Livraria Porto das Letras

Perfil

Livraria especializada no Publico Infantil e Infanto Juvenil.


«  November 2017  »
MonTueWedThuFriSatSun
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930 

Meus Links

* Home
* Perfil
* Arquivos
* Amigos
* Livraria Porto das Letras
* Clubinho da Casa da Árvore
* Twitter Porto das Letras
* Site do Beto dos Fantoches
* Site da Psicopedagoga Valnete
* Facebook da Livraria Porto das Letras

Novidade!!!

 Venham conhecer nosso espaço esoterico "Coisas de Fadas"

 

 

Inaugurado no dia 02 de setembro de 2011

 

 

Lembrando que abriremos nos dias 7 e 8 de setembro no horarios normais de funcionamento (todos os dias das 9h30 às 21h30)


Postado em: 05:47 PM, 6/9/2011
Comentários (0) | Adicionar Comentário | Link

28 de Abril Dia da Sogra - http://bit.ly/izzDKF

 

Carta de uma sogra para a nora

Luz María de la Fuente

 


Querida filha...

"Esta carta é a que qualquer sogra poderia dirigir à sua nora, se tivesse coragem suficiente para escancarar o coração... Não lhe vou contar nada de novo, mas que importa? Também não são notícia as trivialidades que nós, as mulheres, costumamos contar umas às outras: << Como estão as crianças? Como vão as coisas por aí? Que vai fazer hoje? Posso ajudá-la?... , etc.>> E, no entanto, são o suporte natural dessa convivência cheia de pormenores de carinho, própria das pessoas que se apreciam.

"Comecei estas linhas tratando-a por filha, um nome que talvez não lhe devesse dar. Seria uma bobagem chamar-lhe filha, pela simples razão de que <<mãe, há uma só>>. No fundo, porém, como a maternidade tem diversas formas, posso, sim, chamar-lhe "filha", já que na verdade você é uma filha para mim.

"A sua chegada à nossa família significou uma confirmação das possibilidades que o carinho nos oferece. Porque o verdadeiro afeto é como uma janela aberta, através da qual se renova a atmosfera da nossa vida e se enche de luz a cotidianidade que nos traz presos ao dia-a-dia: a casa, os filhos, o trabalho, o escritório, o descanso e a diversão. Que seria de tudo isso se não estivesse iluminado pela luz do amor, se não se oxigenasse com a pura novidade do apreço e da estima que deve unir as pessoas?

"Que seria de você, de mim e de toda a humanidade se, no fundo da nossa existência, não ardesse a chama da convivência e da dedicação? Se você chegasse à sua casa de esposa e não houvesse crianças ou, pelo menos, a esperança de converter em realidade, quanto antes, esse projeto de que o amor transborde? Que seriam para nós, mulheres casadas, essas quatro paredes do lar sem a presença de um marido por quem esperar, de quem cuidar, de quem queixar-se quando deixa as luzes acesas ou livros e papéis espalhados pela casa? A que ficaria reduzida a família se, em lugar do afeto, reinasse nela o egoísmo?; se o bebê que chora no berço não soubesse que a mãe virá logo, movida por essa misteriosa mola que funciona sempre e a todas as horas?; se os filhos que chegam do colégio não encontrassem a mamãe sorridente, com a comida preparada e todo o seu tempo livre para eles? Que seria de nós sem esses amigos com os quais compartilhamos parte da nossa intimidade, com quem saímos para tomar alguma coisa, para jogar um squash ou para ter uma conversa sobre temas importantes que nos ajudam a melhorar? Que seria, enfim, de qualquer marido ou esposa que vagueasse como um sonâmbulo pela tensa e escura incerteza da incompreensão conjugal?

"Além de recebermos o sol e o ar puro do carinho autêntico através da simbólica janela do amor, é claro que também damos do nosso carinho. A começar pelo olhar - é a primeira coisa que fazemos ao abeirar-nos da janela: olhar! Um olhar que, como espelho da alma, deve ser a promessa de tudo o que estamos dispostos a dar.

"Mas, por falar em noras, permita-me contar-lhe que, certa vez, narrei a história de Rute a uma amiga; a sua filha era recém-casada, e tinha problemas com a sogra. Poucos dias depois, tornei a encontrá-la e, consciente de que a Palavra de Deus tem força própria e faz milagres quando não bloqueamos a sua ação, perguntei-lhe como estava a filha. A senhora começou a rir com um ar triste.
- "Falei-lhe da história de Rute e disse-lhe que até se pode chegar a gostar da sogra - comentou-me. 
- "E o que foi que a sua filha respondeu? - aventurei-me a perguntar...
- "Que quem pensa isso deve ter batido a cabeça quando era criança...

"O caso é verídico. O que não parece tão certo é que seja tão inevitável assim <<rotular>> as pessoas. O correto seria, numa tentativa solidária, situar mentalmente determinados indivíduos fora do seu contexto. Explico-me. Não os ver unicamente através do papel que representam na família ou na sociedade, não julgá-los pelas suas circunstâncias atuais. Nessa longa lista de pessoas que poderíamos isolar do emaranhado das suas respectivas vidas, figurariam: as sogras difíceis, os colegas com quem não nos damos bem, alguns doentes excessivamente exigentes, idosos com problemas de comportamento, os chefes coléricos... Contemplar essas pessoas como pessoas é começar a compreender que todos precisamos de um pouco mais de amor. As vezes, esse amor será simplesmente rezar pela pessoa necessitada. Outras... Mas por que lhe vou repetir tudo isto? Nós, as mulheres, avançamos constantemente no amor, a partir da nossa própria família.

"Rute era uma boa nora que tinha, além de uma excelente sogra chamada Noemi, um coeficiente de luz interior que lhe permitia compreender por que não se devem desprezar os vínculos impostos pelas circunstâncias. Existem para nos enriquecer!

"Querida nora ideal, tenho que terminar estas linhas. Obrigada por tudo. Conte comigo. Mas, por favor, continue a ajudar-nos. Porque a sua juventude e até a sua inexperiência, a força do seu entusiasmo e a sua dedicação à fascinante e árdua tarefa de construir uma família, tudo isso é sempre um exemplo para nós, um livro aberto que nos conta a história do mundo. Uma história de amor para crianças de todas as idades, que enternece acima de tudo o coração dos avós.

"A sua incondicional..."


Luz María de la Fuente é mãe de família numerosa, co-autora do livro "Aprender a evelhecer" e do livro "A Sogra (e a Nora) Ideal"

Fonte: "A Sogra (e a Nora) Ideal", Luz María de la Fuente - Ed. Quadrante, 1998, São Paulo


Postado em: 12:19 PM, 28/4/2011
Comentários (0) | Adicionar Comentário | Link

FORMANDO LEITORES!!!

 “Formar leitores é compromisso da família e da escola. Também deve fazer parte dos 

interesses de toda a comunidade, pois uma sociedade não letrada, ou mesmo formada 
por leitores funcionais, está fadada à condição de miséria e indignidade.  
Nunca a questão da formação de leitores foi tão discutida como nos dias atuais, até 
porque se entende que o desenvolvimento de uma nação depende do nível de 
letramento dos seus habitantes. Não existe país livre e desenvolvido sem investimentos 
na educação e na leitura.”

(Cavalcanti, 2002)


Postado em: 04:35 PM, 8/4/2011
Comentários (0) | Adicionar Comentário | Link

LINDA HISTÓRIA DE AMOR!!!

 


Postado em: 06:05 PM, 4/4/2011
Comentários (0) | Adicionar Comentário | Link

LANÇAMENTO DA NORA ROBERTS!!!

 


Postado em: 04:34 PM, 4/4/2011
Comentários (0) | Adicionar Comentário | Link

Só na Porto das Letras

 


Postado em: 03:13 PM, 4/4/2011
Comentários (0) | Adicionar Comentário | Link

COMO QUEBRAR A MALDIÇÃO DE UM DRAGÃO??? VOCÊ SABE?? NÃO.. ENTÃO VENHA DESCOBRIR!!!

 


Postado em: 06:08 PM, 1/4/2011
Comentários (0) | Adicionar Comentário | Link

MARAVILHOSO E ENVOLVENTE ROMANCE...

 


Postado em: 05:31 PM, 1/4/2011
Comentários (1) | Adicionar Comentário | Link

CONCORRAM À UM BOX COMPLETO DO CREPÚSCULO!!!!

 Participem e concorram a um Box Completo do Crepúsculo! A pergunta é: O que poderíamos fazer para transformar a Livraria em um ponto TEEN?


Postado em: 03:07 PM, 19/3/2011
Comentários (0) | Adicionar Comentário | Link

VOLTA ÀS AULAS COM A LIVRARIA PORTO DAS LETRAS

SÓ NA LIVRARIA PORTO DAS LETRAS VOCÊ GANHA SEU MATERIAL TODO ENCAPADO E HORAS DE LAZER PARA SUAS CRIANÇAS NO CLUBINHO CASA DA ÁRVORE!!!

 


Postado em: 11:42 AM, 11/12/2010
Comentários (0) | Adicionar Comentário | Link

FELIZ NATAL

A EQUIPE DA LIVRARIA PORTO DAS LETRAS DESEJA A TODOS OS AMIGOS E CLIENTES UM FELIZ NATAL!!!

 

 


Postado em: 08:23 PM, 4/12/2010
Comentários (0) | Adicionar Comentário | Link

SENSACIONAL QUEIMA DE ESTOQUE DE FIM DE ANO NA LIVRARIA PORTO DAS LETRAS!!


Postado em: 06:08 PM, 30/11/2010
Comentários (0) | Adicionar Comentário | Link

Vídeo do Youtube - Animelan na Livraria Porto das Letras!!!

 Inserir HTML: 


Postado em: 06:05 PM, 26/11/2010
Comentários (0) | Adicionar Comentário | Link

Vídeo do Youtube - Clubinho Casa da Árvore - Um espaço feito para você!!!

Incluir  HTML


Postado em: 06:01 PM, 26/11/2010
Comentários (0) | Adicionar Comentário | Link

NOITE DE AUTÓGRAFO NA LIVRARIA PORTO DAS LETRAS COM (DERMES) ADEMIR BARBOSA JÚNIOR

 


Postado em: 09:02 PM, 19/11/2010
Comentários (1) | Adicionar Comentário | Link

Pensamentos..

 " Há três coisas na vida que não voltam atrás: a flecha lançada, a palavra pronunciada e a oportunidade perdida."

 

Por: Julita Mara Perez

              (coordenadora Pedagógica do Colégio Interativo)


Postado em: 09:09 PM, 10/11/2010
Comentários (0) | Adicionar Comentário | Link

Artigos – Adultos de hoje e de amanhã (POR VALNETE - PSICOPEDAGOGA)

 Artigos – Adultos de hoje e de amanhã.

Quero dirigir-me a você, adulto de hoje para que reflitamos por alguns instantes sobre os adultos que estamos criando para a sociedade do amanhã. Certamente já lhe ocorreu pensar como está sendo difícil cumprir esta tarefa de educar ou organizar o adulto do futuro ao nosso presente. Sim, este mesmo que hoje é criança e que está frequentemente à sua frente e que se transformará na sociedade que iremos conhecer! IçamiTiba destaca em um de seus livros que “Ninguém valoriza o SIM se desconhece o NÃO”.

Neste tempo cultivamos as emoções que permeiam a vida de nossas crianças, que por consequência precisam mais que conhecê-las, precisam vivenciá-las, para poder conviver bem com elas quando adultos. Essa tarefa é árdua e tem trazido grandes questões internas aos que educam e futuramente aos que são educados. Para os primeiros envolve culpa, medo de ser rígido, de ser chato, intolerante, desagradável e castrador aos segundos passa pelo limite de liberdade, frustrações e por aí vai...

Em nossa vida cotidiana cada vez mais passamos por cima de pequenos deslizes na esteira do prazer de estar junto, do conviver da maneira mais simples, sem complicações e discussões, enfim, sem aquilo que nos parece ser excessivo. Então concordamos logo com nossos pequenos no limiar do drama interno da auto conversa justificando ações para não perder tempo com este ou aquele comportamento manipulador ou pior, não nos damos conta disso.

Então vejamos; - considere que para a sua criança você é o primeiro educador, o primeiro professor, haverá outros certamente, mas quem ensinou os primeiros conceitos e valores foi você! Sua relação com ela será modelo com todos os demais educadores de com quem ela estiver. - A aprendizagem dela dependerá disso também. Em seu entendimento é importante permitir à sua criança o máximo de experiências possíveis ao longo de seu caminho de vida, está certo, mas é aí que reside a importância de não esquecer as emoções! Digo de todas as emoções, as positivas e as negativas, incluídas aquelas conseguidas com a manipulação de fatos para conseguir uma conquista perdida, caras e bocas, etc. – Limites, até onde posso chegar...

Nestes dois pontos quero refletir agora com você; algumas denossas crianças não raras vezes têm dificuldades em reconhecer as linhas que delimitam o permitido e o proibido, pois não vivenciam claramente estes conceitos. Frequentemente nos fazem titubear, duvidar de nossa conduta, principalmente quando lhes é negado algo. Rapidamente aparecem novas versões para os fatos, e as expressões desabam de desapontamento... Na verdade com mil artifícios nos trazem nossas culpas (pelo pouco tempo de contato, pela qualidade suplantando a quantidade, pela vida apressada, etc.), incertezas(será que é por aí?), o passado (foi assim comigo, farei diferente agora), enfim a vontade de não podar, de dar escolha etc.

Com isso os privamos de experimentar a frustração e sem saber criamos o inferno do adulto com baixa tolerância ao NÃO, à frustração de não ter seu desejo atendido. A falta de limite torna tudo possível e destrói o parâmetro que norteia a escolha correta ou adequada ao momento vivido. Sem parâmetro a conduta de reprogramação de meta vai por “água a baixo” e favorece a um ego enorme!

Já imaginou esse adolescente? Desconhecerá provavelmente o outro, certamente. Frustração pelo desejo negado aos cinco (5) anos é bem diferente que aos dezessete (17), vinte (20) anos e pior ainda aos trinta (30). As páginas policiais dos noticiários estão repletas destes cidadãos. Tomam o que querem a qualquer custo, caras e bocas já não chegam para convencer então passam cada vez mais a manipular fatos a seu favor, passando por tudo e todos.

Uma criança sem limites é o adulto descompensado emocionalmente, que se recusa a ser ultrapassado no trânsito, a ser dispensado num relacionamento, aceitar direcionamento de quem quer que seja. Tem medo de suas emoções, não vivenciou a negativa.

Vamos combinar, fique atento para sua criança e seu relacionamento na escola com amigos e professores. Repare como vai indo seu aprendizado, refaça seu caminho com ela constantemente, ela entende o que precisa mais que você. Se precisar peça ajuda a profissionais, verá que vale a pena.

O ganho será grande para ambos e do amanhã então nem se fala! A sociedade ficará mais fácil de ser vivida, com egos de tamanho normal, a convivência se simplifica e a cortesia é o amalgama das relações porque pensar no outro é o caminho mais comum.

Pense nisso...

Até a próxima!

Valnete Oliveira

Psicopedagoga – www.valnetepp.webnode.com.br

 

Bibliografia

 

 

Emoção, afeto e amor: Ingredientes do processo educvativo, Monte-Serrat,– SP – Editora Academia de Inteligência, 2007.

 

Quem ama educa,Içami Tiba,– SP – Editora Gente, 2002.

Pedagogia Afetiva, Maria Augusta S. Rossine – RJ – Editora Vozes, 2007.

 

 VALNETE (PSICOPEDAGOGA)


Postado em: 02:08 PM, 10/11/2010
Comentários (0) | Adicionar Comentário | Link

PENSAMENTOS...

"Quando tudo nos parece dar errado
Acontecem coisas boas
Que não teriam acontecido
Se tudo tivesse dado certo."

Renato Russo


Postado em: 08:55 PM, 6/11/2010
Comentários (0) | Adicionar Comentário | Link

07.11.2010 - (Domingo) - " Dia do Radialista"

 727

                Durante muito tempo o Dia do Rádio, ou da Radiodifusão, e o Dia do Radialista foram comemorados

 juntamente, em 21 de Setembro que é também o Dia da Árvore. 

A celebração teve início em 1945, quando um
 decreto assinado pelo presidente Getúlio Vargas fixou os níveis mínimos de salário dos trabalhadores em
 empresas de radiodifusão.

 
Nos anos 80, por ocasião do IV Congresso Brasileiro de Radiodifusão, realizado na Bahia, os proprietários de

 Emissoras decidiram estabelecer uma data para comemorar em separado O Dia da Radiodifusão. Escolheram
 25 de Setembro, pois nesse dia nasceu Roquette-Pinto. 

Edgard Roquette-Pinto, médico, antropólogo e professor, nascido em 1.884, fundou a Rádio Sociedade do Rio
 de Janeiro, em 21 de abril de 1.923. 

Dessa forma, passamos a comemorar em 21 de Setembro o Dia do Radialista e em 25 desse mês o Dia do Rádio, ou da Radiodifusão.

 
Mais recentemente, em decreto assinado pelo Presidente Lula, foi instituído no calendário de efemérides nacionais o Dia do Radialista a ser comemorado em 7 de Novembro, data de nascimento do compositor, músico e radialista Ary Barroso.

Beijinhos no coração, Tia Nathália.

 

 

 


Postado em: 08:38 PM, 6/11/2010
Comentários (0) | Adicionar Comentário | Link

A IMPORTÂNCIA DE UMA BOA LEITURA

 


 



Postado em: 04:39 PM, 16/10/2010
Comentários (0) | Adicionar Comentário | Link

<- Última Página | Próxima Página ->