquanto o atacante Oldřich Nejedlý, artilheiro da competição quatro anos antes, teve a perna quebrada depois de empatar o confronto.

 

Leônidas, que abrira o marcador no primeiro jogo, foi um dos dois brasileiros mantidos para a repetição da partida. Ele marcou o gol de empate antes de o Brasil virar e garantir a classificação para a sua primeira semifinal. Após os dois confrontos, Leônidas não foi escalado pelo treinador Ademar Pimenta para a semifinal contra a Itália em Marselha. A escolha equivocada acabou custando caro, pois a Azzurra fez 2 a 1 em um jogo abaixo das expectativas. De volta para a decisão do terceiro lugar, Leônidas marcou dois gols sobre a Suécia e encerrou a campanha em que ganhou o apelido de Diamante Negro dos torcedores europeus.

 

A outra semifinal ocorreu entre Hungria e Suécia. Os escandinavos queriam comemorar o 80º aniversário do Rei Gustavo V com uma vitória, mas foram os húngaros que confirmaram a condição de melhor ataque da competição com uma vitória por 5 a 1 no Parque dos Príncipes. Três dos gols foram marcados por Gyula Zsengellér.

 

Mas aquela foi a última felicidade da Hungria de Alfréd Schaffer, que foi dominada na final pela Itália de Ferrari e Meazza, os "artesãos da vitória" conforme o jornal L'Auto do dia seguinte. Pál Titkos chegou a empatar para os húngaros logo após Gino Colausi abrir o marcador aos seis minutos, mas no intervalo a Itália já vencia por 3 a 1 graças a gols de Piola e Colausi novamente. Em todos os três gols, a jogada fora criada por Meazza. György Sárosi renovou as esperanças da Hungria aos 25 do segundo tempo, mas o rápido, forte e produtivo Piola deu números finais ao placar com mais um gol para garantir o bicampeonato da Itália.

 

 

Curiosidades

 

Curiosidades

 

·                    O jornalista Vittorio Pozzo se tornou o primeiro (e até hoje único) técnico a conquistar mais de uma Copa. E o fez em torneios consecutivos.

·                    Contra a França, a Itália seria obrigada a usar uma camisa de outra cor, já que o azul estava reservado para a seleção da casa. Assim, os italianos se apresentaram com camisa, calção e meias negras, a cor do fascismo.

·                    A Áustria foi anexada pela Alemanha nazista em 1938 e deixou de ser um país independente. Por isso, seus jogadores foram incorporados pela seleção alemã e não pôde se apresentar contra a Suécia pelas oitavas-de-final. Foi o único W.O. da história das Copas.

·                    A Alemanha nazista se reforçou com jogadores austríacos em suas fileiras. Mas na sua partida de abertura, não passou de um empate em 1-1 com a Suíça. No jogo desempate, ocorrido cinco dias depois, a Alemanha chegou a abrir 2-0. Com o resultado, foi enviado um telégrafo a Adolf Hitler informando o resultado. Mas os suíços não se deixaram abater e viraram o placar, vencendo por 4-2, eliminando a equipe alemã.

·                    Cuba era a única equipe da Concacaf na competição. No jogo inicial conseguiram um empate em 3-3 com a Romênia. O destaque da equipe era o goleiro Benito Carvajales, que na partida impediu cinco gols certos dos romenos. Quatro dias depois, o goleiro não participou do jogo-desempate. Em seu lugar, jogou Juan Ayra. Carvajales estava comentando a partida para uma emissora de rádio de seu país. Neste jogo, Cuba eliminou a Romênia por 2-1, com gols de Héctor Socorro e Fernandez, com Dobay fazendo o gol romeno. Foi a primeira vez na história que uma equipe da Concacaf chegava às quartas-de-final do torneio.

·                    A Espanha era uma das favoritas ao Mundial, mas não pôde participar por estar vivendo sua Guerra Civil.

·                    O atacante polonês Ernest Wilimowski fez quatro gols na partida de estréia, mas sua seleção perdeu do Brasil por 5 x 6 e foi eliminada. Nenhum jogador tem uma média de gols por jogo tão alta em Copas.

·                    Nesse mesmo jogo, o Brasil usou pela primeira vez a camisa azul. Como seus adversários poloneses usavam camisas brancas (mesma cor que o Brasil usava na época), o jeito foi jogar com camisas azuis,sem escudo, que eram utilizadas nos treinamentos.

·                    Nesse mesmo jogo, o centroavante brasileiro Leônidas da Silva marcou um gol de pé descalço. No segundo tempo da partida, com a chuva que caiu no gramado, e o barro que inundou o campo, Leônidas teve a sua chuteira estourada, descolando a sola do cabedal. Enquanto sua chuteira era consertada, o atacante fez um gol sem as chuteiras, após o rebote de uma cobrança de falta.

·                    O Brasil enfrentou a Tchecoslováquia em Bordeaux, no jogo em que ficou conhecido como "Batalha Campal". A fraca arbitragem do húngaro Paul Von Hertzka fez com que os jogadores de ambos os lados abusassem das jogadas duras. Resultado: 1-1 após a prorrogação, com Machado e Zezé Procópio do Brasil e Riha da Tchecoslováquia expulsos. O goleiro tcheco František Plánička deixou o campo com o braço quebrado, e o artilheiro tcheco Oldřich Nejedlý levou tanto pontapé que acompanhou seu companheiro de equipe a caminho do hospital.

·                    Com o empate, foi realizada uma nova partida de desempate dois dias depois. As duas equipes levaram seus jogadores reservas. Para surpresa geral, esse jogo transcorreu em paz e calmaria. Deu Brasil, por 2-1, com gols de Leônidas da Silva e Roberto, com Kopecky marcando para os tchecos.

·                    Depois da vitória italiana sobre o Brasil, o jornal "La Gazzetta dello Sport", influenciado pela ideologia fascista, escreveu: "Saudamos o triunfo da inteligência branca italiana sobre a força bruta dos negros".

·                    A Itália era a única seleção com um avião à disposição para os deslocamentos dentro da França. As demais equipes tinham de usar trem ou ônibus.

·                    Mas nem tudo foram flores para a Itália. Após vencer a França nas quartas-de-final em Paris, a Itália foi obrigada a viajar para Marselha para enfrentar o Brasil nas semifinais. Durante o voo o avião sofreu uma pane, e foi obrigado a pousar em Toulouse. A Itália teve que viajar até Marselha de trem.

·                    Foi a primeira Copa do Mundo transmitida por rádio para vários países do mundo. No Brasil, os mais antigos diziam que a voz do locutor falhava constantemente, às vezes por até um minuto acontecendo, inclusive, casos do gol narrado não chegar ao Brasil e o ouvinte só saber minutos depois com a reconfirmação do resultado final.

 

 

 Fonte : http://pt.wikipedia.org/wiki/Copa_do_Mundo_FIFA_de_1938

Fonte:  http://pt.fifa.com/worldcup/archive/edition=5/overview.html

 

Por Daniel Heringer

 

 



Copa de 1934

02:18 AM, 14/6/2013 .. 0 comentários .. Link

 

 

 

 

 

 

Em 1934, a Itália escreveu um novo capítulo da história da Copa do Mundo da FIFA ao conquistar o título mundial em casa. Disputada por 16 equipes, com o começo no dia 27 de maio de 1934 e terminando em 10 de junho de 1934. O torneio teve o jogador da Tchecoslováquia Oldrich Nejedly como artilheiro com 5 gols.

 

O torneio foi bem maior que o disputado no Uruguai em 1930, com oito sedes em vez de uma. Além disso, ouvintes em 12 países participantes receberam transmissões ao vivo pelo rádio.

 

A principal semelhança foi o fato de os donos da casa terem ficado com o troféu. Com gols de Raimondo Orsi e Angelo Schiavio, a seleção comandada por Vittorio Pozzo superou uma desvantagem inicial para vencer a Tchecoslováquia por 2 a 1 na final em Roma.

O selecionado brasileiro que foi para Itália tinha os seguintes jogadores:


 

Pedrosa, Germano, Silvio Hoffman, Octacílio, Luis Luz, Tinoco, Martim, Canali, Ariel, Valdir, Patesco, Luisinho, Valdemar de Brito, Armandinho, Leônidas, Carvalho Leite e Átila.

 

 

Depois do sucesso da primeira Copa do Mundo da FIFA, as 32 seleções interessadas tiveram de disputar fases eliminatórias para reduzir o número de participantes a 16. Em uma ocasião que não voltaria a ser repetida, a anfitriã Itália teve de se classificar para o seu próprio torneio ao derrotar a Grécia. O México também contribuiu com um fato inédito e inesperado ao viajar para a Itália, mas sem disputar nenhuma partida da competição. A seleção mexicana tinha garantido a vaga regional ao derrotar Cuba, mas os Estados Unidos decidiram participar em cima da hora. As duas seleções tiveram de fazer uma partida em Roma para disputar a vaga que estava destinada ao México. Os americanos venceram por 4 a 2, e os vizinhos norte-americanos tiveram o azar de voltar para casa sem nem terem estreado.

 

Anfitrião ausente

 

O Uruguai foi a ausência mais sentida entre os participantes. A Celeste Olímpica se recusou a participar em retaliação contra a desistência italiana em 1930. A edição de 1934 acabou sendo a única Copa do Mundo da FIFA em que o campeão não defendeu o seu título. As seleções sul-americanas que fizeram a longa viagem acabaram voltando cedo para casa. Argentina e Brasil, ambos sem força máxima, perderam na primeira fase para Suécia e Espanha, respectivamente.

 

A Argentina, sem nenhum integrante da edição de 1930, viu vários atletas seus mudarem de lado e defenderem a seleção italiana. Entre eles estava o meio-campista Luisito Monti, que havia disputado a Copa do Mundo da FIFA quatro anos antes. Ele teve um papel decisivo na campanha vitoriosa dos donos da casa, ao lado de Atilio DeMaria, Enrico Guaita e Raimondo Orsi — todos eles argentinos de origem italiana que decidiram defender o país de onde as suas famílias haviam emigrado.

 

A estréia italiana não poderia ter sido mais enfática. Na vitória por 7 a 1 sobre os Estados Unidos em Roma, Orsi marcou dois gols e Schiavio deixou a sua marca três vezes. Tudo sob o comando do disciplinador Vittorio Pozzo. A maior goleada do torneio não foi a única atuação de luxo da primeira fase. O Egito, primeiro representante africano da história da competição, conseguiu se recuperar de uma desvantagem de dois gols contra a Hungria, mas acabou perdendo por 4 a 2. Já a França foi um adversário duríssimo para a favorita Áustria, que ostentava o apelido de "Seleção Maravilha". Os franceses abriram o placar e só foram perder por 3 a 2 na prorrogação.

 

Áustria chega com moral

 

A Áustria dividiu com a Itália a condição de favorita ao título. Com um futebol de toques curtos e um ataque comandado pelo pequenino e habilidoso Matthias Sindelar, os austríacos haviam mostrado a sua força ao derrotarem a Itália por 4 a 2 em Florença quatro meses antes da Copa do Mundo da FIFA. No entanto, o futebol-arte não teve lugar no jogo das quartas-de-final contra a Hungria. A vitória da Áustria é até hoje comparada a uma "briga de rua" por historiadores do futebol.

 

As condições também não facilitaram o famoso toque de bola na semifinal contra a Itália. O selecionado anfitrião colocou Monti em uma marcação cerrada sobre Sindelar. O gramado encharcado também ajudou a Itália a vencer com um gol de Guaita no primeiro tempo. O triunfo foi um exemplo da capacidade de resistência física dos italianos, que tiveram três jogos em quatro dias.

 

Nas quartas-de-final, a Azzurra não tinha passado de um empate diante da Espanha. Vinte e quatro horas depois, as duas seleções voltaram a se enfrentar com muitas alterações, entre elas a ausência do goleiro espanhol Zamora. O único gol do jogo extra saiu dos pés do italiano Giuseppe Meazza, que muitos anos depois deu nome ao maior estádio da cidade de Milão. Os espanhóis voltaram para casa culpando gols anulados em ambos os jogos, mas as reclamações não afetaram o público italiano, tomado por um clima de fervor nacionalista.

 

Apoio aos anfitriões

 

Dos 367 mil espectadores que compareceram aos estádios, quase 200 mil assistiram às cinco partidas do selecionado da casa, com uma média de 37,6 mil pessoas por jogo. O líder fascista Benito Mussolini queria tanto usar a competição como uma vitrine para o seu país que encomendou um troféu adicional, a "Coppa Del Duce", cujas dimensões superavam em muito as da verdadeira taça da FIFA.

 

O adversário da Itália na final em Roma no dia 10 de junho foi a Tchecoslováquia. Como a Áustria, o antigo país do Leste Europeu era adepto de um futebol de toques curtos e tinha jogadores de destaque em ambas as extremidades do campo: o goleiro František Plánička e o centroavante Oldřich Nejedlý, que foi o artilheiro da competição com cinco gols. Depois de uma vitória apertada na primeira fase sobre a Romênia, os tchecoslovacos saíram perdendo para a Suíça nas quartas-de-final, mas venceram por 3 a 2 com um gol de Nejedlý nos últimos minutos. O mesmo atacante marcou os três gols da vitória por 3 a 1 na semifinal diante da Alemanha, que ficou com a medalha de bronze como prêmio de consolação ao derrotar a Áustria na decisão do terceiro lugar.

 

O gol tcheco na final não foi marcado por Nejedlý, mas pelo ponta Puč. Ele surpreendeu a maior parte dos 50 mil espectadores no Estádio Nacional do PNF com um chute rasteiro que abriu o placar faltando somente 14 minutos para o fim do jogo. A Itália quase tomou o segundo quando Svoboda acertou a trave, mas conseguiu empatar aos 36 do segundo tempo após um chute com efeito de Orsi.

 

Mathias Sindelar

Poucos jogadores foram capazes de comover seu país da forma como Matthias Sinderlar emocionou a Áustria nos anos 20 e 30.Conhecido como Der Papierene (O Homem de Papel) por causa da magreza, Sindelar foi uma das maiores primeiras estrelas do futebol.

Ele atuou em tempos de grande turbulência econômica e política na Áustria e também no restante da Europa – situação que resultou na ascensão do nazismo.Nem mesmo morto, Der Papierene perdeu a popularidade.

Em dezembro de 1998, 60 anos depois de sua morte precoce, foi eleito o atleta austríaco do século 20.

Der Papeirene nasceu em 10 de fevereiro de 1903 na vila de Kozlau, na Morávia, hoje parte da República Tcheca.

No fim da Primeira Guerra, seu talento extraordinário e rápidos reflexos já chamavam a atenção no Hertha, time juvenil local.

Em 1924, ele passou a jogar pelo Weinar Amateure, que dois anos mais tarde se tornou o FK Áustria – clube tradicionalmente associado à classe média judaica.



Copa de 1930

01:33 AM, 14/6/2013 .. 0 comentários .. Link

   

Uruguai foi a sede da primeira Copa do Mundo da FIFA, que foi realizado com a presença de 13 países, sendo que o pais sul americano foi a sede, pois na Europa devido a crise financeira, que assolava os centros esportivos, não foi possível realizar a copa em solo europeu, e coube ao Uruguai que venceria o primeiro torneio depois de um jogo contra a Argentina.

 

Vale lembrar, que pelo fato de o pais ter sido bicampeão olímpico em 1924 e 1928, ajudou a trazer o torneio para América do Sul. Para o primeiro torneio não foram disputadas as eliminatórias, e convites foram feitos para as diversas seleções sendo que só treze aceitaram, e os sorteios dos grupos só foi feito quando todas delegações já estavam em solo uruguaio.

 

A seleção do Brasil que jogou a copa era formada por: Joel, Veloso, Brilhante, Itália, Benedito, José Luis, Hermógenes, Pamplona, Fontes, Benevenuto, Fausto, Fernando, Oscarino, Teófilo, Ivan e Mariz, Poli, Araken, Carvalho Leite, Russinho, Preguinho, Moderato, Doca e Manoelzinho.

O primeiro jogador a marcar um gol na história das copas foi o francês Lucien Laurent

 

bola usada na final da Copa de 1930

 

As seleções participantes foram:

 

Bélgica

França

Iugoslávia

Romênia

EUA

México

Brasil

Bolívia

Peru

Chile

Argentina

Paraguai

Uruguai

 

 

Curiosidades da Copa de 1930

 

  • Quando a imprensa elegeu o time combinado perfeito do Mundial de 30, apenas um brasileiro entrou para a lista: Fausto. Outros dois países tiveram um jogador cada escolhidos, Iugoslávia e França. Os outros jogadores estavam divididos entre uruguaios e argentinos.
  • O primeiro jogador a perder um pênalti em Copas do Mundo foi o chileno Carlos Vidal. Ele desperdiçou a cobrança aos 35 minutos do primeiro tempo no jogo entre Chile e França, no Mundial de 1930.
  • João Coelho Neto, o Preguinho, marcou o primeiro gol do Brasil em uma Copa do Mundo. Foi na derrota de 2 X 1 para a Iugoslávia. Ele era filho do escritor Coelho Neto e também praticava natação, vôlei e atletismo. Ele foi o artilheiro brasileiro na competição, marcando três gols em duas partidas. Além de Preguinho, Veloso foi o primeiro goleiro a defender um pênalti em mundiais, esse no segundo jogo do Brasil, contra a Bolívia, que terminou com vitória brasileira por 4 a 0.
  • Em entrevista a um jornal uruguaio após a Copa, o presidente da FIFA, Jules Rimet, disse que o mundial seguinte seria realizado somente em 1938 e que o Uruguai seria campeão do mundo por oito anos.
  • Com receio de problemas entre a torcida local e os milhares de argentinos que atravessariam o rio da Prata para ver a final, a polícia de Montevidéu destacou 10 mil homens para realizar a segurança.
  • O capitão da seleção francesa, Villaplane, foi acusado de colaborar com a Alemanha nazista durante a Segunda Guerra Mundial e fuzilado em 1945.
  • O centroavante argentino Manuel Ferreyra não pôde defender sua seleção no jogo contra o México porque tinha, na mesma hora, prova da faculdade. Em seu lugar entrou Guillermo Stábile, que fez três gols, ganhou a posição e terminou como artilheiro da Copa. Ferreyra reconquistou um lugar entre os titulares, mas teve de ser deslocado para a ponta direita.
  • Nas semifinais contra a Argentina, o médico dos EUA invadiu o gramado para protestar contra uma marcação do árbitro. Sem querer, derrubou sua sacola, quebrando uma garrafa de clorofórmio. O norte-americano foi coberto pela fumaça e teve de receber atendimento.
  • O atacante uruguaio Castro não tinha a mão direita. Por isso, recebeu o apelido de "El Manco". Ele marcou, contra o Peru, o primeiro gol do Estádio Centenário e ainda fez o quarto – e último – do Uruguai na final contra a Argentina.
  • Na véspera da final, Carlos Gardel, maior nome do tango, visitou a concentração da Argentina. Porém, ele também foi cumprimentar os jogadores uruguaios, o que irritou os compatriotas, que consideravam o cantor patrimônio nacional.
  • O atacante argentino Francisco Varallo, morreu em 30 de agosto de 2010, sendo o último jogador que participou deste mundial a falecer.
  • Antes do início da partida, ocorreu uma discordância entre os dois países pra saber qual bola seria usada na final. A FIFA decidiu então que cada tempo seria jogado com a bola de um país. Assim, argentinos venceram o primeiro tempo (2x1) com sua bola e os uruguaios venceram o segundo com a bola deles, fechando o jogo em 4x2.
  • O boliviano Ulices Saucedo, além de ser técnico da Bolívia, támbem apitou a partida Argentina x México, no qual os argentinos venceram por 6 a 3.

 

  • O menor público registrado em um jogo de Copa  do Mundo foi entre Romenia x Peru, que foi assistido por  300 pagantes.    

 

HISTÓRIA DA COPA CONTADA PELA BBC

fsname=bb_wm_fs&bw=bb

Fonte http://pt.wikipedia.org/wiki/Copa_do_Mundo_FIFA_de_1930



Canon de Yaoundé - Camarões

01:57 AM, 13/6/2013 .. 0 comentários .. Link

Canon de Yaoundé - Camarões

 

Conhecido como os brasileiros da áfrica, o Canon de Yaoundé  fundado em 11 de novembro de 1930,dominou o futebol camaronês nas décadas de 1970 e 1980. Na época, o clube da capital era o porta-estandarte do continente: os jogadores do time faziam exibições tão espetaculares que ganharam o apelido de "os brasileiros da África".

 

Desde então, a estrela do clube esmoreceu. O último título nacional data de 2002, mas a paixão do torcedor do Canon não perdeu o brilho.

 

Os primeiros passos

Para marcar as comemorações de uma festividade francesa em 11 de novembro de 1930 na cidade de Douala, o governador exigiu que se fizesse uma partida de futebol na capital política do país. Mas como só existia um time em Yaoundé naquela época, o Estrela Indígena, as autoridades francesas instruíram o chefe da região do Nyong-et-Sanaga a montar outra equipe. Foi assim que nasceu o clube que viria a ser batizado como Canon de Yaoundé.

 

Segundo a lenda, durante uma discussão acalorada sobre a escolha do nome do time, o patriarca Mvogo Melingui perguntou como se chamava a arma que ajudou a derrotar as tropas alemãs em Yaoundé em 1916, lembrando-se apenas que ela fazia um som de kpa seguido de kum quando disparava. E os presentes responderam "Canon" (canhão em francês).

 

Os primeiros jogadores a marcarem a história do clube foram Zing Martin Omgba, Francis Belinga, Joseph Amougou, René Ndong, Etienne Belinga, Jacques Bouli e Gabriel Abega. O Kpa-Kum conquistou o seu primeiro título em 1957, na segunda edição da Copa de Camarões. Três anos mais tarde, perdeu para o Lions de Yaoundé por 2 a 1 na final.

 

Após a independência do país, em 1960, a federação nacional foi fundada e filiou-se à Confederação Africana de Futebol. No mesmo ano aconteceu a primeira edição do Campeonato Camaronês. Entre 1961 e 1969, porém, o Canon não conseguiu superar equipes como Oryx, Caiman e Union, todas de Douala, e o Diamant de Yaoundé. Após uma breve passagem pela segunda divisão, o bicampeonato da Copa de Camarões, em 1967, marcaria o início de uma nova era para o Kpa-Kum.

 

A consagração de um mito

Em 1970, o Canon venceu o Campeonato Camaronês pela primeira vez na sua história. No ano seguinte, conquistou o seu primeiro torneio continental, a Copa dos Campeões. Em 1973, atropelou o Diamant por 5 a 2 e comemorou o tricampeonato da Copa de Camarões. Estava aberto o caminho da glória.

 

Em todos os anos até 1980, o clube brigou pelo título do campeonato nacional ou disputou a decisão da Copa de Camarões. No cenário africano, o Canon brilhou em três temporadas consecutivas, faturando a Copa dos Campeões em 1978 e 1980 e a Recopa em 1979.

 

O time de Yaoundé rapidamente inscreveu o seu nome entre os grandes da África. Além disso, os jogadores do Canon formaram a base da seleção de Camarões que surpreendeu a todos na Copa do Mundo da FIFA de 1982, na Espanha, e que se sagrou campeã da Copa Africana de Nações dois anos mais tarde, na Costa do Marfim. Grégoire Mbida, Onguene Manga e Théophile Abega impressionavam pelo faro de gol, pela técnica e pela potência das finalizações. Os arremates de Emmanuel Kunde também fizeram a alegria da torcida, enquanto o goleiro Thomas Knono ganhou admiradores pela agilidade debaixo das traves e pela enorme distância que os seus chutes percorriam.

 

Apesar de ter perdido diversas peças do seu elenco, o Canon deu sequência à sua hegemonia com o surgimento de novos talentos na década de 1980, liderados pelo falecido Marc-Vivien Foé e por jogadores como Jacques Songo'o, Louis-Paul Mfédé, François Omam-Biyick e Pierre Womé.

 

Na década seguinte, o clube desapareceu das competições africanas, mas permaneceu competitivo em Camarões e venceu o campeonato de 1991 e três edições da copa nacional. Em 2000, voltou às manchetes ao disputar a decisão da Recopa com o egípcio Zamalek. Desde então, o Kpa-Kum perdeu visibilidade e, apesar de um último título de campeão camaronês em 2002, cedeu terreno para o Cotonsport, a nova potência do futebol do país.

 

A situação na atualidade

O Canon de Yaoundé enfrentou uma série de problemas financeiros e, durante uma reunião de emergência realizada em 8 de agosto de 2009 devido à demissão do presidente, algo inédito em 20 anos, os conselheiros do clube criaram um comitê de transição encarregado de preparar a equipe para a temporada seguinte. Apesar da campanha ruim em 2009/2010, que terminou com a modesta oitava colocação, o Kpa-Kum dá sinais de recuperação este ano: é o vice-líder do campeonato, com quatro vitórias e duas derrotas.

 

O estádio

O Estádio Ahmadou Ahidjo é um complexo poliesportivo construído no coração do bairro Mfandena, na zona leste de Yaoundé. A arena foi inaugurada em fevereiro de 1972 por ocasião da oitava edição da Copa Africana de Nações. Em 2007, o local foi reformado e passou a contar com 38.509 assentos. Além dos jogos do Canon, o estádio recebe as partidas da seleção de Camarões. Além disso, foi nele que o ídolo Roger Milla participou de uma inesquecível partida em sua homenagem, em 1988.

 

Fonte: http://pt.fifa.com/classicfootball/clubs/club=44201/index.html

 

Por Daniel Heringer



Deportivo FAS EL Salvador

01:52 AM, 13/6/2013 .. 0 comentários .. Link

 

 

Deportivo FAS EL Salvador


Ingresso do Jogo na década de 1950

 

 

Criado  em Santa Ana a honra de ter sido palco do primeiro jogo de futebol foi disputado em El Salvador, aconteceu no ano de 1899 e desde aquela época distante que esta cidade teve grande importância no esporte sério e, eventualmente, tornar-se toda uma potência do futebol nacional.

Ao longo dos anos surgiu entre um punhado de visionários, empresários e promotores do esporte a idéia de criar uma equipe para representar todos Ana dignidade Santa e começou a reunião e planejamento, treinamento Balompédica definido para defender as cores do Papai Naquela época, Anne foi convocada com os representantes das equipes participantes nos torneios ou moradores regionais, como a União, Cosmos, Ral, Colon, O 44, Santa Lúcia, Colômbia, Juventude Bosconiana e outros, dos quais escolher atletas que compõem a imagem emergente que estava prestes a ser consolidado.

Uma tarde, em 1947, em 16 de fevereiro, para ser exato, esse grupo de cidadãos inspirados conheceu na escola local "José Mariano Mendez" para definir a fundação da nova equipe levaria o nome de "aliados Santanecos Futebolistas", mas que foi alterada pelo nome de "Futebolistas Santanecos Associates", que seria abreviado e conhecido pela sigla FAS, a nomeação deixou um concurso de base promovidos, sendo o Sr. Julio Castro que inventou a frase, mas como um membro da política primeiro computador, se recusou a participar diretamente, dando a oportunidade para o jovem Mauricio Monge, Santaneco estudante Lyceum, que só mudou a segunda palavra, finalmente, deixar como é conhecido hoje. Entre os fundadores entusiastas naquela tarde memorável viu realizou seu sonho foram: Don Manuel Wallet, Jose Leon Aquino, Antonio Santana, Don Alejandro Mendez, Antonio Barrera, Rafael Urey, Don Julio Castro, Juan José Merino, Don Zaldaña Samuel, que serviu como o primeiro presidente e Don Juan Antonio Santos, que alguns anos mais tarde viria a ser o criador da famosa frase "FAS você pode".

 

Don Manuel Wallet propôs que as primeiras cores uniformes Associados eram azuis e laranja. Dos principais jogadores que fizeram a primeira equipe são lembrados Humberto "Lefty" Smith, John Moreno, Oscar Gonzalez, Guillermo Herrera, Manuel Padilla, Eliseo Ramos, "Sapo" Victor, Mingo e Julio Castro, "tambache" Guzman, "chele "Mario", pequeno pedaço "Gonzalez," Cachimbo "Ochoa, Antonio" Tonin "Lily", Yito "Ramirez, Paco" penny "Rivas", Mamayeya "Mancia," vaca "Castro, Moisés Jovel, Lino Medina, Mario e Chepe Gonzalez "Conejo" Pérez, Jorge Brito, "Tico" Aguilar, Thomas "bolo" Moran, Thomas Angulo e outros que, infelizmente, perdemos nossa memória, mas permanecem nas páginas gloriosas da história do futebol Santaneco. Seu primeiro treinador foi Don Armando Chacon

. FAS estreou antes de seu próprio público poucos dias depois de sua fundação, recebendo o batismo de CD Freedom então campeão nacional que o derrotou por 4 gols a 1 em fazenda modelo, marcando o primeiro gol de sua história por Victor Manuel "Cachimbo" Ochoa e seu primeiro jogo oficial do campeonato nacional foi contra o campeonato Olímpicos da Juventude, em 1948-1949, que, por sua vez, tornou-se a primeira vitória (2-1).

Santa Ana explosão de alegria apenas cinco anos desde o seu aparecimento, FAS já era o melhor time do país, gostava de muita simpatia, foram coroados campeões da campanha 1951-1952, sob o comando de Victor Emmanuel "pipe" Ochoa e seguidores começaram a se multiplicar. Os jogadores que alcançaram o primeiro título foram: Lindoro Escamilla, Mario Velasquez, Rafael Humberto Guzman, Salvador Juarez, Moisés Jovel, Arnoldo Pacheco, Jorge Rivas, Ricardo Valença, Eduardo Pineda, Nestor Mora Vargas (Tico), Armando Limongi, Humberto "Lefty "Perez, Margarito Ramirez, Lino Medina, Thomas Angulo, Jorge Brito, José Luis Castro, Carlos Contreras, Javier Martinez e Mario Gonzalez.

Para o campeonato de 1952-53 não poderia defender o título, mas a coroa do campeonato 1953-1954, veio a segunda sempre sob o comando de "pipe" Ochoa e não foi até o campeonato de 1957-58, sob a liderança de Alberto Cevasco que ganhou o terceiro título, superando a temporada anterior, que estava à beira do rebaixamento. Naquele tempo vieram os primeiros jogadores argentinos para reforçar a equipe começou: Omar Muraco, Javier Novello, Hector Marinaro Hector Dadeiro, e era muito difícil prever qual seria o time titular. Para isso FAS campeonato foi batizado por Miguelito Alvarez com o apelido de "The Paint Reservatório bolso".

No campeonato de 1959 do campeonato atingiu o seu primeiro submarino da história depois de fazer uma campanha brilhante que não poderia ser consumada com um novo título. A quarta chegou a coroa campeonato 1961-1962 (líder da equipe era César Viccinio) segurando-o para o campeonato 1962, sob a tutela de Raul Miralles assim sagrou-se campeão nacional e com um elenco de grande brilho, que continha Mario Medina, Castro, "Yeya" Reynosa, Rivas "gata", Miralles, "Kattan" Cubas, Mario Monge Najera, Joel Estrada, Ernesto Canas, Raul Magana, Arturo Jaco, Oscar quitenho, Jorge Canas, "splash" Veliz, Jose Luis Contreras, Ricardo Castro, Antonio Landaverde, etc.

Após essa etapa, como batata frita, FAS deixar a fazenda modelo e transferir a sua sede para o novo estádio Santaneco. Isso aconteceria no início de 1963 e estavam começando a frustrante esperar 15 anos para que outra coroa nacional. Em 1964, jaguatiricas segundo ano consecutivo usado para meia luto cor em seu uniforme, talvez como um prenúncio de tragédia viria perto do final do ano, 13 de dezembro seu goleiro "Oscar quitenho" morreu depois de um lançamento espetacular Ticos contra o corpo de Orion FC quitenho caiu inerte na área de gol sul do estádio que hoje leva seu nome.

4 Campeonatos deu a volta em 1965 e continuou seu calvário ainda FAS, FAS ainda era o queridinho da equipe Santanecos. O clube mudança técnica, jogadores, cores e desenhos de uniformes, os novos policiais chegaram, eo bolsa família estava na frente, mas o sexto cabeça só mostrou campeão favorável, é saudade, é e sempre sonhei jogar seu grito de guerra "FAS ... você pode".

Para 1967-1968 campeonato jaguatiricas ocidentais foram devidamente preparados e figuras emergiu como Genaro Sermeño, Hugo Gil, Aristides Alfaro, a qualidade da estrela consolidada de um Joaquin Alabi, Elmer Acevedo, Adrian Chacon. Veteranos veio como Mario Monge, e "Rabbit" Lievano e contratou bons Alcides estrangeiros Piccioni como Argentina, Brasil Doribaldo conhecido como Becca e Carlos "Cayaca" Marin, O 10 de novembro de 68 foi o suficiente para um ponto campeões, um único empate no final do jogo e terminou o pesadelo, mas um panamenho Brown chamado Ernesto "Cascarita" pedido Tapia que a espera se prolonga e os santanecos caiu na mais profunda tristeza, apenas a 2 minutos do final nesse jogo inesquecível contra Alliance em Flor Blanca.

O vice-campeão de 67-68 são mais a de 69, mas este último um pouco mais significativo para a conquista do gigante "copo afiada" ao vencer as duas primeiras rodadas. Em 1970, a FAS coroa soltou novamente, desta vez contra o Atlético de Marte e em 1972 tem mais um torneio copo, sob a liderança de seus ex-Max "Kattan" Cubas militantes, que um ano depois seria oco para abrir caminho para Mascaro chilena com esperança de que ressurgiram por um tempo. Depois vieram mais três frustrações consecutivas: 74-75 temporada, onde, depois de terminar em primeiro lugar no torneio, sob a direção de Max tanques "Katan" caiu semifinais Platense dolorosamente Zacatecoluca em dois jogos (1-3 e 1 - 1), a 75-76 liderada pelo argentino Raul Miralles (campeão DT com a FAS, em 1962), que foi o primeiro campeonato a ser disputado no Estadio Cuscatlan onde Alliance caiu em uma lendária série de 3 jogos (2-1 para FAS para o primeiro, por 2-1, em favor dos brancos eo segundo playoff por 1-0 com um gol de Fernando Alva peruano) e onde perderam 76-77 a Eagle e deixados em dois jogos. e nos anos não foram autorizados empates sem gols, o tempo extra é jogado até que um vencedor penalidades para definir o primeiro jogo terminou 0-0 e venceu nos pênaltis Águia eo segundo foi um empate 2-2. em todos esses torneios FAS apresentaram um nível alto, mas não o suficiente para ser campeão. Foi o momento da renovação, um retorno ao futebol "Argentinized" com a presença de Manolo Alvarez, Roberto Lopez, domingo Albil, Roberto Casadei e remoção de Alcides Piccioni, que estava saindo com o vazio de um campeonato em seu coração. Mas "Piccio" de volta um ano depois, algo disse a espera estava a terminar em breve.

A temporada 1977-1978 significaria para FAS e para o futebol em geral salvadorenho o início de uma era gloriosa. Os frutos de um trabalho programado não esperava e chegou a top honras FAS encerrando uma seca campeonato de 15 anos, mas o melhor ainda estava. O sucesso global veio na campanha 1978-1979, quando FAS repetiu seu prêmio quase o mesmo campus, que alinhou como caixa de base, o goleiro Nicky Chávez, Billy Bou, Chalo Henriquez, Alcides Piccioni, Carlos Recinos, Amado Abraham, Alfredo Erazo, Manolo Alvarez, Jorge González, David Cabrera e Roberto Casadei. Eles foram adicionados Coelho Valdez, Mauricio Castillo, Luis Padilla, Juan Maldonado, Ricardo Guardado, Pedro Silva, Mario Mendoza, Armando Cortez, Agustín Balbuena, Ricardo Mena Laguan e outros que tiveram algum papel na concretização deste bicampeonato sob a liderança de Chepito Castro e Fernandez Espanhol Segui. Tudo isso em apenas dois anos de bom futebol e magníficas vitórias, eles esquecem o championeril fatídico 15 anos de ausência.

 

Como campeão 77-78 e 78-79, FAS representou dignamente o país em busca de um novo título para o nosso futebol CONCACAF após ser atingido grande medida baseado méritos permitiu que o clube Olimpia do Paraguai campeão da Copa Libertadores, com que empatou o primeiro jogo aqui em El Salvador e perdeu o segundo lá em Assunção, para FAS foi classificada como América vice-campeão em 1979, mesmo que este ano não possuía caráter de monarca El Salvador, mas não há dúvida de que que caminho tão excelente que levou 2 º lugar no continental FAS significou um dos períodos mais fascinantes da história do clube e de todo o futebol.

Em seguida, veio uma queda no desempenho da equipe e foi dada oportunidade aos jovens itens aguardando sua vez nas reservas, sob a tutela do Dr. Laguan Mena, que forjou figuras como José Luis Munguia, os irmãos Francisco e Thomas Lucero, Atilio Estrada, Moreira, Wilfredo Pérez Leiva, Manuel de Jesus Quintanilla, Jorge Abrego, Aldo Valenzuela, Juan Luis Guerrero, que liderou por Manolo experiente Alvarez, Nicky Chávez e David Cabrera, aproveitou a coroa em 1981, contra todas as probabilidades, e que nem mesmo os seguidores da FAS, desde muito valor para o "inexperiente" herdou mesa Juan Francisco Barraza para ganhar o título.

 

A equipe de "Fastaneco" novamente ausente da mais alta medalha durante os eventos de 1982 e 1983, apenas para reaparecer em primeiro plano no final da campanha, em 1984, sob o comando de Juan Quarterone, que deu uma coroa sobre sua sede e o seu hobby, o número nove em sua história graças aos jogadores sempre Hernández, David Cabrera, Thomas Lucero, Francisco Lucero, José Luis mungia, Alfredo Rivera, Nestor Cataldo (ARG), Manuel Quintanilla, Tito Avalos, Nicky Chávez, Jorge Abrego, Manolo Alvarez (ARG), Wilfredo Pérez Leiva, Atilio Estrada, Carlos Vargas, José Luis Rugamas, Juan Luis Guerrero, Mauricio Alfaro. eficaz O grande atacante e artilheiro David Cabrera se afastou do tribunal em 1985 e anunciou sua aposentadoria em um ano que foi desastroso para sua equipe, que foram amarrados na última temporada com o UCA e Onze Wolves em diferença de gols, mas o time ficou em oitavo. mais tarde naquela temporada caindo congelou.

Para o campeonato de 1986-87, elaborou metas ambiciosas FAS contando patrocinado pela empresa "Nacional" foi contratado para treinador Ruben Amorin e reestruturou o quadro em que se fez sentir desde o início da pouca influência Sr. Manuel Wallet autoridade, o que foi confirmado através do anúncio de sua aposentadoria anos da liderança "Associado". Perto do final do concurso 1986-1987 FAS ainda foi ameaçado pelo declínio poderia fugir nos últimos datas de qualificação, depois de enfrentar um dos piores terremotos e mais profundo na história do clube.

 

A turbulência ea ameaça de rebaixamento permaneceu até o fim da segunda rodada do campeonato 1987-1988, onde FAS tinha tomado quase que completamente o porão. Mas para alcançar a terceira rodada da mão de equipa Orlando de Leon técnico saltou incrível e conseguiu, no final do campeonato sub título de campeão armadilha 1987-1988. Os jogadores que contribuíram, por sua vez, a realizar esta façanha foram: Rogelio Flores (GUA), Manolo Alvarez (ARG), Guillermo Rivera, Abel Tolosa, Hector CEDRES (URU), Roberto Montepeque (GUA), Julio Cesar Tejeda (URU ), Francisco Gudiel, Tito Avalos, Francisco e Thomas Lucero, Jorge Abrego, Juan Luis Guerrero, Aldo Valenzuela, Juan Carlos Soto, Nicky Chávez, entre outros.

Após três campeonatos semifinais ausência da disputa do campeonato, FAS encontra o seu caminho entre os quatro finalistas do Campeonato 1991-92 jogar um jogo adicional conseguida contra a Aliança para o segundo lugar, mas teve de se contentar com o terceiro coloque por perder. Para isso FAS campeonato reconta sua maior Jorge "Mágico" González, que retorna depois de uma bem-sucedida Cadiz terra mágica, onde ele se estabeleceu como o "rei" de Cadiz e começou a sonhar passar todas as Santa Ana com a obtenção de uma coroa, que me senti mais perto a cada dia.

Na campanha seguinte, 1992-1993, o décimo coroa estava se sentindo em Santa Ana depois de terminar em primeiro lugar nas quatro voltas de qualificação, sob a liderança do uruguaio Juan Carlos Masnik, mas a rodada semifinal foi um desastre e FAS foi eliminado completamente da competição para o título. A temporada de 1993-94, cinco anos após FAS é novamente finalista, mas novamente fica no caminho da Aliança e toma a coroa, FAS, portanto, aumenta seca de dez anos seria quebrado com a obtenção dos campeonatos de 1994 -95, graças ao argentino Deonel Fulgencio Bordon, seus três gols no último jogo e uma equipe enorme montado desde o princípio entre os quais podemos citar: Adolfo Menéndez, Waldir Guerra, Erbert Burgos, Guillermo Rivera, Saul Roman, Carlos Castro Borja, Fredy Carranza, Jorge González, Marcelo Bauza, Jorge Rodriguez, Jaime Murillo, William Osorio, Bladimir Cubias, Emiliano Pedrozo, William Renderos Iraheta, Ricardo Toro, Hugo Perez e Jorge Abrego e campeonato de 1995-1996, a meta de US $ 1.000 Tico David Quezada, que veio apenas para a partida final contra os mesmos adversários do campeonato anterior, o Firpo, e marcou o único gol da partida. Alguns jogadores que a equipe foram: Hugo Perez. Moncecci Jorge Mario Meza Mayen, William Osorio, Jaime Murillo, Saul Romano, Jorge Rodriguez, Jorge Gonzalez, Carlos Sanchez, Fito Menéndez, Julio Rodas, Allan Oviedo, Memo Rivera, Erbert Burgos, Oscar Ulloa, Diego Aguirre, Jorge Abrego e Leonel Bolsonello. ambos os campeonatos foram obtidos a partir das mãos de Saul Rivero.

 

FAS campanha 1997-1998 foi apanhado no meio de um escândalo financeiro de seu presidente Roberto Mathies que obrigou a apresentar uma equipa jovem, sem muitas figuras, mas no final da temporada surpreendeu a todos ao chegar à final, que, infelizmente, é perdeu para Firpo, mas mostrou coragem, o orgulho ea honra dos jogadores do Barça em meio à crise teve um enorme satisfação para Santa Ana

Para o ano de 1998 vem o novo formato da competição: curto torneios FAS semifinais consegue qualificar-se para a final da Copa de 1998 (Abertura 1998), mas é removido novamente por Alliance, chega ao final de 1999, mas perde o encerramento, novamente contra Firpo nos pênaltis, o Apertura 1999 é removido por Eagle drasticamente em Santa Ana faltando mais de um minuto para o fim do jogo e, quando tudo Santa Ana poderia ter tomado o passe para outra final, no encerramento campeonatos 2000 FAS permanece nas semifinais ADET ser removido eo Apertura 2000 FAS não consumando semifinais classificar o que tem sido, até à data, o pior desempenho em torneios curtos Santaneca.

 

Em seguida, a mão do Clausura 2001 FAS Ruben Guevara torna a mais uma final com uma equipe no início de siameses vários jovens talentos como Eliseo Quintanilla, Gilberto Murgas, Marvin Gonzalez, Gerardo Burgos, Rafael Tobar, Jaime Gómez, Juan Granados com os gostos de William Osorio, Salvador Alfaro, Ricardo Cuellar, Carlos Linares e estrangeiros Pablo Quiñones, Alessandro Moresche Alejandro Soler, Alejandro de la Cruz (recém-chegado última partida e autor do gol) e Antonio Serrano, mas, em seguida, amarrar a primeira queda no final do jogo com um resultado de 1-2 contra o Águia.

Para o Apertura 2001 e três datas da final do campeonato da equipe assume Agustín Alberto "O Chochera" Castillo e FAS estava à beira de um período de grande satisfação, nesse campeonato FAS fica fora nas semifinais depois, Metapán a última data vai tirar uma meta empate para Limeño classificados Municipal acima do ponto de FAS. 2002 Clausura começa e incertos a partir Castillo levou o técnico a pisar fora da equipe, a maioria com a perda provocada pelo Atletico Balboa na sexta rodada, em sua própria Santa Ana e na data da celebração dos 55 anos de Tigrillos, mas o fato de que você ferir o orgulho dos jogadores e da FAS não perdeu novamente no torneio, forçou um jogo extra para o quarto lugar contra o carrasco Apertura 2001, e qualificou-se para o jogo semi-final contra o favorito: Equipe Águia, que foi eliminado na primeira partida semifinal em Santa Ana com dois gols de Honduras William Reyes, em sua segunda temporada com a equipe, e, em seguida, o empate dramático de quatro gols em San Miguel, com dois gols de Góchez e novamente Ernesto Alejandro de la Cruz e William Reyes colocar sua participação na conquista da passagem pioneira Aliança, no último jogo foi lavado pelos Tigres de um 4-0 que culminou com a conquista do número 12 com coroa um bom material humano que daria muito o que falar: William Osorio, Rafael Tobar, William Reyes (HON), Gilberto Murga, Juan Granados, Marvin Gonzalez, Victor Velasquez, Daniel Sagastizado, Juan Carlos Padilla, Jaime Gómez, Cristian Alvarez, Luis Castro, Ramon Flores, Victor Mafla (COL), Nelson Nerio, Alejandro de la Cruz (ARG), Ernesto Góchez, Rene Penate, Juan Carlos Panamá, Alfredo Pacheco, Gerardo Burgos.

 

Ele veio do Apertura 2002, e foi uma extensão da chamada dança Santaneco "Year of the Tiger", FAS chamou sua coroa batendo No. 13 San Salvador por 3-1, com três gols de Honduras William Reyes. Para este campeonato deu continuidade à equipe que ganhou a coroa 12 e só acrescentou William Machon, Jorge Rodriguez, Luis Contreras, Carlos Menjivar e Rolando Corella (CR).

O Clausura 2003 foi um grande ano para a FAS para terminar invicto 18 datas, com 16 pontos à frente do segundo lugar, mas uma má tarde nas semifinais custar-lhes uma perda para Firpo no primeiro jogo e, novamente, no segundo jogo, quando foi praticamente toda consumida e passar uma nova final realizada Firpo foi um objetivo que pênaltis forçados, FAS não tinha objetivo e foi eliminado em sua melhor temporada e manter 95% da equipe anterior.

Essa ferida foi fechada doloroso muito no campeonato Apertura 2003, para chegar à final novamente, sempre sob o controle do castelo e manter Chochera 90% da mesma equipe em dois anos e ao qual foram acrescentadas: Emerson Umana. Marcelo Messias, Cristian Amaya e Eduardo Arriola. Após deixar a estrada para a Alliance nas semifinais novamente enfrentou arqui-rival Águia e ao final com um estádio em  explosão teve um final dramático nos 120 minutos de jogo com um gol espetacular William Reyes Honduras chileno forçando a definição pênaltis onde FAS conseguiu levantar a coroa 14.

 

Fonte : http://www.clubdeportivofas.com

Fonte de Imagens  http://www.clubdeportivofas.com

Por Daniel Heringer



At. Tetouan Marrocos

01:41 AM, 13/6/2013 .. 0 comentários .. Link

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Grande história da equipe,o  Grupo MAT considera a equipe afro-árabe marroquino que jogou apenas no espanhol La Liga ou Liga Rebekah FC Barcelona e Real Madrid.

Fundada em 1922 por figuras espanhóis do Atlético de torcedores do Real Madrid eram residentes na cidade de Tetouan. Esta equipe vestindo as mesmas cores da segunda da capital espanhola, Madrid, camisas de uma listrada verticalmente em vermelho, branco, calção azul e meias vermelhas.


Time com grande foco, e sendo sempre uma equipe, jogando com grande realismo, e com potencial de equipe com técnica para tocar a bola muito entre a primeira e segunda seções, mas grande marroquinas com adultos e sempre proporciona grandes jogos.

O Atlético Tetouan dividido após a independência do Marrocos em dois grupos: o primeiro espanhol que se mudou para Celta e mudou seu nome para o Atlético de Celta e segunda marroquino sob o nome de Marrocos Atletico Tetouan, onde ele foi adicionar a palavra Marrocos para citar celebração oficial do clube do fim da era da protecção cidade espanhola independência de Marrocos.
Originação equipe

Em  1917 nascimento dos dois primeiros times de futebol em Tetouan. Ele vem com toda a Tetouan esportivo e Aspano Marroqu. Alguns anos depois, as duas equipes para  aniversário Atletico Clube Tatuan. Partindo deste ano até a independência de Marrocos, a equipe jogou em várias seções do espanhol La Liga e deixar a sua marca em todos os posts. Talvez a mais importante dessas impressões digitais permanecem sem dúvida, a equipe foi capaz de temporada 1950/1951 de Tsdrbtoulh Seção II merecia e embarque para a primeira seção espanhola. Antes dos espanhóis surpresa subiu Alttoaon às raízes luta Kprchillona os clubes e Real Madrid. A conquista mais importante Atletico Tetouan, no período pré-independência, é a chegada do papel da Taça de Espanha quartas de final e isso foi em 1951, onde se encontrou com esse papel com o gigante Barcelona, ​​que derrotou a equipe foi capaz Tetouan e parou sua carreira de sucesso na carreira do copo. Vale ressaltar que o Barcelona é um clube que é então coroado Copa del Rey título.
Logos anteriores pelo clube


O logotipo atual do grupo.





Logotipo do Atlético de Madrid foi inspirado designers logo Atletico Tatuan.
Esportes e radiação Maghreb Atlético Tetouan cidade

História gloriosa reduzir o tempo não escrevo que merece e todos no Marrocos e Espanha reconhece isso, e Tetouan mais o parâmetro direito esportivo e cultural. Cidade edifício conhecido em1913. Houve muitos estádios e as diferentes atividades.

População Tetouan foram considerados parte da estrutura das organizações desportivas. Muitas pessoas estão falando que a audiência foi tomada no domingo, dia de Natal, onde os pais acompanharam seus filhos ao parque e eles vestem as melhores roupas.


Com a grande presença de público uma única Tetouan, em Marrocos, onde a mistura de Inglês e Espanhol, Cron Alttoaon religião tinha a responsabilidade da equipe são figuras proeminentes da cidade.

O segundo ponto na história do esporte Alttoanah é a participação da cidade grupo Atletico Tetouan no torneio espanhol, e é a única equipe que meu pai não pertence ao continente europeu que participou do torneio Espanha  primeiro Ninguém nega a longa história da prática de um jogo de futebol em Tetouan e sua história destaque em coroada Tetouan equipe no início do período fifties durante a era da protecção aumento Atletico Tetouan a primeira divisão,o clube espanhol gigante  Madrid, FC Barcelona, ​​Athletic Bilbao e Atlético de Madrid. Tetouan e seus habitantes, seguido Albarsa e Real Madrid, os espanhóis e os melhores times - não no amor League é como se fosse em Marrocos, mas em um torneio oficial e, talvez, que a realização de Tetouan equivalente contra o Real Madrid Bassanah a areia é um acontecimento histórico.

Os resultados completos do Atletico Tetouan temporada 51/52, no primeiro fórum nacional espanhol:

Jogou 30 jogos, tem 19 pontos, 7 vitórias, 5 empates, 18 Perdeu marcou 51 gols e sofreu 85 entrou na meta ranking final, e aqui todos os jogos de equipes marroquinas na liga espanhola, incluindo a segunda seção nacional.
Temporada 1953/1954
1953/09/13 (uma sessão): Espanyol Tangier - Atletico Tatuan: 1-2
1954/01/03 (sessão 16): Atletico Tetouan - Espanyol, Tânger: 5-1
Temporada 1954/1955
1954/12/12 (14 sessões): Atletico Tetouan - Espanyol, Tânger: 2-0
1955/04/03 (sessão 29): Tânger Espanyol - Atletico Tetouan: 3-9
Temporada 1955/1956
1955/09/25 (Sessão 3): Espanyol Tangier - Atletico Tatuan: 1-1
1956/01/29 (sessão 18): Atletico Tetouan - Espanyol, Tânger: 2-1
Maghreb Atlético Tetouan e parceria com o Atlético de Madrid

Ele viajou para a capital espanhola, em 2007, importante delegação e liderada pelo presidente do clube, Abdul Malik Ibron e Diretor Presidente Muhammad Ashraf Ibron e vice-presidente Abdelaziz Alkhnnifera, para se reunir com funcionários do espanhol Grande Atletico Madrid, encontrando meu pai vem o fruto de anos de contato com a equipe espanhola pretende abrir estabeleceu a relação de parceria e cooperação com a equipe espanhola, foi o Sr. Pedro Lopez Ontibara diretor de desenvolvimento de instituição Atletico Madrda convidou funcionários da equipe Maghreb Tetouan para realizar uma reunião preliminar para discutir formas de relações Tmthen em vários níveis e, principalmente, a questão da criação de uma escola de futebol em parceria com a equipe de Tetouan, a idéia recebido com aplausos cabeça Mghar equipa b Tetouan Haj Abdelmalek Ibron, os meus pais uma atenção especial para pequenos grupos e futuro da cidade da equipe do projeto.

O Clube Marrocos Atletico Tetouan conclusão de uma parceria com o Atlético de Madrid um dos principais clubes espanhóis que estão disponíveis armário em vários títulos, e passou a partir deste clube vários topo das Estrelas imprimiu marcha esta equipe nomeadamente: alemão Schuster, Português فوتري, e Simeone Argentina eo atacante brasileiro Btaza então "jóia negra "Larbi Ben Mubarak, que permanece reduzir o tempo de falar de todas as gerações dentro das fileiras do Atlético de Madrid • e veio essa parceria tópico em resposta ao desejo dos funcionários das duas equipes que estão ligados por laços históricos e reforçar a cooperação mais com a equipe espanhola, especialmente a dos fundadores Atletico Tetouan espanhóis eram fãs do Atlético de Madrid para esta equipes Voqmush semelhante.

O Atlético de Madrid e Atlético de Tetouan enfrentaram apenas duas vezes na história, e foi no 1951 1952 temporada nas competições da liga espanhola, e terminou o primeiro jogo em Tetouan vitória Atletico Tetouan 4 1, o retorno entrevista eu sabia varrer o Atlético de Madrid de Ttoanyen b 8 0 no estádio Vicente Calderón, na capital espanhola, Madrid é famoso.

E ligado ao mesmo assunto o presidente do FC Barcelona do futebol espanhol Joan Laporta 2009 visita a Tetouan, destacou em uma entrevista com a imprensa após a inauguração da sede dos adeptos e amantes dos catalães que ele estava ansioso para visitar a cidade de Tetouan, especialmente depois de sua visita ao Marrocos, em 2005, o que incluía as cidades de Rabat, Casablanca e Tânger, Chefchaouen, no entanto, que a cidade de Tetouan equipe esteve envolvida nos anos cinquenta do século passado no campeonato espanhol. Após o estabelecimento da Sociedade para os torcedores e amantes Barcelona equipe Tetouan expressou a esperança de presenciar várias cidades marroquinas outras iniciativas semelhantes para suportar o nível de relações matemáticas entre Marrocos e Espanha, especialmente com os catalães, e no fortalecimento das formas de amizade e trabalhar juntos para Allaghadf nobre defendida pelo FC Barcelona.

Esta iniciativa veio para clubes rivais Atlético de Madrid, que assinou importantes acordos com Atletico Tetouan em diversas áreas, bem como para competir com rivais tradicionais FC Barcelona Real Madrid, que também goza de grande popularidade na cidade de Tetouan. E tem sido um chefe de Barcelona necessário para restaurar a confiança para um público de Barcelona em Tetouan, que deu protestos devido à criação de várias associações para os torcedores e amantes dos catalães em várias cidades do Marrocos amoroso e negligência em Tetouan. A criação da Associação para os torcedores e amantes dos catalães anteriores em Tânger qual time é o primeiro clube Ittihad Tanger rivais Marrocos Tetouan Clube irritou torcedores do Barça em Tetouan.

O Barcelona e Atlético de Tetouan enfrentaram apenas duas vezes na história, e foi no 1951 1952 temporada nas competições da liga espanhola, e terminou a primeira partida na vitória Tetouan de Barcelona por 4-1, enquanto um retorno entrevista eu sabia varrer o clube catalão para Ttoanyen 5 2 famosos em Naocamp Stadium, onde marcou o título em Barcelona nesta temporada, enquanto o Atlético Tetouan, desceu para a segunda seção espanhola e lá permaneceu até a independência do Marrocos para se juntar ao então liga marroquina.
Clube abertura Marrocos Atlético, no Oceano árabe e internacional

Após parceria privilegiada que liga Marrocos Tetouan Avriv o clube Atletico Madrid ao abrigo do qual, em seguida, fazer a Academia Maghreb Tetouan, em seguida, um contrato de parceria com uma equipe de outro Rafah palestino solução de funcionários da viagem da equipe para o Marrocos Tetouan, onde eles marcaram muitas atividades do clube culminou em uma parceria com este antigo clube , e é uma parceria permitirá Nadine vantagem de Njarb e experiências uns dos outros, como o clube teve diversas reuniões com alguns funcionários da diferença, especialmente Sevilla presidente, que expressou seu desejo de estabelecer uma parceria com a equipe de Tetouan Magrebe.

Continua a ser o evento mais importante para Marrocos Tetouan abordados escolhido como embaixador para a paz no Mediterrâneo ao sul pela Conferência da World Wide Web para os investidores do clube vigésimo primeiro século, realizada em Barcelona, ​​durante o dia 28 e 29 de janeiro último, onde a presença de Secretário-Geral do Clube Sr. Abdul Karim _khasasi que informou o órgão executivo da Rede Global na equipe e metas de trilha, escritos por profissional em seu programa, onde impressionou este Alakhirbsaash configuração que  clube Tatirba idade pragas também informou sobre o centro de treinamento, bem como a equipe de escolas e política de juros Balnashin e, especialmente, o aspecto social. E então veio essa escolha, o que consideramos uma grande radiação da cidade e da nação como um todo.

É claro que tudo isso não Isttnina tio realizou diversas parcerias a nível local, tanto com instituições de ensino ou com grupos da sociedade civil, que consideramos um parceiro fundamental para nós.
Centro de configuração Balmlaliyn e vila esportes

O presidente do clube Haj Abdelmalek Ibron do final de 2007 para o projeto de zona desportiva aldeia Stanznha Almlaliyn em uma área de 14 hectares, durante a visita do presidente do Atlético de Madrid, o Sr. Enrique Cerezo e sua delegação que o acompanha, a fim de ativar a parceria entre os dois clubes. Sports Village o maior evento do esporte Alttoanah o primeiro de seu tipo no Marrocos, com o estabelecimento dos jogadores, restaurante, salas, um parque infantil para piso dos mais novos espécie na arena internacional, um centro de esportes está disponível nos dispositivos mais recentes para a aptidão, além de uma grande piscina, escola de futebol e todas as facilidades necessárias para a conveniência dos jogadores.

O notável interesse pelo Departamento de Marrocos Club Atletico Tetouan vários grupos etários confirma que o futuro pomba branca brilhante da equipe. No entanto preeminência Shams aldeia irradiar esportes, incluindo futebol da escola, o que você vai aprender a abraçar os jovens e dar-lhes todos os meios de cuidado e atenção de ensino.
Tetouan e futebol: um século de história

Maghreb Tetouan conseguiu ganhar o campeonato em Marrocos no futebol, onde o clube hipnotizado amantes da bola redonda do norte, especialmente depois de vencer seu primeiro torneio profissional para Jadrh e maturidade, e isso é uma honra para ganhar a cidade de Tetouan, que se apaixonou por futebol 99 anos atrás.

Bassam al-Najjar tradução: Kahlil

Introduzido esportes organizados, em geral, eo futebol em particular, para Tetouan, com a imposição de proteção espanhol em 1913. E semelhante à área sob o protetorado francês, os militares foram os primeiros a introduzir a prática do futebol para o Moriskyh cidade, que se transformou em capital da proteção do espanhol no norte de Marrocos., E assim foi soldados espanhóis foram os primeiros a jogar futebol, mas os jogos estavam ocorrendo no passatempo e interestingness não é., incluindo a infra-estrutura esportiva que não estavam disponíveis então, os estaleiros se transformou em espaços quartéis para jogar. Assim, dezenas de equipes formadas ao redor do quartel espanhol, e cada equipe que leva o nome da cidade de onde caiu completamente. Também tem vindo a preparar um grande parque perto do quartel de cavalaria em 1916, ao sul da cidade para sediar as reuniões. Neste espaço, que levará o nome 'Epica', equipes amadoras foram Alttoanah تتواجه a cada semana. E muitos jogadores que o futebol espanhol passaram pela cidade marroquina, ao longo das linhas de "Rafael Moreno Eranzadi, apelidado de b« Bachica ». Este foi o atacante espanhol levou o serviço militar em Tetouan, como muitos de seus compatriotas. City e clubes:

No lado marroquino, ele deve esperar por 1926 para ver o surgimento da primeira equipe está estruturada eo Magrebe Tetouan Club. Desde a sua criação, o clube incluiu três pessoas, futebol, basquete e ciclismo. E tem sido um dos heróis do boxe local, Mohamed Larbi Booker, é o primeiro presidente do clube, juntamente com 13 outros, formaram o escritório do clube, incluindo um menino de quatorze anos de idade, é Mohammed Ashash. E este não é o clube, composto por todos os marroquinos, não poupou oportunidade para expressar seu patriotismo e apego à identidade do país. Em cada jogo, os jogadores estavam vestindo uma T-shirt em preto, verde e vermelho, Chromatic ciente do país. Durante os feriados religiosos, a equipe estava vestindo uma T-shirt branca. Em 1928, o cenário do futebol espanhol vai conhecer uma grande agitação, que irá criar um campeonato nacional. Assim foi formada ligações regionais, incluindo a Associação do Norte de África. E assim começou o Clube Marrocos Tetouan rivais em seções sem um mínimo de alcançar grandes resultados. E isso só foi feito nesse período é a vitória torneio local de Tetouan, em 1931. E do outro lado do Mediterrâneo, anunciou a criação da Segunda República. E o Alto Comissariado foi enviado de volta para o Marrocos é «Luciano Lopez Ferrer». Apesar do passado real, o novo homem forte região norte de Marrocos, ele quer aparecer liberal. E assim, ordenou a construção de teatros, cinemas e novos estádios. Ele também permitiu a criação de várias associações e clubes, dando-lhe a Tetouan e destino cultural e respiração novos atletas. Prosperando nesse clima, ela fundou um grupo de espanhóis de ascendência basca, em 1932, o clube desportivo Tetouan. Durante seus primeiros anos, conseguiu um novo clube para a cidade de bons resultados nas secções regionais e conseguiu vencer o torneio regional de 1935 Marrocos espanhol.

Mas, desde 1936, com a eclosão da guerra civil na Espanha, durante o qual enfrentou com os republicanos nacional, eu parei de jogar futebol em Espanha. Durante os três anos de terrível guerra civil, não houve nenhuma partida em solo espanhol. Após o fim da guerra ea vitória da Frente Nacional, a imposição de geral ditadura de Francisco Franco.

E desde então todos os campos sofrerá decisões Franco Controlist. E conta a Ahmed Mohammed sutil, jornalista e escritor Tetouan, que, com o fim da guerra Franco é simplesmente mudar o nome do clube Tetouan dos esportes. Ele disse que o nome carrega um sotaque basco (f região basca resistiu ferozmente Brigadas Franco durante a guerra civil) e, voltando, assim, o clube «Atlético» a «Atletico», mas não a cor de sua camisa e usava shorts azuis ao invés de shorts pretos que mencionem o clube basco «Athletic de Bilbao» . Durante este período de transição, a área ao norte de Marrocos, finalmente, seus primeiros representantes na segunda seção espanhola (sem Sokonda). Na temporada 1939-1940 equipe de esportes associação chegou a Ceuta (La Sociedad Deportiva de Sota) e escola de espanhol - Tânger marroquino para a segunda seção. No entanto, a aventura parou quando ele devolveu as duas equipes juntas no ano seguinte para a seção inferior. E a cidade de Tetouan era esperar para o segundo semestre para manter os quarenta anos para ver as novas mudanças. فالفضاء Hae no começo do século, para abraçar os jogos amadores transformado num estádio real. E em 1946, tornou-se um espaço 'Epica' Stadium «marquise de Parilla> como o novo Alto Comissário para proteger espanhol. E conhecer um clube diferente Masirin cidade durante este período, enquanto a dispersão Vaid Maghreb Tetouan Clube - formada em sua maioria de jogadores marroquinos - e desapareceu da cena, subiu os outros da equipe de esportes do clube graus MAT do campeonato espanhol. La Liga aventura

Em 1949, foi a primeira aparição do Atlético de Tetouan na segunda seção (sem Sokonda) e conseguiu ficar de fora, e na temporada seguinte, conseguiu o tráfego para a primeira seção para o lado superior La Liga (Liga Espanhola). Desde o segundo dia foi MAT clube desportivo para a capital espanhola para enfrentar o 'Real Madrid'. E a equipe Almadrida venceu quatro das duas lesões. E uma semana depois que o clube conseguiu Tetouan da vitória sobre o Celta de Vigo, conseguindo assim a sua primeira vitória na primeira seção. E em 11 de novembro de 1951 assinou um clube Tetouan maior vitória de esportes de sua vitória sobre o 'Atletico Madrid' quatro vencedores de uma lesão. E que jogo foi uma oportunidade para o público apreciar os jogadores marroquinos de habilidade para todos juntos em sua equipe e dois para o bem Xisha o clube Tetouan e árabe para o Atlético de Madrid. Apesar destes resultados animadores, o processo de retorno foi desastroso para a equipe de Tetouan, onde  derrotas e teve sua é a derrota contra o Real Madrid oito a zero lesões. Isso foi mais tarde se despedir de  Tetouan Clube para a primeira seção, onde foi organizado é o último. Trás Maghreb Tetouan

Durante os anos que se seguiram, a prática de esportes do clube Tetouan primeiros innings na segunda parte e perdeu a chance de subir duas vezes. F-parar tudo pela independência de Atletico Tetouan Marrocos. Onde colocar um clube envolvido no campeonato espanhol não é mais permitido a co-existir no território marroquino, balançou backpacker para Ceuta, onde se juntou ao clube local e tornou-se um clube desportivo para Ceuta. Ao mesmo tempo, funcionários e dignitários começaram Tetouan na busca de uma forma de manter a reputação desportiva da cidade. Após a saída de  se tornar uma equipe forte, permanecendo em Tetouan é o Club Association, composta em 1951. Com a aproximação do início do primeiro torneio após a independência, encomendado Abdul Khaliq Torres - e é uma figura nacional no norte de Marrocos - um de seus assessores recolher os melhores elementos de marroquinos esportes e espanhóis na cidade, em um clube, e assim sucedeu Ahmed Zarif neste desafio e estabeleceu uma nova equipe leva o nome do clube anterior que desapareceu em meados da década de quarenta, Marrocos Tetouan Clube. E um novo escritório para a equipe e Ahmed história Filali de renda, quando se tornou o primeiro presidente da equipe de 'novo velho'. Tornou-se espanhol Fernando Montes 'primeiro treinador da equipe. E no final destas etapas, foi o primeiro teste do Maghreb Tourean Club na liga regional para garantir o local de sua primeira seção. E foi o seu principal rival é Tetouan League clube. E em 09 de setembro de 1956 as duas equipes enfrentam todos e cada um deles pretende representar a cidade no campeonato de elite. No entanto, o jogo terminou em um empate de quatro batidas para quatro e decidiu re-match depois de uma semana, e dois times jogaram com cautela eo jogo também terminou em um empate eo terceiro jogo foi arranjado foi vencida por Marrocos Tetouan. E como o caso foi vencido Marrocos Tânger e Tetouan Atlas é o que lhe permitiu subir para a elite. E em 4 de novembro de 1956, Marrocos Tetouan conseguiu sua primeira partida da primeira seção contra Difaa El Jadida. E desenvolveu um representante do estilo rápido do Norte de jogo como o jogo Allatne. No entanto, a ausência de um público local e da falta de recursos financeiros será lançado nos resultados da equipe durante o resto da temporada. No final do ano Maghreb local Tetouan ocupada XIII no torneio e desceu para a segunda seção. Jogo elevador

E que a equipa devolvido à primeira parte de 1960, mas que os resultados médios  para voltar novamente para a secção inferior, em 1962. Jogo e rolou os altos e baixos entre 1965 e 1970, apesar da sucessão de uma série de treinadores, como árabe. Em 1974, Marrocos Tetouan voltou para a seção de elite. No ano de 1979 laminado novo elevador do jogo, os altos e baixos. Veio para atravessar a fase do deserto para a equipe que não voltar para a primeira seção, mas no final dos anos oitenta. Na temporada 1990-1991, a equipe voltou Tetouan para o mau hábito e começou a desembarcar viagem. Nesse período, deixou muitos jogadores do clube Alttoanyen para procurar outras perspectivas. E no ano de 1995 estrela brilhar Maghreb Tetouan novamente dentro da primeira seção para voltar na temporada seguinte para a segunda seção, onde permaneceu, em um período de hibernação, durante oito anos, antes de subir em 2005. Nova Era

Com este retorno, Mohamed Nasser apresentou a sua demissão da presidência do clube e formou um comitê temporário da medida, liderada Abdelmalek Ibron, e é o dono da cadeia de lojas de artigos para o lar e um dos maiores contribuintes financeiros e contribuintes para o aumento do Maghreb Tetouan. Uma vez que a combinação do primeiro ano, confirmou Ibron sua vontade na implementação de um novo estilo de gestão garante a sobrevivência da equipe na primeira seção. E conseguiu a sua aposta é neste ponto que a equipe terminou a temporada 2005-2006 na oitava série. E por isso foi bombeamento recursos financeiros significativos, a fim de atrair os melhores jogadores do torneio, como o marroquino Muhammad Bnscherifah e Mustapha Chadli. Esta nova estratégia tem fascinado a Tetouan público que compara sua equipe se tornou o time britânico Chelsea, mesmo que Ibron ficou apelidado b »Ibronovic», em referência ao bilionário russo dono do Chelsea «Roman Abramovitch». Estes grandes investimentos darão frutos, onde a equipe conquistou no 2006-2007 norte o melhor acesso temporada para o terceiro nível do torneio. E é um site que permitiu à equipa a participar nas árabes Campeões da Taça da Liga, e é realizado na história da equipe. No entanto, a aventura árabe vai parar de repente na primeira rodada em face das unidades da equipe da Jordânia. Apesar da sucessão de uma série de treinadores como de luxo e Mohammed Abdul Rahim estudante. E na frente dessas falhas, o presidente Ibron decidiu mudar Colégio estratégia, onde a prioridade será dada à composição da juventude, e foi nomeado um novo treinador é querido por idade, no final de 2010. E na mesma temporada venceu o Maghreb Tetouan, que deu asas aos jogadores que recuperaram a confiança nas suas capacidades e Astrjawa estilo de jogo que foi desenvolvido pela equipe no alvorecer da independência. E Ziad Tripe e conseguiu Abdel Razek e Aziz Elkinana em 2012 para obter o torneio e é permitida a Marrocos Tetouan clube para se tornar um herói XVII em Marrocos. Após 99 anos, ele sabia que time de futebol a pomba branca é finalmente coroação.


 

Fonte : http://www.matfoot.com/Histoire.php

Fonte de Imagem  http://www.matfoot.com/Histoire.php

 

Por Daniel Heringer

 



FC Prístina - Kosovo

01:37 AM, 13/6/2013 .. 0 comentários .. Link

 

FC Prístina - Kosovo

 

 

Futebol em Kosovo começou a se desenvolver, em 1919, logo após o fim da Primeira Guerra Mundial. Muitos soldados desmobilizados e funcionários e alunos que estudam em universidades da França, Suíça, Itália, Áustria, Inglaterra, Bucareste, Budapeste e em outros lugares, começaram a retornar aos seus países. Assim, um aluno do Colégio Samerslen de Grenoble (França) trouxe pela primeira vez a bola de futebol em Pristina em 1919.

 

Após a chegada da primeira bola em Pristina, Kosovo, começou a atrair atenção das pessoas que iam atrás dele em sua maioria jovens, mas não havia maneira de organizar o jogo.

 

Naquela época, realizou apenas jogos amistosos. A cidade de Pristina era apenas uma cidade com 16 mil habitantes, em 1922, quando o primeiro clube foi formado, azul, chamado de "Kosovo." O clube era formado basicamente de soldados da Prístina e não podia participar de jogos oficiais, pois não era registrado e só tinha como forma de jogar fazer amistosos com outras equipes.

 

Em 1926 Pristina foi formado clube de futebol "União", que principalmente os jovens tubonte ofício. Este clube foi materialmente mais consolidada do que "Kosovo". Esta equipe aproveitou a oportunidade e registrado no futebol Nënlidhjen Banovinës Skopje. O nível de competição não deu.

 

Mesmo durante a Segunda Guerra Mundial de futebol foi jogado. Assim, em 1945, a "União" de Pristina em Mitrovica competição com clubes, Peja, Prizren, Gjakova e Gjilan ganhou o título de campeão. Prishtinasit e repetiu esse sucesso um ano depois.

 

Após a Segunda Guerra Mundial, continuou a existir "União" e "Kosovo" foi formada quando até alguns outros clubes como "Milicioneri" "Bratstvo" e "Radnicki" Reunir as equipes, onde muitos jogadores, especialmente aqueles jogadores que não tinha lugar no Kosovo FC e FC Union.

 

Desde 1947, a União e Kosovo se fundiram em só clube, apelidado de "Proleter". Proleterit esta fusão trouxe muitos resultados, e foi da equipe de qualquer maneira, mas o maior sucesso da colocação em tempos eram oitavo na regra de final da Copa é então Iugoslávia, onde o bate Partizan Belgrado por 2 x 0.

 

Na equipe agora jogar uma constelação única de jogadores que na época consistia de jogadores Pristina, mas os jogadores vêm de Prizren, uma vez que a mudança no centro de Prizren e Pristina transferido administração sócio-político completo do que tempo. Esses jogadores eram ex-soldados da Guerra de Libertação Nacional - Após a guerra, os trabalhadores na administração, mas também jogadores maravilhoso. Mais tarde, essas pessoas tornam-se política fundamental ex-jogador de futebol, elite sócio-cultural eo país líder durante anos.

 

 

Enquanto isso, em época de mudanças 1948-1949 Nome do clube novamente. Sociedade Sports, chamado naquela época, portanto, é nomeado em "Jedinstvo" de "Proleter".

 

Em 1951, o estádio é exatamente onde hoje é "Pristina", começou a construção do campo de futebol, que em 17 de maio 1953 já finalizado, este fica à disposição do clube.

 

Em 1951 surge uma nova fusão de outros clubes em Pristina. "Jedinstvo", que era muito forte economicamente, mas também pela organização ", Bratstvo" Pristina e "Zeljeznicar" de Kosovo Polje, mal organizados dois clubes, em particular, eram de economicamente pobres, e a equipe do "novo" novamente leva o nome de "Kosovo". Muito em breve, este clube de futebol leva a primeira posição no Kosovo. Nesse mesmo ano, 1951/52, foram campeões do Kosovo. Mesmo em época de 1953/54, FC "Kosovo" Kosovo foi campeão.

 

Em 15 de julho de 1956, Kosovo finalmente muda o nome para FC Pristina, o nome que ainda se mantém, e também na temporada (1956/57) foi declarado campeão do Kosovo e foi criada em uma corrida de nível superior.

 

Isso uma equipe de Kosovo para jogar na League One e Two Iugoslávia Federal não foi uma tarefa fácil. O sistema de concorrência foi tal que impedem suas equipes qualificadas Kosovo, obrigando-o a jogar alguns jogos com equipas barazhi outras repúblicas.

 

 

Na temporada 1960/61, o FC Prishtina jogar em uma liga que foi, então, a Liga Kosovo-Macedônia. Neste campeonato ele destruiu tudo na frente dele e agora tive que jogar um jogo de qualificação com "Sloga" em Kraljevo (Sérvia), a ser envolvido na League Two.

 

Pristina no primeiro jogo em casa ganhou de 1:0, e em 27 de julho do mesmo ano (1961) o jogo de volta foi disputado em Kraljevo e Pristina havia perdido de  7 x 1 League, a liga formada em 1960 . Levou a equipe local treinador Slavko Stanic - Firga.

 

Pristina tinha competido com sucesso nas federações, em seguida, liga segunda temporada de 1971/72, quando foi anunciado nënkampione League e se classificou para participar da Primeira Liga Federal.

 

Pristina primeiro jogo foi desenvolvido no anti Buduçnostit Podgorica (Montenegro) 2:2, a derrota no jogo de volta, em Podgorica, 1:0.

 

Era o fim do sonho para bardhekaltrit. Mesmo na próxima temporada, 1972/73, Pristina foi anunciado novamente nënkampione foi submetido qualificações. Desta vez, o primeiro jogo foi desenvolvido a partir de seu terreno, em Osijek (Croácia) contra o time homônimo e estava sobrecarregado com pontuação mínima, 1-0.

 

Esse resultado foi promissor e todos os pré-requisitos existem muito forte equipe de Pristina no segundo jogo em suas rodadas finais para garantir a Liga para sonhar antes.

 

Mas, na segunda partida que aconteceu que ninguém esperava e imaginava. Pristina havia sofrido em um jogo após o ser alvo de rumores há meses, 2 x 1 e, finalmente, o sonho tinha ido embora há muito tempo.

 

 

Seguindo essa geração começa a mudar ea equipe do clube cai para o ponto mais baixo de sua história.

 

Primeiro lugar na temporada 1973/74 terminou em terceiro lugar, oito pontos a menos que o lugar qualificações novamente qonte. Na temporada 1974/75 terminou a 10 ª temporada e em 1975-1976 queda das fileiras da Federação provincial do Kosovo (Terceira Liga na época).

 

Este foi o ponto mais baixo da equipe após a Segunda Guerra Mundial. Depois de um ano de corridas em nível Kosovo (1976/77), a equipe anunciou campeão da liga (Provincial) e novamente sobe para a segunda Liga Federal (1977/78). Mas, mais uma vez e novamente sofre fiasco quedas League (Provincial) de Kosovo.

 

Agora, o clube começa e devidamente organizado e profissional. Colocado em cima de suas  eminentes personalidades da sociedade e, em seguida, Pristina Kosovo ea equipe começa lentamente a se recuperar e ainda obter a aparência de uma grande equipe.

 

Sem quaisquer problemas encontrados amostras de League of Kosovo (1978/79) e retorna fortes na segunda Liga Federal.

Esquadrão começa a reunir talentos de todo o Kosovo, e até a liderança do clube foi constituída como era melhor, ele fez as mesmas estrategistas trazendo time de futebol.

 

No clube de linha, que tem grande mérito na formação da chamada "geração de ouro", Ilija Dimovski (Outubro de 1979 - fevereiro 1981), o que equivale a estabilizar a segunda equipe na liga e que em sua primeira temporada (1979/80) ocupa o 6 º lugar e apenas quatro pontos compartilhados pelo primeiro jogo.

 

Pristina agora foi estabilizada e foi criado um grupo assustador e jorros apenas esperado. Temporada 1980-1901 o Pristina, como para toda a população do Kosovo, devido à situação política que foi criado. A partir de Março (1981), Dimovski irá substituir um outro treinador, Vojvodina da Hungria, Bella Pallfi (março de 1981 - julho 1983), que tem um enorme mérito à formação esquadrão de elite e a criação de uma grande equipe.

 

Equipe nesta temporada foi forçado a quase toda a última temporada de primavera para desenvolver fora da cidade (em Kragujevac, Sérvia), pois a proibição de atividades esportivas em Kosovo e tinha vindo sem fileiras problema entre a mesa.

 

Pallfin Pristina, na temporada 1981/82 terminou em oitavo lugar. Na temporada 1982/83, equipe finalmente começou a criar história e 60 anos após a sua criação, e depois de 20 anos contorcer na League Two, foi finalmente criado uma geração, chamada de ouro, que violaram antes de tudo a si mesmo, que o autor foi excepcional e a média de público  de 30.000 torcedores por jogo.

 

A maioria não tinha equipe de capitais para parar Kosovo e não só isso, esta equipe tornou-se tão grande que agora 22 mil milhões Iugoslávia despertar medo e respeito.

Pristina após a primeira Liga Federal foi executado por cinco em temporadas consecutivas. Em sua primeira elite jogou na Taça da Europa de Leste, onde eles estão em segundo lugar entre as quatro equipes.

 

No mesmo ano, dois jogadores Pristina, no mesmo jogo, em seguida, estréia pela seleção da Iugoslávia, os atacantes: Fadil Vokrri e Zoran Batrović. Para Batroviqin permaneceu a única aparição, enquanto Vokrri continuou a defender as cores do maior estado que não existe mais. Isso fez com Pristina e a honra exaltado entre as maiores equipes do país.

 

Enquanto Pristina em cinco anos de corrida na primeira Liga levou proeminente do futebol iugoslavo. Fuad Muzuroviq foi o primeiro treinador do clube Pristina tinha o mais alto nível do país, que teve a liga entre os mais fortes da Europa. Já a seleção depois da Bósnia e Herzegovina, ele liderou a equipe em julho de 1983 com o mesmo período de 1984. Em seguida, ele estava de volta, mas em julho de 1985 e ficou no time  do Pristina até agosto de 1986.

 

Depois Muzurit, no banco tinha um outro grande estrategista da ex-Jugoslávia, Vukasin Vishnjevac, que no entanto não tivesse sido tão querido para vários jogadores-chave da equipe, assim como a pressão, e sua aventura terminou em Pristina em novembro de 1984.

 

Então, muito bem sucedida por três meses levou o treinador da equipe albanês Shosholli que até então tinha sido apenas um segundo treinador albanês após Eid Mansur (janeiro a abril de  1977 que liderou a equipe.

 

Entretanto posição na tabela tem sido sobrecarregada e líderes do clube foram forçados a encontrar fama e solução Miroslav treinador foi para "Rent" Bllazheviq. Porém  mais tarde com Croata Representante atinge o terceiro lugar no "France 98", contribui para os méritos de se tornar o primeiro clube no campeonato. Rent só ficou por dois meses, tempo suficiente para que ele tinha que ser um sem esquecer o tempo.

 

Pristina continua a acumular três outras estações dos bens e giravam em torno de suas fileiras dois outros estrategistas conhecidos da época, Milovan Gjoriq (outubro 1986 - setembro 1987) e Josip Duvançiq (Setembro de 1987 - Junho de 1988).

 

Equipe tinha lançado algumas de suas estrelas, alguns foram já aposentado, enquanto a tensa situação política e do declínio do interesse em estruturas sociais e políticas do Kosovo Pristina tinha feito, que não pode estar na Primeira Liga Federal.

 

Com o colapso da Liga, Pristina próxima geraçãoda temporada de Kosovo, cujo nome leva a outro famoso ex-jugoslava futebol, Miladin Zivadinovic (julho de 1988 - março 1989). Tendo em vista a temporada de outono (1988/89) Pristina jogar com menos seis pontos e ainda lutando e alcançar resultados de pico, mas o regime tinha subido novamente na elite.

 

Última Temporada Regular League segunda temporada foi a de 1989/90. A equipe agora lidera outro treinador albanês, o terceiro, Hysni Mexhuani. Pristina teve de se maravilhar equipe até o final do campeonato tinha lutado, mas no final foi a política do regime sérvio que negaram o gol e acabou perdendo o time dos sonhos para recuperação.

 

No ano passado ele estava em Iugoslava temporada de futebol 1990/91, que mais uma vez levar o treinador da equipe, Shosholli. O time do Pristina para vencer as partidas em casa, ao perder tudo como convidados. No meio da tabela final foi assegurada, mas agora Kosovo foi ocupada e não tinha sentido ou de futebol até que, finalmente, no outono de 1991 ocupou o estádio e todos os jogadores que ele expulsa os albaneses.

 

Pristina não é entregue, mais uma vez constituída a liderança do clube e em circunstâncias excepcionais continua competições nas áreas de pouso, na periferia da cidade (principalmente o Llukar aldeia).

 

Pristina listando sucessos da Liga em paralelo Kosovo independente, com equipes concorrentes da temporada 1991/92 a 1997/98, a guerra no Kosovo de crack.

 

Durante este tempo, Pristina campeão ganha três títulos (1991/92, 1995/96, 1996/97), tanto a República de Kosovo Cup (1993/94 e 1994/95) e dois Kosovo Super Cup (1994/95 e 1995 / 96).

 

Após a guerra, Pristina continua a sua actividade normal, depois de oito anos e deportação de volta ao seu estádio. O sucesso continua como antes, a partir de 1999 / 00-2012 / 13

 

Pristina campeão ganha seis títulos (1999/00 2000/01, 2003/04, 2007/08, 2008/09, 2011/12).

 

Ganha uma Copa do Kosovo (2005/06)  e três vezes atinge os seus finais, cinco roubos de bola e Kosovo Super Cup (2000/01, 2003/04 e 2005/06, 2007/08 e 2008/2009).

 

FC Pristina desde 20 de Abril de 2006, é uma ação conjunta de responsabilidade limitada e está entre as únicas equipes a privatizar todas as outras equipes do estado anterior da Iugoslávia e nos Balcãs em geral.

 

Fonte: http://www.prishtinafc.com/fcp/site/index.php?p=3&id=8&lng=1


Por Daniel Heringer



Shamrock Rovers – República da Irlanda

01:27 AM, 13/6/2013 .. 0 comentários .. Link

 

 

Shamrock Rovers – República da Irlanda

 

Como a maioria dos clubes de futebol, Shamrock Rovers teve origens muito humildes. O clube foi fundado em 1901 na cidade de Dublin em uma área onde os distritos de Ringsend e Irishtown se encontram. A primeira reunião teve lugar em número  quatro no bairro de Irishtown Road, mas não foi até a segunda reunião foi realizada ao virar da esquina em Shamrock Avenue que o Shamrock Rovers nome foi decidida.

O novo clube imediatamente registrado com a Associação de Futebol Leinster, mas passou os primeiros dois anos jogando amistosos. Não demorou muito para que o primeiro título fosse conquistado, venceram a County Dublin na Liga em 1904-1905. Nessa mesma época, o clube também conquistou o Junior Cup Leinster, quando bateu Dundalk 2-1 na final disputada no Parque Dalymount.

 

Shamrock Rovers, em seguida, deu mais um passo quando, em 1905, eles se juntaram a Leinster Junior League e passou a ganhar o título da liga LJL, assim como manter o Junior Cup Leinster. Dentro de poucos anos desde a formação do clube haviam crescido consideravelmente.

O comitê acreditou que era o momento certo para dar mais um passo maior, e eles entraram na equipe para o Leinster Senior League para a temporada 1906-1907. No entanto, como a temporada começou, tornou-se óbvio que Rovers estavam sofrendo problemas na tentativa de obter os jogadores para fora e quando eles não conseguiram garantir um terreno privado, que foram obrigados a fazer como membros da LSL, eles foram obrigados a retirar-se do futebol .

O clube foi rativado em 1914 e entrou para o Leinster Junior League vencendo o título da liga na primeira vez. Nessa temporada eles também ganhou da Irlanda do IFA Junior Cup All quando derrotou andorinhões Derry. Mais uma vez eles procuraram um lugar na Liga Leinster Senior e embora Rovers passou a temporada sem problemas, eles decidiram não entrar com uma equipe em qualquer campeonato na temporada seguinte. Deixar de garantir um terreno privado, bem como o impacto sobre a reprodução de recursos provocada pela Grande Guerra significava que eles não podiam continuar. O clube não dissolveu embora  em 1920, eles tentaram entrar no Leinster Junior League mais uma vez. Era para ser um caso de terceira vez de sorte como Shamrock Rovers não olhou para trás desde então.

A disseminação da Associação de Futebol de toda região de Dublin e outros bolsas do país veio em um ritmo furioso e quando, em 1921, os principais clubes que eram membros da Associação Irlandesa de Futebol (governado a partir de Belfast) decidiram se separar e formar a sua própria associação (a ser conhecido como a Associação de Futebol da Irlanda) um número de vagas surgiu no Leinster Senior League. Rovers eram candidatos para participar da LSL e aprendendo com seus erros do passado, que rapidamente conseguiu um terreno privado na Windy Arbour, a cinco quilômetros fora da cidade de Dublin. Como uma equipe júnior, Shamrock Rovers jogou a maior parte de seus jogos em casa Ringsend Park e quando eles estavam no Leinster Senior League em 1915/16 eles tocaram no Shelbourne Park, casa do Shelbourne FC.

Não só Rovers ganharam o Leinster Senior League em 1921/22 também teve uma disputa de tirar o fôlego na primeira prova da Taça do FAI e só foram derrotados  por Portão de São Tiago (Liga inaugural da Irlanda vencedores) após um replay. Na temporada seguinte, 1922/23 Shamrock Rovers se juntou a Liga da Irlanda e tem desfrutado de filiação ininterrupta desde então.

A década de 1920 foram tempos de muito sucesso para Rovers. Os homens Ringsend ganharam o título em sua primeira temporada como membros da Liga da Irlanda, marcando um novo recorde de gols setenta e sete e sofrendo apenas uma derrota no campeonato. Até agora Rovers havia garantido seu próprio terreno na Estrada Milltown, que era apenas uma curta caminhada a partir de sua base de apoio de Ringsend-Irishtown-Sandymount.

já na temporada 1924-1925, a equipe conquistou o título em milltown novamente em 1924-1925, quando também venceu a Copa FAI ter rivais batidos Shelbourne 2-1 em Dalymount Park diante de 25.000 espectadores.

O surgimento do famoso "Quatro de F 'nos Rovers linha de frente, Fullam, Fagan, Farrell e Flood, era capturar a imaginação do público.

 



Em 1926 Shamrock Rovers mudou-se de seu primeiro passo em Milltown para outro que estava localizado logo atrás da terra de origem. Como as décadas progrediram, e eles desenvolveram este terreno, construindo arquibancadas cobertas e arrastando  multidões de até 30.000 eram muitas vezes registrados para os grandes jogos.

Rovers logo se tornou conhecido como os "Especialistas da Copa", como eles capturaram a Copa FAI cinco anos em uma sequencia1929-1933. Foi em 1931/32 que havia vencido seu segundo double. Foi nessa época que jogadores como Bob Fullam, David "Babby" Byrne, William 'Sacky' Glen, Dinny Doyle e Charlie Jordan eram todos nomes conhecidos. Foi em 1927 que Rovers primeiro vestiu a camisa hooped verde e branco e logo se rendeu o apelido de 'Hoops'.

Entre os muitos jogadores de classe que vinham veio Milltown através da água e da Irlanda do Norte durante esta época foi Vincent Matthews, que já havia tocado com o Sheffield United e foi também um jogador do futebol  inglês. E outro que já havia passado por Rangers e Aberdeen, seu nome era Jim Smith foi outro que Rovers assistido ao título da liga em 1931/32.

Os anos trinta trouxe sucesso limitado como Rovers sentou-se de volta para os seus rivais em Dublin, mas um grande evento, em 1937, foi para ver o estabeler uma nova era em Milltown. Tendo Rovers esquerda em 1925 para se juntar New Brighton, na Inglaterra, Jimmy Dunne passou a desfrutar de uma brilhante carreira jogando na linha de frente do Arsenal, Sheffield United e Southampton, bem como para a equipe internacional do Estado Livre Irlandês. Jimmy recusou a oportunidade de renovar seu contrato com o Southampton e virou as costas para uma carreira de sucesso na Liga Inglês para voltar para casa e assumir o papel de jogador para treinador Shamrock Rovers. Não demorou muito para que a influência de Jimmy para tomar posse e os Hoops ganhou seu quinto título da Liga em sua primeira temporada no comando, um feito que repetiu no ano seguinte. A Copa do FAI foi vencida pela oitava vez em 1940, quando os Hoops Sligo vencer por 3-0 na final disputada no Dalymount Park contou com um público recorde de 38.509.

O título da Liga conseguiu escapar Rovers durante a década de 1940, mas eles continuaram a vencer a Copa do FAI em 1944, 1945 e 1948. Um novo recorde foi estabelecido em 1945, quando Rovers venceu Bohemians na Copa da FAI com um recorde de público 41.238. Foi em 1942 que o interior para a frente com o nome de Paddy Coad foi se juntar ao clube de Waterford. Na época ninguém poderia ter previsto o impacto que Coad iria ter no clube Milltown, ele venceu todas as honras no jogo, incluindo onze torneios internacionais, e ele era o capitão do Hoops para o sucesso sem precedentes na próxima década.

Com a morte prematura de Jimmy Dunne, em novembro de 1949, Coad, relutantemente, aceitou a oferta por parte dos proprietários do clube, a família Cunningham, para assumir o papel de Dunne. Ele trouxe muitos jogadores jovens na equipe e pelo tempo Rovers ganhou o título da Liga em 1953/54 ele tinha reunido o que muitos adeptos velhos acreditam agora para ser a melhor equipe Hoops nunca. Eles passaram a ganhar a Liga em 1956/57 e 1958/59, bem como a Copa do FAI em 1955 e 1956. Muitas outras honras no Escudo e várias taças também foram conquistados. Quase todos os jogadores que vestiu a verde e branco tornou-se jogadores internacionais, incluindo Eamon Darcy, Ronnie Nolan, Shay Keogh, Gerry Mackey, 'Maxie' McCann, Liam Tuohy, Paddy Ambrose, Tommy Hamilton, Noel Peyton e, claro, Coad assim mesmo.

A corajosa decisão foi feito pelo clube em 1957 de inscrever uma equipe na Taça dos Campeões Europeus, a primeira vez que um clube irlandês a fazê-lo.

O teste da equipe quase imbativel na Irlanda foi o jogo contra o poderoso Manchester United (os "Busby Babes") na fase preliminar. A equipe United, ostentando uma academia superior, ganhou do  Rovers com um gol irregular na primeira partida em Dalymount e voltou a vencer fora 6-0 com três dos gols a surgirem nos últimos dez minutos. Paddy Coad Rovers disse depois que tinha aprendido com a experiência e o jogo de volta foi uma história diferente, como United teve que lutar muito para conseguir uma vitória por 3-2.

No final da década, a equipe que tornam-se popularmente conhecido como o "Colts de Coad 'começou a quebrar-se. Paddy Coad voltou para sua terra Waterford, e a tarefa de reconstruir a equipe começou. De acordo com Sean Thomas as Hoops recuperou em 1963-1964 ganharam a Liga e Copa em estilo impressionante. Liam Tuohy havia retornado depois de um período em Newcastle, na Inglaterra e Paddy Ambrose permaneceu. Logo jogadores como Frank O'Neill, John Keogh, Pat Courtney, Johnny Fullam, Bobby Gilbert, Mick Sanguessuga e o goleiro Mick Smyth eram os novos nomes da casa. Eles conseguiram ganhar a Copa 1964-1969, e assim bater o seu próprio recorde de cinco conquistas a partir do início dos anos 1930. Mas enquanto Rovers tinha restaurado o seu manto de chefões da Copa da Liga pertencia a Waterford.

Em1960 a equipe tinha grandes jogos nas noites europeias durante os anos sessenta, em particular quando Rovers disputava as copetições da Europa, incluindo OGC Nice, Valencia, Rapid Vienna, Real Zaragoza, Bayern de Munique, Cardiff City e Schalke 04. O destaque da participação dos Rovers na Europa veio em 1966, quando eles se encontraram os gigantes alemão Bayern de Munique na segunda rodada da Taça das Taças. A cravejado de estrelas, lado alemão assumiu a liderança na primeira partida no Dalymount Park, mas Billy Dixon empatou para os Rovers 1-1. Tendo caído dois gols atrás no Estádio Olímpico de Munique, com gols de Bobby Gilbert e Liam Tuohy Rovers voltou em pé de igualdade e à frente no empate com gols marcados fora. No entanto, o desastre aconteceu a poucos minutos do apito final, quando Gerd Muller marcou o  terceiro para o Bayern e assim que terminou 3-2 na noite para os alemães e 4-3 no agregado.

Já em 1968 a equipe começava a ver os aureos tempos de glória se extinguirem. Embora envolvido em um jogo fora para o título da liga em 1971, que perdeu para o Hibs Cork, o sucesso no principal era fugir do famoso clube Milltown. Os tempos eram difíceis no futebol irlandês como destaques na televisão da Inglaterra começou a ganhar mais telespectadores. Os Cunninghams vendeu sua participação no clube em 1972 e Glenmalure Park, Rovers casa no Milltown havia caído em um estado lastimável.

Então veio a chegada de um novo salvador em 1978, quando o ex-Leeds e West Brom meio-campista John Giles foi apontado como jogador / gerente. Giles trouxe um novo ethos profissional para Milltown e o público respondeu por que vem através das catracas em grande número mais uma vez. No entanto, o sucesso foi de curta duração, como nenhum dos outros clubes juntaram com Giles na tentativa de formar a Liga mais profissional. Além da Copa do FAI (1978), Tyler Cup (1978) e Leinster Senior Cup (1982), os aros não conseguiu entregar. Giles partiu para o Canadá e a experiência chegou ao fim.

Com as pontuações Buckley Milltown, mas não foram terminado ainda e os proprietários, a família Kilcoyne, enfrentou um grande golpe quando atraído o enorme sucesso Dundalk gerente Jim McLaughlin para assumir a Milltown. McLaughlin colocar muito rapidamente reuniu uma equipe que inclui o melhor de jogadores na Liga e, talvez, a sua maior contratação foi a do meio-campista Pat Byrne, que já havia vencido League e a Copa pelo Bohemians e tinha desfrutado de uma carreira no Leicester, na Inglaterra, na Escócia. Juntando Byrne em Milltown também foram Jody Byrne, Mick Neville, Kevin Brady, Liam O'Brien, Neville Steedman e Dermot Keely.
Eles se entrosaram rapidamente e juntos conquistaram o título ,no primeiro ano do McLaughlin no comando. Eles ganharam mais três títulos consecutivos se tornaram conhecido como o "Four in a Row '. Embora UCD negou Rovers a dupla em 1984, eles conseguiram alcançar o feito em 1985, 1986 e 1987.

A tragédia foi a greve em 1987, quando, assim como a temporada foi chegando ao fim, a notícia vazou que os Kilcoynes tinha vendido o terreno Milltown por incorporação de imóveis. A revolta dos torcedores do Hoops que boicotaram o local alternativo de Tolka Park e o clube foi trazido a seus joelhos. Em 1988, os Kilcoynes vendido a um consórcio de fãs interessados ​​
liderados por John McNamara, mas os esforços para comprar de volta Milltown falhou e o terreno estava perdido para sempre.
Em 1990, McNamara deu um golpe de Estado, assegurando a Royal Dublin Showgrounds como um local para Rovers jogar em particular, mas que era chegou ao fim em 1996. Rovers venceu apenas uma honra naquela época, o título da liga, o seu décimo quinto - um recorde - o que foi conquistado em 1993/94. Stephen Geoghegan marcou vinte e três gols naquela temporada e veio dentro de quatro set igualando o recorde de Bob Fullam em 1926/27.

John McNamara deixou de se interessar em 1996 para um novo consórcio, que, dentro de poucos meses, anunciou planos emocionantes para trazer Rovers para um novo estádio em Tallaght em Southside de Dublin. O plano original era ter um estádio totalmente sentado, com uma capacidade de 10.000, mas grandes entraves feitos  por um grupo de moradores  paralisou  o projeto durante anos e, finalmente, quando o trabalho começou em 2000 Rovers ficou sem dinheiro, e não foram capazes de acabar com a Fase Um que teria visto a funcionar lá. Toda a saga estádio logo ficou embrulhado em fita vermelha e quando Sul Conselho Dublin County recusou uma nova prorrogação da permissão de planejamento original, em finais de 2004, o então Conselho de SRFC teve que finalmente admitir a derrota.

A terra já passou à autoridade local, que revelaram um plano para completar o desenvolvimento como um complexo esportivo da comunidade com Shamrock Rovers ofereceu um pacote muito bom de arrendamento no site. Nesse meio tempo, Rovers foram jogar em uma variedade de locais ao redor da cidade, incluindo Richmond Park (casa do Atlético de St. Patrick), Tolka Park (Shelbourne FC), Dalymount Park (Bohemians) eo Athletics Stadium Morton. Apesar da falta de recursos para competir no campo Rovers têm mantido uma exibição decente na Divisão Premier sob gerentes Mick Byrne, Damien Richardson e Liam Buckley. Eles se classificou para a UEFA Inter Toto Cup em 2003 e fez história ao derrotar o lado polaco Odra Vodislaw tanto no lar e fora laços.

Com sessenta e dois jogadores tendo conquistado prêmios internacionais para a República da Irlanda ainda mais a história foi feita em 2002, quando o meia Luke Dimech ganhou três prêmios de nível sênior para Malta, seguido um ano depois por Samir Boughamen que foi premiado por Marrocos contra a Tunísia. Como o clube aguarda a mudança para Tallaght, muito trabalho tem sido feito fora do campo. Após um período de examinership durante os meses de verão de 2005, o grupo de torcedores, o Clube 400, arrematou para a posse do clube e têm incutido uma nova forma de pensar em tomar Shamrock Rovers frente.

Hoje, Shamrock Rovers, não só com uma equipe sênior e um Sub-21 da equipe operacional na Liga eircom, mas também uma equipe intermediária, dezesseis equipes colegiais, uma equipa sénior feminina e três equipes colegial. Apesar de viver uma existência nômade nos últimos 18 anos Shamrock Rovers ainda está muito vivo e aguarda ansiosamente o alvorecer de uma nova era de exploração do novo estádio.

Um breve mandato milltown Roddy Collins como gerente dos Hoops chegou ao fim em novembro passado, quando a equipe terminou em penúltimo na Divisão Premier e teve que enfrentar Primeira Divisão Dublin City, em uma promoção de rebaixamento jogar fora. Infelizmente para Rovers, o clube foi rebaixado à Primeira Divisão para a temporada de 2006, depois de perder por 3-2 no agregado para o 'Vikings'.

Sem se deixar abater por este revés, a diretoria do clube começou a reconstrução do Shamrock Rovers. Um novo orçamento foi introduzido e ex-meia centro Pat Scully foi rapidamente apontado como sucessor de Collins. Scully, operando com um orçamento muito menor do que a de seus antecessores começou uma grande saída clara da equipe jogar. Praticamente todo um novo elenco de jovens jogadores que jogaram na primeira divisão foram assinados incluindo o capitão do clube Aidan Price. Apenas três da equipe a partir de 2005 acabaram retidos - Derek Tracey, Barry Murphy e Cathal O'Connor.

Fora de campo o clube enfrentou um novo revés com o estádio Tallaght. Apesar do aval de fundos para completar a fase 1 que está sendo dado pelo Sr. John O'Donoghue, o ministro do Esporte, um desafio legal foi montado em nome de seis GAA clubes que estão reivindicando o direito de usar as instalações.

Em 2006 revelou-se como um ano de sucesso para o Shamrock Rovers, dentro e fora de campo com a nova diretoria ter colocado corretamente executado estruturas no lugar e ficando o clube de volta para uma quilha financeira, a equipe conquistou o título da Primeira Divisão, apesar de uma batalha perto de Dundalk e Galway United para a honra. Os Hoops defesa estabeleceu um novo recorde de ter concedido o menor número de gols em toda a campanha, apenas 13 em 36 jogos. Shamrock Rovers foram bem sucedidos na primeira tentativa em ser aceitos como membros da nova Divisão Premier FAI.

Com as propostas analisadas pelo Grupo de Avaliação Independente, Rovers foram saudados como sendo um modelo de clube - muito distante das profundezas em que o clube tinha afundado apenas 15 meses antes.

John Toal Justamente quando parecia que não havia mais obstáculos, o projeto do estádio era para ser realizada se, mais uma vez, desta vez devido a um desafio Supremo Tribunal pela Thomas Davis GAA Clube O ministro do Esporte, o Sr. John O'Donoghue, prometeu fundos para completar Primeira Fase, mas apenas no entendimento de que o estádio seria um futebol única instalação. Thomas Davis GAA clube tentou ter isso mudou pelo Ministro e SDCC e quando eles não conseguiram fazê-lo eles levaram o caso para os tribunais. O projeto era para ser realizada para a melhor parte de mais um ano, mas depois, em fevereiro de 2008, o Supremo Tribunal decidiu que Thomas Davis GAA Club teve nenhum caso. A organização GAA foram deixados para pegar o custo total do desafio, cerca de 600.000 euros.

De volta ao campo, os Hoops foram classificados como candidatos ao rebaixamento por alguns jornalistas da imprensa como a temporada de 2007 começou, mas sem pressão externa sobre eles Rovers passou a provar que seu retorno à Primeira Divisão não foi por acaso. Eles mantiveram uma posição elevada na tabela durante toda a temporada e como líderes Drogheda United viu seus adversários vacilar um por um os Hoops agarrado no calcanhar do clube County Louth, mesmo ameaçando alcançá-los no topo. No entanto, Pat Scully teve que trabalhar fora de um pequeno esquadrão devido a restrições financeiras e em que o alternava final da semana das lesões e suspensões campanha teve um pesado tributo. Esperanças de qualificação para a Europa 'Rovers evaporado, mas em desfrutar de uma temporada decente eles forçaram os seus adversários, e os repórteres que tinha começado tão errado, para se sentar e tomar nota A nota triste do ano de 2007 foi o falecimento de Larry Palmer, que havia mantido meta para Shamrock Rovers nas finais da Copa de 1944 e 1945 FAI.

A temporada de 2008 começou com um amistoso fora de County Kildare, um jogo dos Hoops venceu por 3-2 com o recém-contratado Dessie Baker marcando duas vezes para Rovers. Outras novas contratações em show naquela noite no Estação Rodoviária incluídos Darragh Maguire, Pat Flynn, Stephen Rice e Sean O'Connor. A campanha da liga começou brilhantemente com a equipe levando dez de doze pontos disputados  nos jogos de abertura. No entanto, tudo começou a ir muito mal para Pat Scully e muito divulgado briga com o meia Arroz viu os fãs tomar o lado do jogador. Scully saiu em outubro e ex-Bohs, Newcastle e Shels meia Jim Crawford assumiu como técnico interino até o final da temporada. Embora os Hoops venceu apenas um de seus últimos doze jogos do campeonato, 3-0 em casa com o Cork City, em agosto, os pontos que acumularam nas fases anteriores da campanha foram o suficiente para mantê-los a salvo de qualquer ameaça de rebaixamento.

Michael O'Neill renunciou ao cargo de gerente da Liga Escocesa clube Brechin City a aceitar o desafio de gerenciar Shamrock Rovers. Ele trouxe Trevor Croly como seu assistente e ex-Irlanda do Norte 'guardião Tommy Wright como Treinador de Goleiros. Ex-Rovers 'meia Shane Robinson fez um retorno para o clube como O'Neill voou também para Robo de' ex-Drogheda United companheiros Ollie Cahill e Stephen Bradley. O novo gerente também trouxe um número de jogadores da Liga escocesa, incluindo o relativamente desconhecido Gary Twigg. Não era para ser muito embora antes Twigg abriu sua conta em Rovers e tornou-se um sucesso instantâneo com os fãs.

O dia em que Hoops fãs há muito tempo esperavam finalmente aconteceu na sexta-feira 13 de março, quando a equipe levou para o campo no Tallaght Stadium pela primeira vez. A capacidade era restrita a apenas 3.500 no estádio semi-construído e tal foi o interesse na ocasião que o clube poderia facilmente ter vendido quatro vezes esse montante. Sligo Rovers, que ofereceu a oposição no jogo final da liga sempre em Milltown em 1987, estiveram no centro da história Shamrock Rovers 'mais uma vez. O jogo terminou 2-1 a favor dos Hoops após Twigg se tornou o primeiro jogador a marcar em Tallaght; Dessie Baker conseguiu o segundo. Gavin Peers de Sligo fez história também ao se tornar o primeiro jogador a marcar em oposição Tallaght. Com o clube para se estabelecer em sua nova casa, os olhos do mundo do futebol foram mais uma vez olhando para Shamrock Rovers. Incapaz de 22 anos para organizar jogos amistosos de prestígio em seu próprio território, os Hoops beneficiado imensamente através das suas novas circunstâncias, acolhendo Newcastle United, Real Madrid e Hibs durante o mês de julho, em um "Festival de Futebol".

A East Stand em Tallaght Stadium foi inaugurado no sábado, 22 de agosto, quando Dundalk foram os visitantes. Isso trouxe a capacidade de público de menos de 6.000. Com os títulos em disputa pelo título do campeonato até o final da temporada, uma multidão de cerca de 5.000 eram a norma em jogos em casa. Rovers passou uma invencibilidade de vinte e dois jogos do campeonato que só foi trazido ao fim de Cork City em Tallaght no dia 20 de outubro. Essa derrota efetivamente acabou com todas as esperanças que os aros tinham de ganhar seu primeiro título desde 1993/94. Eles fizeram no entanto terminar vice-campeão para Bohs e garantiu-se um lugar na UEFA Europa Cup em 2010. Atacante Gary Twigg, 2009 a partir de uma sessão de autógrafos da Liga Escocesa lado Brechin City, contribuiu generosamente para o esforço e terminou a temporada como artilheiro na Divisão Premier com vinte e quatro gols. Twigg foi recompensado por suas façanhas, quando ele recebeu o PFAI Premier Division Jogador do Ano para a temporada 2009.

A temporada de 2010 provou ser um memorável com o título da Divisão Premier chegando ao Tallaght de forma dramática. A série final de jogos disputados na sexta, 29 de outubro de vi os Hoops conquistar o título depois de um empate 2-2 com Bray Wanderers no Carlisle Grounds. Do outro lado da cidade, Rovers 'arqui rivais Bohs também estavam indo para o título e derrota para Rovers juntamente com uma vitória Bohs contra Dundalk teria garantido um terceiro título consecutivo para o' ciganos '. Bohs venceu seu jogo por 3-1, mas Rovers fez o suficiente nas terras Carlisle, com gols de Gary Twigg e Thomas Stewart para garantir o título no saldo de gols.

Apesar de ter uma boa disputa na Taça da Liga os jogadores não poderia mais uma vez ter em suas mãos o que provou ser um troféu bastante evasivo para eles. Sligo Rovers negou as Hoops um lugar na final, quando venceu a semifinal por 2-1 no Showgrounds no dia 17 de agosto. Os Westeners também forneceu a oposição ao Shamrock Rovers na final da Copa FAI. Os Hoops superou St. Pat nas semifinais depois de um replay. A final, o primeiro a ser encenado no novo Lansdowne Road Aviva Stadium, capturou a imaginação do público e do atendimento de 36.101 foi o terceiro maior da história para uma final da Copa do FAI. O jogo foi muito divertido, mas terminou nulo tudo após o tempo extra com Sligo de ir para levantar a taça depois de um pênalti dramático tiroteio.

Futebol europeu voltou ao Shamrock Rovers em 2010 e tendo eliminado lado israelita Bnei Yehuda da UEFA Europa Cup 2 Pré-Eliminatória os Hoops configurar uma reunião histórica com os gigantes italianos Juventus na próxima rodada. Os italianos venceu a primeira mão em Tallaght por 2-0, mas uma derrota esperada dos Hoops na perna longe não se materializou como o lado do Dublin colocá-lo aos seus adversários mais ilustres perder apenas por 1-0 depois de um desempenho fantástico no pesado chuva. A equipe Sub-20, sob a orientação de "ex-Hoops atacante Andy Myler conquistou o título da liga depois de um pênalti dramático tiroteio na final contra Bohs em Tallaght.

Fora do campo, o Conselho anunciou que tinha chegado a acordo com Tallaght Cidade AFC Ltd para um contrato de longo prazo dos fundamentos Kiltipper onde o Leinster Senior e equipes da estudante foram jogar e treinar por muitos anos. Quando desenvolvido, a unidade vai servir tanto os altos e estudante clubes para jogar e treinar
.

 

Fonte :   http://www.shamrockrovers.ie/

 

Por: Daniel Heringer



Homens de Preto

12:42 AM, 13/6/2013 .. 0 comentários .. Link


 

 

Desde que o futebol foi inventado, sempre este personagem que não tem time, e nem pode ter é o responsável pelo rumo de alegria ou desespero de uma torcida.

 

Seja ele, de qualquer nacionalidade, religião ou cor suas decisões, em fração de segundos, uma falta, um penalty, um gol anulado, todos esses segundos passam na cabeça dele o homem do apito que na visão dos torcedores não pode errar, claro contra seu time..

 

 

Pensando nisso, é fazendo com que caia menos nas suas responsabilidades que a FIFA, vem desenvolvendo maiores tecnologias, e cursos para que eles façam seu trabalho com maior foco.

 

Porém um problema que assola a maioria deles é como ganhar dinheiro apenas apitando? A profissionalização deste profissional seria a melhor solução, pois uma vez apenas vivendo do futebol, ele conseguiria se especializar com cursos, palestras, congressos, e com todas essas condições, os erros que as vezes, são cometidos por uma falta de maior preparação e uma carga emocional seriam dirimidos.

 

Outra vantagem da profissionalização do arbitro de futebol, seria que através dela, seria possível evitar com que alguns árbitros, às vezes sem condições de apitar uma importante partida fossem revista, uma vez que seria feita lista de aproveitamento, dos árbitros profissionais, inibiria a entrada de um juiz por indicação, afinal seria feito rankings onde iriam ser contados os acertos e erros, e evitaria a manipulação de resultados, uma das práticas mais condenáveis onde esse profissional é utilizado para fazer o benefício em troca de uma quantia..

 

Enfim, a profissionalização é algo que está em todo setor, e para os árbitros seria como uma carta de alforria, e teríamos um melhor espetáculo com o juiz focando apenas no seu serviço que é apitar e que vença o melhor..

 

Por Daniel Heringer



Alexis Lalas

02:16 AM, 12/6/2013 .. 0 comentários .. Link

 

 

 
Ele chega de boné na cabeça, tranquilo e sorridente. A praia de Manhattan Beach, na zona sul de Los Angeles, encontra-se a 50 metros. "É o lugar ideal para a minha família", explica Alexi Lalas em entrevista ao FIFA.com. Pai de família e comentarista de muito sucesso nos canais ESPN, o emblemático ex-zagueiro da seleção americana está curtindo uma nova experiência no mundo do futebol desde 2008.
 
Roqueiro neo-hippie que se celebrizou durante a Copa do Mundo da FIFA Estados Unidos 1994 — "mudou a minha vida", admite — e primeiro jogador americano a disputar o Campeonato Italiano, o ex-presidente do Los Angeles Galaxy é um dos maiores embaixadores da Major League Soccer (MLS). Dentro de campo, nos bastidores ou na televisão, Lalas acompanha o desenvolvimento da liga norte-americana com paixão e carisma desde 1996. "Mas sem jamais me levar a sério", pondera ele, que se autodefine como um "homem do espetáculo".
 
Momentos inesquecíveis
"Sou o exemplo vivo do poder de uma Copa do Mundo sobre um indivíduo", observa o ex-zagueiro. Num país que não possuía campeonato profissional quando sediou a festa máxima do futebol, em 1994, o guitarrista barbudo de longos cabelos ruivos encarnava o espírito descontraído da seleção formada por um grupo de amigos. "Sem aquele verão, eu jamais estaria aqui conversando com você. Muitas possibilidades se abriram para mim. É uma prova de que, às vezes, sem ser o melhor jogador, você pode alcançar grandes feitos com timing e oportunismo." Ele foi titular nos quatro jogos dos EUA naquele Mundial e recebeu o prêmio de melhor futebolista do país no ano de 1995, antes de integrar o plantel americano na França 1998. Desta vez, porém, ficou no banco.
 
Entre as duas participações na Copa do Mundo da FIFA, Lalas viveu uma bela aventura na Itália. Na temporada 1994/95, disputou 33 partidas com a camisa do Padova e marcou três gols, inclusive contra a poderosa Inter de Milão. "A minha melhor lembrança como jogador vem da Copa", conta o pioneiro da Velha Bota. "Tenho orgulho de ter sido o primeiro. Abri o caminho e hoje, quando vejo o Michael Bradley no Chievo, quase 20 anos depois, digo a mim mesmo que realizei algo extraordinário. Lá me tornei uma pessoa melhor, o que é ainda mais importante para mim", completa.
 
Contratado pelo New England Revolution após a ótima temporada na Série A, o americano acabou ficando no Padova por mais nove meses, já que o lançamento da MLS havia sido adiado até 1996. Quinze anos mais tarde, o ex-vocalista e guitarrista da banda de rock Gypsies se sente feliz por ter participado daquele momento histórico. "Havia muitos riscos a encarar no começo da nova liga, mas me orgulho de ter voltado em 1996."
 
Depois de rodar por alguns clubes da MLS, Lalas pendurou as chuteiras no final de 1999, mas voltou aos gramados no começo de 2001 para vestir a camisa do Los Angeles Galaxy por mais três temporadas. Também foi na equipe californiana que, em 2008, ele se despediu das funções de dirigente. "Sinto-me orgulhoso do que realizei quando fui presidente. Era preciso mudar o DNA do time e reconstruir a sua identidade após a chegada do (David) Beckham, pela qual trabalhei. O Galaxy precisava conseguir mudar a maneira como era visto pelo público americano e no cenário internacional."
 
Na atualidade
 
 
"Não me arrependo de nada", continua o ídolo. "Vivi experiências fantásticas. Isso me ajudou a ter outra perspectiva e possibilita que hoje, como comentarista, eu compreenda decisões que o público não entende." Em quatro anos à frente de clubes em San Jose, Nova York e Los Angeles, ele viveu uma carreira agitada como diretor esportivo. Entre a mudança que o levou de uma costa a outra do país, a venda da franquia nova-iorquina e o "furacão Beckham", Lalas admite que cometeu "erros", mas aprendeu "bastante", também.
 
Em 2008, o campeão da temporada 2002 da MLS passou a trabalhar como comentarista da ESPN, que transmite os jogos da liga norte-americana e campeonatos de outros países. "Gosto muito da possibilidade de divertir e de ser uma voz", explica Lalas. "Levo muito a sério, mas fazendo rir, porque é o meu trabalho e o adoro."
 
Embora passe três dias da semana na costa leste dos EUA, nos estúdios do canal esportivo em Connecticut, o americano está satisfeito com a mudança profissional. "A nova profissão significa menos estresse e mais tempo para a família", analisa. E também mais tempo para a música, a outra grande paixão de Lalas. "Fiz turnês e gravei discos", conta. "Foram grandes oportunidades, mas mesmo hoje, sem tudo isso, continuo tocando em casa. Gravo em casa. A música está em mim. Nasci com ela." E, com ele, o futebol renasceu na Terra do Tio Sam.
 
Alexi Lalas
Posição: Zagueiro
Clubes: Calcio Padova (1994-1996), New England Revolution (1996-1997), CS Emelec (1997), New-York Metro Stars (1998-1999), Kansas City Wizards (1999), Los Angeles Galaxy (2001-2004)
Seleção: 96 jogos (9 gols)
Principais títulos: Jogador do ano nos EUA (1995), campeão da Major League Soccer (2002), Lamar Hunt US Open Cup (2001), Supporter's Shield da MLS (2002)
 
Fonte http://pt.fifa.com/classicfootball/players/do-you-remember/newsid=1585565/index.html
Fonte de Imagem:  harenzo.centerblog.net
 
Por Daniel Heringer


Salve o Futebol

02:03 AM, 12/6/2013 .. 0 comentários .. Link

 

 
 
Está cada vez mais complicada, a vida dos clubes que não possuem estrutura e elenco, afinal são obrigados a jogar torneios que geralmente inchados, e com limitações técnicas são presas fácil para outros, que tem grandes patrocínios e com jogadores que recebem salários, às vezes que "bancam" o salário do time menor.
 
Há uma urgência, em recuperar de forma inteligente, clubes com tradição ex: Juventus SP, Santa Cruz PB, Nacional SP, Remo PA e demais ciubes de todo Brasil, pois a nova realidade da gerência de futebol, que antes da lei pelé visava o passa do jogador, que na sua maioria era a fonte para que eles conseguissem sobreviver perante aos grandes, porém com a lei pelé e a extenção do passe, os jogadores não são obrigados a cumprir todas as regras, como no passado, sendo assim a luta DAVI X GOLIAS, foi travada, e com essa estrutura que é apresentada nos dias de hoje, clubes com investimentos não garantidos para temporada toda não sobrevivem, pois é preciso em todos clubes a figura do homem de negócios do clube, a pessoa que vai atrás dos patrocínios, e que garanta ao clube um futuro promissor, porém o grande vilão ainda continua sendo a cabeça do próprio presidente de clube, com a cultura do resultado, e quando ele não vem, e comum sair demitindo todos, sem dar a chançe para que o tempo arrume o rumo do time em uma competição.
 
Dos clubes citados os dois paulistas Juventus (Jogará apenas a Copa Paulista) e Nacional (Jogará apenas a Copa Paulista) vivem dias de grande tristeza, pois além de não terem jogadores que honre a camisa que já foi utilizada no caso do Juventus por Julinho Botelho, Brida, Brecha, Buzzone.
 
O moleque travesso já não faz mais a mesma pressão, prova disso é a fatídica queda para A3. Neste caso, um fato chama a atenção só representada igualmente nos times Remo PA (ainda tentando vaga na série D) e Santa Cruz PB ( Disputando a Série C e, 2013), a torcida, que sempre está presente, mesmo com todos fatores contras, ela está lá enchendo o estádio que geralmente não demonstra o conforto que o torcedor espera, uma vez que filas em bilheterias, estádios com sanitários imundos, sem nenhuma estrutura para receber o mais ilustre de todos o torcedor, ou o décimo 12 jogador que não se importa com adversário, e quer que seu time demonstre o futebol  como se todo jogo fosse uma final de copa do mundo.
 
Que os novos gestores de futebol valorizem cada item de um clube e da estrutura dos estádios, pensando sempre no torcedor, e nos jogadores, e  quando for colocar um patrocínio ou projeto em execução, a tradição de uma camisa, jamais pode sucumbir a interesses de um ou outro diretor, afinal o futebol por mais que seja encarado como um balcão de negócios, ainda tem o tradicional torcedor, que vai ao estádio para ver seu time seja qual for o jogo, ele vai por ser sua paixão. Para ele não importa um forte sol ou uma tempestade amor de torcedor salva o famigerado futebol....
 
Por Daniel Heringer


Piracaia, um finlandês do interior de São Paulo

01:54 AM, 12/6/2013 .. 0 comentários .. Link

 

 
Há muito tempo, já na época que jogava fifa 1999, tinha um clube finlandês que tinha um jogador chamado Piracaia, se fosse algo normal por se tratar de um nome de cidade, porém esse jogador é Marcelo Gonçaves Oliveira, nascido em 17 de abril de 1971. Começou sua carreira no Bragantino, único clube brasilieiro que defendeu, depois rodou o mundo atrás de reconhecimento.
 
Atuou nos seguintes clubes: Bragantino, Usm Blida (Argélia), Monastir (Tunísia) e AIK (Suécia). Forma clubes não finlandeses que Pira como é conhecido atuou. Já na Finlândia, ele jogou no Jazz,HJK Helsinki, KTP Kotka,Atlantis, Hämeenlinna, Jaro, FC PoPa) e atualmente está no Musan Salama.
 
Marcelo já joga no pais desde de 1992 e por este tempo conseguiu a cidadania finlandesa o que lhe da direito a passaporte europeu, ou seja não ocupa vaga como estrangeiro no clube.
 
 
Por Daniel Heringer


Conexão: Maranhão para a Tunísia

01:50 AM, 12/6/2013 .. 0 comentários .. Link

 

 
Nascido no município de Zé da Doca, no dia 20 de março de 1979, Franscileudo Silva dos Santos,ou mais conhecido como Francileudo Santos, começou sua carreira de jogador no clube maranhense do Sampaio Correia em 1996, e no mesmo ano se transferiu para o futebol belga para jogar no Standard Lierge, por onde atuou de (1996- 1998), depois foi atuar no Étoile du Sahel da Tunísia (1998- 2000), lá Francileudo jogou em 50 partidas, e anotou 32 gols.
 
Porém seu futebol começou a ser visto quando foi jogar no futebol Francês, onde atuou pelo Sochaux, onde vestiu a camisa do clube em 144 vezes marcando 53 gols, ainda teve passagem pelo Toulouse (França) FC Zurich (Suíça), Toulouse pela segunda vez, e retornando ao Sochaux pela segunda vez. Depois foi atuar novamente no clube que o projetou no futebol tunisiano o Étoile du Sahel.
 
 
Esperando ser convocado pelo então técnico da Seleção Brasileira, Carlos Alberto Parreira, em primeiro momento recusou se naturalizar tunisiano, porém ao não ser chamado até 2003, Francileudo se naturalizou, e estreou já em 2004 pela Tunísia na Copa Africana de Nações, e conseguiu o título na primeira disputa pela Seleção Africana, e sendo artilheiro do torneio com 4 gols.
 
Pela Seleção da Tunísia, ainda disputou a Copa das Confederações de 2005,e realizou seu sonho que era disputar a Copa do Mundo, pela Tunísia em 2006, na Alemanha.
  
Francileudo disputou três Copas Africanas de Nações 2004, 2006 e 2008.
 
Fonte de imagem
http://esportes.br.msn.com/fotos/naturaliza%C3%A7%C3%A3o-de-brasileiros-segue-em-alta?page=18
 
Por Daniel Heringer


Do Afeganistão para as Laranjeiras

01:40 AM, 12/6/2013 .. 0 comentários .. Link

 

 
 
Adolpho Milman, mais conhecido como Russo, nasceu no Afeganistão, 26 de Julho de 1915 e faleceu no Rio de Janeiro, no dia 11 de Agosto de 1980), foi o primeiro jogador do afegão a se naturalizar brasileiro.
Ainda quando criança, sua família veio do Afeganistão para o Brasil, no começo seus pais optaram por residirem no região Sul do país, e foi lá na cidade de Pelotas, que Milman começou sua carreira no Esporte Clube Pelotas.
Russo, se tornou  um dos grandes artilheiros da história do Fluminense Football Club, tendo feito 154 gols em 249 jogos, entre 1933 e 1944, sendo um dos destaques do famoso "Fla-Flu da Lagoa", na final do Campeonato Carioca de 1941, e tendo conquistado cinco campeonatos cariocas pelo tricolor.ele era tido como jogador de rara inteligência, tendo, entre seus fãs, ninguém menos do que seu companheiro de clube, Tim, que quando se tornou treinador, foi um dos maiores estrategistas da história do futebol brasileiro, mestre de toda uma geração de técnicos de futebol.
 
 
Até 2006, Milnan era o segundo artilheiro dos clássicos Fla – Flu com 13 gols, só sendo superado  neste quesito apenas por Hércules, autor de 15 gols nas décadas de 30 e 40 do Século XX.
 
Sofreu uma grave contusão em 1938, tendo ido para Paris, a fim de se recuperar e aonde chegou a jogar por um pequeno clube, o Cerele, retornando para o Fluminense em 1940, a tempo de se sagrar campeão carioca, e conseguindo recuperar a antiga forma.
 
No Campeonato Carioca de 1941, fez parte do ataque que fez 106 gols, um feito jamais igualado neste torneio, tendo como compaheiros o argentino Rongo, Romeu Pellicciari, Tim e Hércules.
 
Contava Tim que, no dia do Clássico Vovô de 4 de Setembro de 1943, no Estádio das Laranjeiras, o então técnico do Fluminense, o uruguaio Ondino Viera, no momento da distribuição de camisas e tarefas aos jogadores, pediu a Russo que marcasse o jogador Santamaría, um argentino que jogava no Botafogo, o que Russo recusou, devolvendo a camisa ao técnico. Interpelado por Ondino Viera, Russo explicou que sua posição em campo e suas características não lhe permitiriam executar bem a função, recomendando que o treinador escalasse Carlos Brant, que era volante e ainda sabia atacar. Vencido pelo argumento de Russo, Ondino preferiu deixá-lo entrar em campo e jogar como acreditava que seria o melhor para ele e para o tricolor. Resultado: o Fluminense ganhou do Botafogo por 5 a 3 e Russo marcou três gols.
 
Russo jogou ainda na Seleção Brasileira e na Seleção Carioca.
Ao terminar sua brilhante carreira, manteve-se vinculado ao Fluminense, tendo prestado vários serviços relevantes ao clube.
 
 
Fonte http://pt.wikipedia.org/wiki/Adolpho_Milman
Fonte de imagem http://www.google.com.br/imgres?imgurl=http://www.memoriafutebol.com.br/uploads/imagem/adolpho-milman-fluminense-01.jpg&imgrefurl=http://www.memoriafutebol.com.br/imagem/efemerides-de-22-a-28-de-julho&h=528&w=485&sz=150&tbnid=D-wqYYXUUMnxkM:&tbnh=90&tbnw=83&prev=/search%3Fq%3Dadolpho%2Bmilman%26tbm%3Disch%26tbo%3Du&zoom=1&q=adolpho+milman&usg=__VVso_ek_thgMtbz-zz8qiSHh9bw=&docid=MnpcRf67N1im3M&sa=X&ei=dTeLUZK2DYjb0QHK6YHQDw&ved=0CDUQ9QEwAQ&dur=1335
 
Por Daniel Heringer


Taça de prata 1983

01:31 AM, 12/6/2013 .. 0 comentários .. Link

 

 
 
Há trinta anos atrás, no dia 3 de maio de 1983, no estádio Alfredo Shüring, depois, de perder o primeiro jogo, em Maceió por 3 x 1, o moleque travesso começava a desenhar um título que seria inédito, e único se tratando de conquista nacional. .
 
Como foi a disputa do Campeonato Brasileiro de 1983
 
O regulamento criado pela CBF dividia os clubes em duas divisões: a Taça de Ouro, com os melhores classificados nos campeonatos estaduais, mais os convidados pela CBF, e a Taça de Prata, com os times que não conseguiram vaga para a Taça de Ouro.
 
Sendo assim, os  piores classificados na Taça de Ouro na primeira fase, disputavam a segunda fase na Taça de Prata, e os melhores da Taça de Prata subiam para a Taça de Ouro. Ou seja, o rebaixamento acontecia durante o campeonato, permitindo a um time da segunda divisão subir e conquistar o título da primeira no mesmo ano, bem como a um time da primeira divisão ser rebaixado, mas conquistar o título e voltar à elite no ano seguinte.
 
Foi o que aconteceu com o Juventus. Ele começou a disputa entre os times paulistas da Taça de Ouro. 
 
Na Taça de Ouro, o Juventus foi eliminado precocemente, finalizando a participação em 35º lugar. Desembarcando na Taça de Prata, consagrou-se como campeão, num dos títulos mais enaltecidos pela torcida grená da Mooca.
 
Campanha:
 
1ª Fase Taça de Ouro - Grupo F
Juventus 0-0 Vila Nova 
Juventus 0-0 Atlético-MG
Rio Branco 1-1 Juventus
América-RJ 2-0 Juventus
Juventus 3-2 Rio Branco
Juventus 1-3 América-RJ
Vila Nova 1-0 Juventus
Atlético-MG 1-0 Juventus
 
Repescagem
Goiás 2-2 Juventus (1-0 na prorrogação)
 
2ª Fase Taça de Prata
Juventus 3-1 Itumbiara
Itumbiara 1-1 Juventus
Juventus 3-2 Galícia
Galícia 1-2 Juventus
Joinville 0-0 Juventus
Juventus 2-1 Joinville
 
Depois de todos esses jogos Juventus x CSA chegaram a decisão com todos ingredientes possíveis, uma curiosidade o presidente do time alagoano na época era Fernando Collor de Mello, que seria presidente de republica anos depois.
 
Final
CSA 3-1 Juventus
Juventus 3-0 CSA
Juventus 1-0 CSA
 
 
 
Os dois últimos jogos realizados no Alfredo Shüring, o Juventus mostrou sua superioridade e força de conjunto para vencer o CSA de alagoas e se tornar campeão da Taça de Prata, ou que equivalente a Série B na época, feito que transformou o clube, de conquistas pontuais, em um clube capaz de revelar não só jogadores, mas ganhar títulos.
 
 
 
O Juventus jogou o último jogo da melhor de três com Carlos Pracidelli; Nélson, Deodoro, Nelsinho Batista, Bisi; César, Paulo Martin, Gatãozinho; Sídnei, Ilo (Bira), Cândido. O técnico era Candinho. O gol foi marcado por Paulo Martins de pênalti. O jogo foi realizado no Parque São Jorge, em São Paulo.
 
 
 
Fonte : http://bolapromatoblog.blogspot.com.br/
             http://mantojuventino.blogspot.com.br/2010/02/1983-taca-de-prata.html


Estrangeiros no futebol brasileiro

01:29 AM, 12/6/2013 .. 0 comentários .. Link

 

 
Há tempos que os campeonato brasileiro ou estaduais é possível encontrar jogadores vindos de várias partes do mundo, seja eles de países vizinhos, como peruanos, bolivianos, argentinos e uruguaios, porém já foi à época que só os sul- americanos, hoje em dia é possível encontrar no Brasil.
 
Sem explicação, jogadores de diversas nacionalidades, vem descobrindo o Brasil, e está sendo cada vez mais comum encontrar jogadores de varias nacionalidades nos clubes e não apenas em clubes grandes, clubes de médio e pequeno porte, isso também atrelado aos grandes problemas financeiros de muitos dos centro do futebol. Destaque para o jogador Henry Welfare, inglês, que atuou no Fluminense de 1913- 1924
 
É comum hoje encontrar atletas oriundos de países como Holanda, Espanha,e jogando em clubes que antes não seriam nem vistos, exemplo é o jogador Fran Mérida que deixou a Espanha, para atuar no Atlético Paranense, outro que deixou o Milan para atuar no Botafogo, Clarence Seedorf, e seu primo que veio jogar no time do Alecrin (RN), ainda no Botafogo temos Lodeiro, uruguaio que deixou o Ajax para jogar no Rio de Janeiro. Isso sem contar com outros jogadores como Paolo Guerreiro, que deixou a Alemanha para se tornar ídolo no Corinthians.
 
Em resumo hoje no futebol brasileiro é mais do que comum termos jogadores estrangeiros em clubes, antes nem citados eram e fazendo um link com o passado onde jogadores estrangeiros eram considerados comuns, alguns deles jogaram no Brasil porém foram tratados como cidadãos brasileiros, no caso Figueroa no Inter de Porto Alegre, de Leon no Grêmio, Pablo Furlan no São Paulo, Calvet no Santos e Dario Pereyra, que marcou época no São Paulo como Pedro Rocha. Já nos anos de 1997, desembarcou em terras brasileiras um dos melhores jogadores, oriundo da Sérvia Dejan Petkovic que fez história no Flamengo, Vitória BA,Vasco, Atlético Mineiro e Fluminense.
 
Ainda assim, o Brasil conseguiu atrair jogadores de países como Japão como Kazu ídolo no Santos e no XV de Jaú, o goleiro camaronês Willian Andem que atuou pelo Cruzeiro (MG), sendo assim diversos jogadores trocaram seus países de origem para jogar no Brasil, alguns ganharam notoriedade outros experiência, porém sejam de onde eles vieram, sempre foram bem recebidos e viraram ídolos ou apenas mais um no grupo.
 
Por Daniel Heringer


Sucesso e Queda

01:24 AM, 12/6/2013 .. 0 comentários .. Link

 

 
 
Um clube que foi do futebol operário e chegou a disputar os maiores torneios nacionais e internacionais, assim foi a história do Glasgow Rangers clube escocês, que foi fundado em 1872, e teve como grandes conquistas 54 títulos nacionais, 33 Copas da Escócia ,e 27 Copas da Liga Escocesa.
 
 
Porém nem todos esses títulos, e nem um estádio conseguiram segurar o Glasgow Rangers na SPL primeira divisão, sendo assim, o clube em 2012, optou por trocar de nome  para ter sua dívida quitada de 26 milhões de euros, e passa a se chamar The Rangers Football Club, mas as cores do clube, e logotipo além de o local de jogo ainda foram mantidas, agora para que o novo clube consiga as glorias do antigo será necessária uma série de acessos desde a quarta divisão até chegar a primeira.
Para manter, os fãs e renovar sua torcida, Rangers irá se inspirar nas conquistas do Glasgow, que foram muitas, e sempre com doses de sufoco, e apreensão, sem deixar de lado a tradição do time, em revelar jogadores, e técnicos. Um dos que marcaram época no antigo Glasgow foi Dick Advocaat,holandês nascido em Haia, em 27 de setembro de 1947, treinou o clube escocês de 1998 – 2002.
 
 
 
 
 
Fonte da Imagem: http://www.rangers.co.uk/club/history/club-history/item/503-oranjeboom
 
Fonte de Imagem: http://www.rangers.co.uk/club/history/club-history/item/328-a-classic-team
 
 
Por Daniel Heringer


HONVÉD

01:20 AM, 12/6/2013 .. 0 comentários .. Link

 

 
 
Budapest Honvéd FC é um húngaro clube desportivo de Budapeste mais conhecido por seu futebol .. equipe "Honved" significa a Defesa da Pátria Originalmente formado como Kispest AC , eles se tornaram Kispest FC em 1926 antes de voltar a seu nome original em 1944. a equipa teve uma época de ouro na década de 1950, quando foi rebatizada Budapest Honvéd SE e se tornou o exército húngaro equipe. melhores jogadores do clube a partir desta época, Ferenc Puskás , Sándor Kocsis , József Bozsik e Zoltán Czibor,formado o núcleo do lendário húngaro time conhecido como o Poderoso magiares e ajudou o clube a ganhar o campeonato húngaro quatro vezes durante a década de 1950. Durante a década de 1980 e início de 1990 o clube conseguiu  um outro período de sucesso, ganhando mais oito Liga húngaros títulos. Eles também ganharam League e da Taça dobra em 1985 e 1989. Em 1991,o clube foi renomeado Kispest Honvéd FC e adotou seu nome atual em 2003.
Quando o clube foi originalmente formado em 1909, também organizaram equipes que competiram na esgrima , ciclismo ,ginástica , luta livre , atletismo , boxe e tênis. Mais tarde, a família Honvéd foi estendido para incluir um pólo aquático equipe, agora conhecido como Groupama Honvéd, de 33 vezes de basquete campeão equipe e um handebol equipe que foram campeões europeus em 1982.
 
História
Budapesti Honvéd SE
 
Em 1943, tanto Ferenc Puskas e József Bozsik fez sua estréia para Kispest FC e entre 1947 e 1948, o clube foi treinado pelo lendário técnico húngaro Béla Guttman . Porém, a idade de ouro do clube começou realmente em 1949, quando foi assumido pelo Ministério da Defesa da Hungria e se tornou o exército húngaro equipe.
Sebes foi inspirado pelo austríaco Wunderteam e a Itália equipe que ganhou duas Copas do Mundo em 1930. Ambas as equipes foram predominantemente retirada de um ou no máximo dois clubes e Sebes queria um sistema similar na Hungria.
Em janeiro de 1949, quando a Hungria tornou-se um estado comunista, a nacionalização resultante de clubes de futebol deu Sebes a oportunidade. Os dois maiores clubes húngaros na época eram Ferencvárosi TC e MTK Hungária FC. No entanto, enquanto a polícia secreta, a ÁVH assumiu MTK, Ferencváros foi considerada inadequada por causa de suas direita tradições e nacionalista. Sebes voltou-se para Kispesti AC . 
 
O Kispest nome foi descartado como a vila foi absorvido Distrito XIX de Budapeste e o clube foi rebatizado Budapesti Honvéd SE . O nome deriva do Honvédség , o nome do Exército húngaro, e a palavra Honvéd,que literalmente significa defensor da pátria também é usado para se referir a um exército privado .
 
Fonte http://www.honvedfc.hu/
Fonte http://en.wikipedia.org/wiki/Budapest_Honv%C3%A9d_FC
Fonte de escudo: http://www.futeboldebotao.com/clubes-europa-outros.php
 
Por: Daniel Heringer


Arthur Friedenreich

01:16 AM, 12/6/2013 .. 0 comentários .. Link

 

Filho de um comerciante alemão e de uma lavadeira negra brasileira, Arthur Friedenreich nasceu no bairro da Luz no dia  18 de julho de 1892 e faleceu  São Paulo, 6 de setembro de 1969, em São Paulo, e aprendeu a jogar bola com bexiga de boi. Poucos anos depois de Charles Miller chegar ao país, em 1894, trazendo o futebol como novidade, o Brasil revelou seu primeiro ídolo. Hoje em dia, são poucos aqueles que viram Friedenreich brilhar nas décadas de 1910, 1920 e 1930.
Apelidado "El Tigre" ou "Fried", foi a primeira grande estrela do futebol brasileiro na época amadora, que durou até 1933. A sua cor mulata e seu porte físico diferenciado para aquele começo de Campeonato Paulista fizeram com que ele ficasse sempre em destaque, pois seu faro de gols éra nato. Conta –se que El Tigre como era apelidado teria feito mais de mil gols, porém como não há dados comprovatorios essa marca não pode ser registrada. Mas a marca registrada como gols oficiais é de 554 gols na carreira
 
 
 
 
Friedenreich participou da excursão do Paulistano pela Europa em 1925 onde disputou dez jogos e voltou invicto. Teve importante participação no campeonato sul-americano de seleções (atual Copa América) de 1919. Ele marcou o gol da vitória contra os uruguaios na decisão e, ao lado de Neco, foi o artilheiro da competição. Após o feito, suas chuteiras ficaram em exposição na vitrine de um loja de jóias raras no Rio de Janeiro
Começo da carreira
Jogador de futebol paulista, "Fried" começa a jogar futebol ainda adolescente na cidade de São Paulo, nos clubes Germânia (atual Pinheiros), Mackenzie, Ypiranga e o Paulistano, que hoje são apenas clubes sociais e já não atuam no futebol profissional. Começa a se destacar pela imaginação, técnica, estilo e pela capacidade de improvisar. O apelido de "El Tigre" foi dado pelos uruguaios após a conquista do Campeonato Sul-Americano de 1919, atual Copa América.
 
 
 
 
Estrelato
A sua posição de origem foi a de centroavante. "El Tigre" acabou introduzindo novas jogadas no ainda menino futebol brasileiro, na época ainda amador, como o drible curto, o chute de efeito e a finta de corpo. Foi campeão paulista em diversas oportunidades pelo clube Paulistano. Também atuou pelo São Paulo Futebol Clube, conquistando mais um campeonato paulista em 1931. O time do São Paulo campeão naquele ano ficou conhecido por "Esquadrão de Aço", e era formado por Nestor; Clodô e Bartô; Mílton, Bino e Fabio; Luizinho, Siriri, Araken e Junqueirinha.
 
 
 
Depois de ter jogado em 1917 no Flamengo Friedenreich volta ao Rio na década de 30 para de novo jogar pelo clube.
 
Era considerado pelos cronistas da época um jogador inteligente dentro de campo. Friedenreich talvez tenha sido o jogador mais objetivo e um dos mais corajosos de sua época. Parecia conhecer todos os segredos do futebol e sabia quando e como ia marcar um gol.
 
Nos dias atuais, ainda é considerado um dos maiores centroavantes que o Brasil já teve. No ano de 1925, voltou da Europa como um dos "melhores do mundo", depois de vencer, pelo Paulistano, nove dos dez jogos disputados. Um de seus mais incríveis feitos, ocorrido em 1928, foi a marca de sete gols numa única partida contra o União da Lapa, batendo o recorde da época.
 Ele jogava pelo Paulistano e o resultado final foi de 9 a 0, no dia 16 de setembro; a curiosidade fica por conta do pênalti perdido por Fried. Encerrou a carreira no Flamengo, em julho de 1935, aos 43 anos de idade. Depois de abandonar os gramados, viveu na pobreza um bom tempo até morrer em 6 de setembro de 1969, em uma casa cedida pelo São Paulo.
 
Seleção Brasileira
Sua estréia na seleção se deu no ano de 1912 em um amistoso contra a seleção paulista, quando o escrete brasileiro venceu por 7 a 0 com dois gols de "Fried". Sua despedida aconteceu em 1935, em um jogo contra o River Plate no dia 23 de fevereiro, no qual o Brasil ganhou por 2 a 1. Friendenreich fez pela seleção principal 23 jogos e marcou 10 gols. Já na seleção de veteranos, em 1935, disputou 2 jogos e marcou 2 gols. No ano de 1914 ganhou o primeiro título do Brasil na história: a Copa Roca, taça amistosa realizada para melhorar as relações diplomáticas entre Brasil e Argentina. Outras conquistas importantes que conseguiu foram os sul-americanos de 1919, marcando o gol do título na prorrogação contra os uruguaios, e 1922, primeiras conquistas relevantes da Seleção Brasileira.
 
 
Friendenreich era contra a profissionalização do futebol, sendo assim diversos convites para ter o jogador foram recusados por ele, pois acreditava que naquela época o país não estava preparado para profissionalizar seus jogadores. Contra essa ideia ele desistiu de jogar futebol, sendo assim, O Brasil perdeu seu primeiro rei do futebol, apelido dado a ele em uma partida do seu time Paulistano contra a Seleção Francesa, que terminou 7 x 2 para os paulistas.
El Tigre como era chamado teve uma das suas maiores tristezas quando não foi chamado para Copa do Mundo de 1930, onde certamente iria dar maior vigor a seleção que na época jogava de branco. El Tigre ficou famoso por ser artilheiro do Campeonato Paulista 1912 (Mackenzie),1914(Paulistano),1917(Ypiranga),1918(Paulistano) 1919 (Paulistano),1921(Paulistano)1927(Paulistano),1928 (Paulistano)e 1929 (Paulistano).
 
 
 
 
 
Fonte http://pt.wikipedia.org/wiki/Friedenreich
Fonte http://almanaquedabola.com.br/futebol-brasileiro/2013/03/06/el-tigre-o-primeiro-idolo-do-futebol-brasileiro-por-guto-monte-ablas/
 
Por: Daniel Heringer
 


Você conhece o Robinhood?

01:08 AM, 12/6/2013 .. 0 comentários .. Link

 

 
 
 
 
Para que não conhece, aliás quem já ouviu falar do futebol de Suriname, um país a situado acima do Brasil, é de lá e com técnico tupiniquim que joga o glorioso Sport Vereniging Robinhood é um clube de futebol do Suriname, que joga atualmente na primeira divisão do Suriname.
 
Eles jogam os seus jogos em casa Andre Kamperveen Stadium, em Paramaribo.Robin Hood é um dos mais populares no Suriname.
 
Nos seus 57 anos de história do clube foi campeão 23 vezes. Durante sua existência, o Robin Hood tornou-se conhecido internacionalmente, principalmente no Caribe,(Concacaf). Eles também são conhecidos na América Latina e nos Países Baixos
 
FONTE: http://pt.wikipedia.org/wiki/Sport_Vereniging_Robinhood
 
 
Por Daniel Heringer

 



{ Última Página } { Página 1 de 2 } { Próxima Página }

Sobre Mim

Home
Perfil
Arquivos
Amigos
Álbum de Fotos

Links


Categorias

grandes nomes do futebol

Últimos Posts

Copa de 1938
Copa de 1934
Copa de 1930
Canon de Yaoundé - Camarões
Deportivo FAS EL Salvador

Amigos