Livro intimo UP Home | Perfil | Arquivos | Amigos
Pra todos aqueles que vivem confusões sentimentais e TOC por atenção...

Ano Novo... Vai ser diferente....1/1/2012

Após a virada de ano, depois de sair do trabalho, entrei no meu carro e sai guiando cidade a fora, repentinamente deu vontade de acelerar de verdade e... 

                        Percebi que o ano virou e muitas coisas tendem a ser como sempre foram... como por exemplo acabar o combustivel do carro no meio da rua, com uma diferença dessa vez foi na beira da rodovia.... Ai juntando, Ano novo,  carro velho e tristeza fiquei a pé na beira da estrada... Foi classico... o carro, o som da rodovia, o som do rádio e eu!

                        Não havia uma estrela se quer no céu, a lua acho que naquela noite se escondeu de tudo e todos... No céu só havia nuvens e névoa baixa... Não estava frio o suficiente, apesar do tempo úmido, para fazer com que eu desejasse ser socorrido naquela hora... De repente me pareceu agradável a idéia de ficar ali até amanhecer ou quem sabe até entardecer, vendo aquela paisagem que não deveria mudar conforme minhas horas passassem... A solidão da rodovia inspira poesia, inspira o coração, inspira coisas boas e coisas ruins também. 01-01-2012 - 05h30min - "O tempo poderia te parado e conforme as nuvens passavam, desejei que meu coração também, assim como o tempo, se anulasse", De repente no Player de CD do meu carro, a música do The Eagles 'Hotel California', caiu como uma luva... Como se fosse uma fonte de inspiração... Ainda me pergunto o que levou minha mente de volta à aquele portão trancado pra mim e ao mesmo tempo parecendo que eu vivia aquela música... E ia entrando pelas portas de um hotel invisivel, onde todos me amam e assim eu podendo retrtibuir tal sentimento, sem magoas e com a mente tranquila, sem os erros que já cometi pra voltar contra mim, sem palavras boomerangues e sem dor.

                        No tempo em que a música tocava, viajei nos acordes da guitarra e na brisa do vento, viajei sobre as nuvens, no odor do mato úmido e das árvores em minha fronte... Sei que lágrimas escorreram e o sol timidamente já começava a iluminar a neblima, o sol que não esquentava o ambiente, como um amor que já não se faz presente por querer... A  música nem é tão longa esta do The Eagles, mas durante o tempo que passou foi longa o suficiente para me fazer admirar a paisagem. Como toda paisagem deve ser adimirada... Por inteira.

....Não sei qual a velocidade que aucancei com meu carro enquanto eu acelerava. Não sei se diminuiria quando chegasse no retorno pra minha casa, pra minha realidade. Sinceramente nem sei se queria voltar pra minha casa. Queria sim, apenas deixar minha mente me levar,  embora não tenha gostado do lugar pra onde ela me levou. O fato do combustivel do carro ter acabado 2km antes de chegar na entrada do meu bairro, estranhamente o ponteiro de combustivel ainda marcava que havia cana de açucar suficiente pra queimar, só me fez pensar nos momentos que a vida nos proporciona, às vezes breves, mas nunca sem valor.

Cheguei em casa 06h30min tomei banho e fui cumprir minha rotina... ainda tive a chance de ver o brioolho da vida, por alguns momentos naquele hospital.

 

É gostoso poder viver a esperança nos olhos de segundas pessoas e vive-las, quando nos teus, - a mesma que brilha radiante em quem não tem mais chance-  brilha fosca e me ofende...

 

 

Descansar o pé no acelerador do carro quando triste, R$ uma vida; Ficar na mão com o combustivel do carro, R$ Estar duro, Aproveitar a noite, o vento, o orvalho, a vida... Não tem preço... 

 

 

 

 

 

 

 


contador de visitas
Post 9 de 47
Última Página | Próxima Página