TELEVISÃO COMPUTADOR TELEFONE

Home - Perfil - Arquivos - Amigos

Ventres-borboletas

Postado em 1/4/2014 em 04:59 PM

 

 

 

Clarice Lispéctor, afirma:

"quando não estou escrevendo estou morta"

O mesmo acontece comigo?

É possível! Pensando bem, é a mais pura verdade,

o teorema geográfico de tudo que respiro,

o endeço que tenho que acessar

para morder os meus próprios lábios

 

Ela vai arrancando as borboletas

dos casulos de papel, madeira, tecido e tinta,

nas carnes dos Andes Alpes Suíços da memória

das pedras que nos protegem

cá por esse Rio de Janeiro Inca Nago...

 

Christina Oiticica,

seriam essas ventres-borboletas,

os Anjos que viste com Paulo no deserto?

 

Sigamos sem mortes por abstinência de criação,

Clarice que o diga,

Neruda que nos ponha sobre as pétalas

da flor que só eu e você vemos

 

             ( edu planchêz )


« Última Página :: Próxima Página »