TELEVISÃO COMPUTADOR TELEFONE

Home - Perfil - Arquivos - Amigos

Árvore plantada por Caio Fernando Abreu

Postado em 18/5/2014 em 06:42 AM

            

 (à Maurício Sales de Vasconcelos e Barbara Vasconcelos)



Preciso recorrer ao poema antes de dormir,
não poderia desfolhar meus neurônios
sem cavalgar nas palavras,
sem correr no verbo que move meus pés
nesse pedaço de mundo

Querida cidade, querida mão
que escreve esses pensares,
o novo dia sabe exatamente o que devo
acorrentar ao pescoço

O magnífico girassol vertido em rio,
roça minhas pernas,
soletra teu nome sem parar

Mãe de tudo, arte do nada,
cartola cheia de pequenas esferas,
de estrelinhas...

Pai de meu sal,
mar da antiga sombra,
do novo corante
que cobre a casa
da parte sul da mente

Ela chega movida pelas rodas
integrantes do corpo esbelto
dos cisnes da noite mais que minha,
mais que árvore plantada
por Caio Fernando Abreu

( edu planchêz)


 


« Última Página :: Próxima Página »